Até antropólogos participam da construção do Windows Vista

 

Rosa Maria Garcia, 42 anos, é licenciada em Ciências Matemáticas pela Universidad Complutense de Madrid e dirige a Microsoft Ibérica desde 2002, tendo sob seu comando uma equipe formada por mais de 600 pessoas.

A famosa executiva concedeu uma entrevista a Ainhoa Goma, que foi publicada no jornal espanhol ADN.

Respondendo à pergunta se a pirataria ajuda na fama do Windows, ela disse que não. Segundo ela, os produtos piratas causam danos à imagem da empresa, porque o usuário não se dá conta de que tem um produto falsificado em suas mãos, que trazem vírus, não permitem atualizações e tem um sistema degenerado.

Para ela o Google é muito mais importante do que a Apple, porque domina o sistema de buscas e de publicidade on-line.

Em sua entrevista disse que o Windows Vista tomou cinco anos de trabalho e 20 milhões de euros em investimento. Surpreendente é que até uma equipe de antropólogos faz parte dos envolvidos no Vista. A missão deles é viajar pelo mundo e ver como as pessoas se relacionam com o computador.

Texto original no Diário ADN