Indicação e comentário de bons Métodos e Estudos para Flauta
Nilson Mascolo Filho

Segue nesta seção do site minha indicação e comentário dos bons métodos e estudos para flauta. iniciamos está página dia 07 Setembro de 2016 e aos poucos iremos acrescentar novas postagens.

1 - Métodos para Flauta
Métodos para flauta são livros com objetivo de ensinar desde o inicio uma pessoa leiga a tocar flauta e segue nossas indicações e comentários dos melhores e mais usados para flauta transversal.

Taffanel & Gaubert, Methode de Flute - Complete (Francais/Anglais/Allemand/Espagnol)
O método completo de Paul Taffanel e Philippe Gaubert é uma obra célebre para estudo da flauta transversal. O método é divido em oito parte e ensina desde o inicio aos estudos mais avançados. Esse método é um estudo obrigatório para todos os flautistas.  Este grande métodos foi escrito inicialmente por Taffanel e após sua morte, continuado e finalizado pelo seu aluno e discípulo, Gaulbert. O método é publicado pela editora francesa Alphonse Leduc é todo escrito em quatro idiomas: Frances, Inglês, Alemão e Espanhol.

Para muitos flautistas, iniciar com esse método é muito difícil pois ele avança rapidamente, por isso eu tenho costume de iniciar os estudos em flauta com o Método de Inicialização em Flauta Transversal - Volume I e posteriormente fazer o método completo de Paul Taffanel e Philippe Gaubert.

Sobre os autores:
Claude-Paul Taffanel (16 de Setembro 1844-1822 November 1908) foi um flautista francês, maestro e professor. Nascido em Bordeaux, França, Taffanel recebeu suas primeiras lições na flauta com seu pai, com a idade de nove anos. Depois de dar o seu primeiro concerto com a idade de dez anos, ele estudou com Vincent Dorus no Conservatório de Paris. Taffanel se formou em 1860 e ganhou seu primeiro de vários prêmios aos dezesseis anos de idade. Taffanel construiu uma grande carreira como solista e músico de orquestra por mais de 30 anos. 

Philippe Gaubert (05 de julho de 1879 - 08 de julho de 1941) foi um virtuoso flautista francês e respeitado maestro e compositor. Gaubert estudou com Claude-Paul Taffanel. Gaubert compôs muitas musicas para flauta e após o falecimento de seu célebre professor Claude-Paul Taffanel, ele terminou sua obra Methode de Flute - Complete que deixara inacabada.



2 - Estudos de escalas e arpejos
Os Estudos de escalas e arpejos são essencial para desenvolvimento do flautista e segue nossas indicações e comentários dos melhores e mais usados livros para estudo de escala e arpejos.
 

3 - Estudos de sonoridade
Os Estudos de sonoridade são essencial para que o flautista desenvolva uma bela sonoridade e segue nossas indicações e comentários dos melhores e mais usados livros para estudo de sonoridade.



4 - Peças de estudos melódicos
Peças de estudos melódicos para flauta são composições para flauta com melodias, porém com objetivo de desenvolver a técnica, sonoridade e musicalidade. Segue uma seleção e indicação e comentário das melhores e mais usadas peças de estudos melódicas para flauta. 


Caratgé, 12 Études faciles 
Os 12 Estudos fáceis de Fernand Caratgé são apropriados para flautistas de nível inciante e intermediários que aprenderam as três oitavas da flauta e precisa continuar se desenvolvendo. Todos os estudos são de lindas melodias e trabalham diversos aspectos da performance e técnica da flauta. Eu sempre utilizo com meus alunos logo após terminarem o Método de Inicialização em Flauta Transversal - Volume I

Sobre o autor: Fernand Caratgé (1902-1991) nasceu em Béziers. Ele estudou no Conservatório de Paris com Philippe Gaubert e obteve seu Premier Prix em 1924. Caratgé foi assistente de Gaston Crunelle no Conservatório de Paris 1951-1969, onde entre seus alunos incluí Pierre Yves Artaud, William Bennett, Roger Bourdin, Adrian Brett, Peter Lloyd, Jean-Pierre Rampal e Günther Rumpel. Muitos jovens flautistas consultavam Caratgé na performances de Bach, pois era a especialidade dele. Caratgé era um professor comprometido que produziu estudos para Flauta e edições de música para a editora Paris Alphonse Leduc. Caratgé ensinou a flauta na École Normale de Musique de Paris a uma idade avançada, onde ele inspirou seus alunos com o seu extraordinário conhecimento do repertório.