Início / Home

Última actualização: 4 de Setembro de 2012 / Latest update: September the 4th, 2012
 
 
F5JPortugal: um website dedicado ao voo de competição térmico com motoplanadores eléctricos r\c em Portugal
 
F5JPortugal: a website dedicated to electric motorglider thermal competition flying in Portugal (see English version below)
 

 

Breve história da competição “F5J” em Portugal:

 

2008: Por iniciativa de Carlos Bastos e da APSIA (Associação de Planadores de Santa Iria de Azóia) iniciaram-se os encontros/provas particulares de motoplanadores eléc. radiocontrolados em Portugal usando uma versão do regulamento "200W/kg" inglês, em que limitando apenas a relação potência/peso (200 watt de potência por kilograma de peso) e o tempo motor no ganho de altura (30 segundos) se organizam provas com a tarefa de voo de duração (10 minutos) e aterragem de precisão.

 

Rapidamente o interesse generalizou-se e no mesmo ano, além de três encontros/provas organizadas pela APSIA também a LIPA (Liga de Iniciação e Propaganda da Aeronáutica) e o CAL (Clube de Aeromodelismo de Lisboa) organizaram encontros com regulamentos particulares semelhantes, num notável total de cinco encontros neste 1º ano de experiência.

 

O número de participantes por encontro chegou à quinzena e o interesse desportivo foi crescente à medida que os modelos e a técnica de pilotagem evoluíram.

 

2009: Dois clubes (APSIA em Lisboa e LIPA no Porto) realizaram seis encontros/ provas particulares; cada um dos clubes optou por regras diferentes, a LIPA alterou ligeiramente o regulamento “200W/kg” anterior enquanto a APSIA optou por um regulamento modificado das regras  "200m" usadas em Inglaterra em 2009, utilizando um altímetro/ limitador de potência que faz o corte do motor quando o modelo sobe acima dos 200m de altura ou o tempo motor excede 30 segundos.

 

Salienta-se neste ano pela positiva a grande participação nos encontros “200m” da APSIA, com cerca de 25 participantes em média e, pela negativa, a inexistência de acordo entre clubes quanto a uma classe nacional para motoplanadores eléctricos de duração.

 

2010: Os mesmos clubes (APSIA e LIPA) inscreveram cada um três encontros/provas particulares, usando os dois regulamentos de 2009, a única novidade foi na LIPA que também realizou um encontro monomodelo (usando o Astra da Topmodel) com um regulamento tipo “200W/kg” simplificado e também um regulamento “200m”, ficando ao critério dos concorrentes a utilização (ou não) do altímetro/limitador. Esta utilização em simultâneo é também a solução adoptada nos encontros “200W/kg” no Reino Unido em 2010.
 

2011: A APSIA organiza quatro encontros "200m" e a LIPA organiza três encontros "200m", abandonando a fórmula "200W/kg" excepto na continuação do troféu monomodelo "Astra Cup" em que os concorrentes podem optar pela limitação de potência (180W) ou utilização do altímetro.

 

Continua a não haver acordo entre os clubes para uma classe nacional baseada nas regras "200m", entretanto surge a proposta de classe internacional FAI F5J com altura de saída variável.

 

2012: Finalmente os dois clubes organizadores alinham pela mesma fórmula, a classe provisória FAI F5J. Quer a LIPA quer a APSIA inscrevem um Open nos calendários FAI e International Tour F5J, promovendo a internacionalização das provas e o aumento da competitividade.

 

Independentemente das regras específicas (“200W/kg”, “200m” ou F5J), o objectivo do voo de 10 minutos terminando na aterragem no centro do alvo mantém-se inalterado, o grande apelo e factor de sucesso é a possibilidade de participar com quase qualquer tipo de motoplanador eléctrico e poder partilhar o prazer do voo térmico de planadores r\c com outros entusiastas.

 

Assim este site é dedicado à divulgação desta classe de competição, promovendo a troca de ideias e experiências nas vertentes desportiva, técnica e convívio social. 

 

Boas térmicas e aterragens suaves!

 

Paulo Guimarães e Rui Silva
 
 
Ressalva - O conteúdo deste site apenas reflecte a opinião individual dos autores dos artigos, as referências a estabelecimentos comerciais (fabricantes, lojas, produtos, etc.) é meramente indicativa e não constitui qualquer tipo de recomendação ou publicidade aos mesmos.
 
 
 
   A brief history of “F5J” competition flying in Portugal

 

 

2008: Carlos Bastos and APSIA, a club from Lisbon dedicated mainly to slope soaring, organize the first informal competition for electric motorgliders in Portugal using the British “200W/kg” rules that limit the allowed maximum power/weight ratio to 200W/kg and the maximum motor run time to 30 seconds for the flight duration (10 minutes) and precision landing tasks.

 

The success of this formula quickly spread and in the same year, in addition to two more events organized by APSIA, both LIPA in Oporto and CAL, another club from Lisbon, host one event each with slightly different “200W/kg” rules, for a remarkable number of five events in the first year.

 

The number of contestants reached fifteen and the competition flying began to improve with better models and piloting skills.

 

2009: Two clubs (APSIA in Lisbon and LIPA in Oporto) organize 3 events each, LIPA using slightly changed “200W/kg” rules from the previous year while APSIA used a modified UK “200m” set of rules, using a limiting altimeter that cuts the motor at 200m of height gain or 30s of motor run, whatever happens first.

 

One remarkable achievement was the large number of contestants in APSIA's “200m” events, about 25 on average, unfortunately this year was also marked by the lack of agreement between organizing clubs and the failure to approve a national electric motorglider class in the Portuguese Aeromodelling Federation AGM.

 

2010: The same two clubs (APSIA and LIPA) have each 3 competitions, using the same rules as in 2009, the only news is that LIPA organized one event allowing only the Topmodel Astra motorglider and using simultaneously a simplified “200W/kg” set of rules and the “200m” rules, leaving to the contestant which one to use .This is quite similar to the solution adopted by the Bartletts' League in the UK.

 

2011: APSIA hosts four "200m" events and LIPA abandons the "200W/kg" rules and hosts three "200m" events, keeping the optional power restriction rules (180W) or "200m" to the single model "Astra Cup".

Again no agreement was reached between clubs for a national "200m" class, meanwhile an international proposal for a FAI F5J provisional class with variable launch height was defined and approved.

2012: Finally the two organizing clubs in Portugal use the same formula, the provisional FAI class F5J. Both LIPA and APSIA have a FAI Open in the competition calendars of the FAI and the International Tour F5J, promoting international events with increased competitive appeal.

 

Regardless of the specific set of rules (“200W/kg”, “200m” or F5J), the task of a 10 minute duration flight ending in a spot landing in the target’s centre remains the same, the strong appeal and success of this class is the possibility of competing with almost any type of electric motorglider and to be able to share the experience of r\c thermal soaring with other keen enthusiasts.

This site aims to promote this competition class and share the practical experience, technical knowledge and friendship between fellow r\c electric motorglider pilots.

 

Booming thermals and happy landings!

 

Paulo Guimarães and Rui Silva

 

 

Disclaimer – The contents of this website are only the personal opinions of the authors, references to commercial products, vendors, services, etc., are only mentioned in an informative basis and are not any kind of endorsement or publicity.

 

 

 

Site Meter

 
free counters