Empréstimo

O Serviço de Empréstimo Domiciliário permite aos utilizadores do CDI a requisição de documentos para leitura externa.

Cada utilizador pode requisitar, em simultâneo, os seguintes documentos:

 

Professores

Alunos Mestrado

Alunos Licenciatura

Funcionários

Monografias (livros)

4

4

2

1

Documentos Vídeo

2

2

2

1

Documentos Sonoros

2

2

2

1

Documentos Electrónicos

2

2

2

1

A requisição é válida por um prazo de 6 dias úteis, incluindo o dia em que foi efetuado o empréstimo.

Não são passíveis de empréstimo domiciliário as coleções de publicações periódicas e obras de referência (enciclopédias, dicionários, etc.), bem como qualquer outro documento considerado de valor insubstituível e/ou em mau estado de conservação. Os Trabalhos de Alunos e Dissertações poderão ser emprestados com autorização por escrito, do autor, dirigida ao CDI.

No caso de existirem alterações do horário de funcionamento do CDI, por motivos de força maior, findo o prazo do empréstimo, os documentos devem ser entregues no Gabinete de Recursos Humanos ou no Centro de Produção. O utilizador deverá preencher a Ficha de Entrega de Documentos.

 
RENOVAÇÃO DO EMPRÉSTIMO
 
A renovação do empréstimo domiciliário deve ser feita presencialmente com apresentação dos documentos a renovar até ao último dia do prazo de empréstimo. Podem ser efetuadas até duas renovações consecutivas caso os documentos não tenham sido solicitados por outro utilizador, ou seja não podem existir reservas desses documentos. Se o utilizador tiver algum documento fora do prazo de devolução, fica impedido de proceder a renovações de empréstimo. 
 
ATRASOS E MULTAS
 
Finda a data de empréstimo domiciliário, a contagem dos dias seguintes (em atraso) é feita incluindo feriados e fins-de-semana.

A entrega dos documentos fora do prazo de devolução, fixado no presente Regulamento, implica a interdição de utilização do serviço por um número de dias idêntico ao número de dias em atraso e o pagamento de uma multa correspondente a 0,50€ por cada dia de atraso, até atingir o valor dos documentos em falta.

O não pagamento da multa fixada no número anterior, em caso de incumprimento por parte de um utilizador interno, implica a instauração de um processo disciplinar.