ECONOMIA POLÍTICA DAS crises

O objetivo da cadeira é analisar a origem, a dinâmica, a história e as teorias das crises no capitalismo. O curso analisa o papel da categoria marxiana de "capital fictício" nas crises contemporâneas e investiga a hipótese de que as crises são essenciais à sociedade subsumida ao capital. Pretende-se também analisar historicamente o papel desempenhado pelos Estados Unidos durante as grandes crises, entre o final do século XIX e a crise de 2008.

Ementa: EPI: método e fundamentos teóricos. A crise do final do século XIX e a política externa dos Estados Unidos: Open Doors Policy. A grande crise da década de 1930 e a grande crise de 2008. Desafios aos EUA após a Segunda Guerra Mundial: a nova arquitetura internacional de poder e a Guerra Fria. A “era de ouro” do capitalismo e o Welfare State. De Bretton Woods à crise da “era de ouro”. A crise do modelo taylorista/fordista e as respostas do capitalismo. O capital financeiro e suas contradições. Capital fictício: definição e relevância para a dinâmica das crises. A dinâmica das crises contemporâneas: revisitando as Teorias da Dependência.

Programa Eco Pol Crises 19.2.docx
Texto 01 - EPI (cap 1, 2, 3).pdf
6 Artigo SEP 2018 identificado.pdf
02 Open Doors Policy.pdf
Texto 02 - Origem das depressões (cap 1 e 2)
7 Sentidos do trabalho.pdf
3 Era dos Extremos (1914-1991) - Eric J. Hobsbawm.pdf
3 F Chesnais.pdf
8 Os Limites Do Capital - David Harvey.pdf
4 Tese doutorado final.pdf
9 Belluzzo Capital Financeiro.docx
9 BELUZZO.pdf
5 KERSTENETZKYCelia-OEstadodoBem-EstarSocialnaIdadedaRazo2012.pdf
10 Lima_HumbertoeSilvaRibeirode_D.pdf
00 Crise atual.pdf
01 Metodologia EPI.pdf