Azulejos , vitrais e restauro

 

Azulejo Tradicional Manual  -  Restauro de Azulejos  -  Azulejaria Contemporânea (cinema) - Cerâmica Artística  - Paisagens de Vilas e Aldeias  -  Vitrais Religiosos  -  Vitrais Decorativos -    Home DecorEspaços PúblicosReproduções (Retratos) -  Reproduções de Grandes Mestres -  Temas Equestres - Temas Etnográficos - Temas Religiosos - Temas Diversos - Apresentação - Paineis com dizeres - Contactos Localização (mapa )

 Atelier Escola Antiga de João Moreira

Produção artística de azulejaria, vitrais e cerâmica artística

Especialistas em conservação e restauro de azulejos e vitrais

 

O objectivo deste site é divulgar o nosso atelier e o trabalho nele desenvolvido.

 

Elaboramos maquetes, estudos e orçamentos para qualquer tipo de projecto de azulejaria ou vitral.

Além da execução de trabalhos de conservação e restauro de azulejos, também produzimos réplicas de azulejos para outros profissionais de restauro.

 

Colaboramos  artisticamente com arquitectos, designers, artistas plásticos e organismos oficiais.

Trabalhamos por encomenda e orçamentação prévia (preços sob consulta)

Todos os trabalhos presentes no nosso website foram integralmente produzidos no nosso atelier.

João Moreira

Responsável Artístico

 
 
 
CONTACTO: 
Rua da Escola Antiga, nº4
2460-806 Turquel
PORTUGAL
tel.+351 96 296 1616
 
E MAIL:
 
 
 
O atelier fábrica está situado na vila de Turquel na zona centro de Portugal, junto à estrada nacinal 8/6,saída norte para Alcobaça.
 
Lisboa (Capital), 95 Km
Alcobaça(Mosteiro Cister)11km
Nazaré(Praia mais típica)22km
Caldas da Rainha (capital da cerâmica),22km
Óbidos(Vila Medieval),26km
Batalha(Mosteiro Sª Maria da Vitória),16km 
Fátima(Santuario Mariano),39km
 
Fred Astair /Ginger rodgers e Charlie Chaplin (promenor de mural de azulejos para cinema em Israel). (mais na pag. Cinema)  

 
 

 

 

Nª.Sª.da Conceição em policromia antiga e Santo António em azul cobalto, (pinturas em azulejo de chacota tradicional manual com queima especial à antiga), (em cima painel da NªSªda Conceição em crú durante a execução da pintura.) 

   
  APONTAMENTO: Constatando que os azulejos tradicionais antigos tinham cores(especialmente o azul e o manganês) e vidrados com uma beleza única acentuada pela chacota manual, em contraste com a produção actual "seca e sem grande brilho",devido em grande parte à "purificação" dos materiais e das queimas.
    Devido a este desencanto em relação à azulejaria tradicional actual que o meu grande desafio nesta área, tem sido a de recuperar a beleza dos
vidrados estaniferos e das cores antigas, oriundas dos óxidos, cromatos e carbonatos de diversos metais, nomeadamente o cobalto,o cobre, o manganês, ferro, niquel, chumbo, e outros... Após uma pesquisa intensa de mais de 10 anos, consegui obter os resultados desejados: A beleza e
o encanto dos azulejos dos tempos dos fornos a lenha. 
 Azulejo de figura avulsa, (a beleza do azul de varias tonalidades devido a fornadas diferentes)    
 
   O Azulejo e o fado são provavelmente as expressões artisticas que,devido à sua originalidade, mais fortemente caracterizam a nossa cultura.
   Apesar do azulejo ser de origem àrabe, ele teve um desenvolvimento ao nível artistico sui generis no nosso país. Com o azulejo artístico, os edifícios e monumentos portugueses adquiriram um brilho especial, que os deferência dos demais dos outros países. Ficam na retina de qualquer turista os azulejos paisagistas e etnográficos das estações de comboios, a iconografia de cenas religiosas e mitologicas nas igrejas, as pinturas de Jorge Colaço no palácio Alverca(casa do Alentejo em Lisboa), palácio do Luso e estação de São Bento, a arte comtemporânea das estações do metro, as fachadas de edificios quer com azulejo de estampilha ou pinturas trompe l'oeil que sugerem novos espaços arquitectónicos, ou simplesmente as placas toponimicas das nossas ruas. A azulejaria artística é uma arte que nos define artísticamente além fronteiras. Portanto a conservação e restauro dos azulejos e do património cultural em geral, revela-se de extrema importância, e nalguns casos a necessitar de intervenção urgente.
 
 Estação dos comboios das Caldas da Rainha (depois dos trabalhos de conservação e restauro)   Promenor do painel de Rafael Bordalo Pinheiro modelando.
 
Fortaleza de São Miguel em Luanda - Restauro dos azulejos da casamata
 Painel representando o levantamento do padrão inspirado numa aguarela de Roque Gameiro (após restauro)
 A Fortaleza de São Miguel de Luanda é uma fortificação edificada no ano de 1634 com o objectivo de defesa da cidade. Com o decorrer dos tempos, os interesses, objectivos e fins da fortaleza alteraram-se e nos finais dos anos 30 do século XX foram realizadas importantes obras para ser adaptada a museu (Museu da História). A parte das obras mais relevante e que melhor acolhimento teve, pelo seu elevado valor artístico, foi o revestimento das paredes interiores da casamata com paineis de azulejos, do estilo da azulejaria portuguesa do século XVIII, com a singular beleza dos azuis cobalto.
Neste conjunto azulejar são reproduzidos acontecimentos e motivos do século XV ao XIX, relativos à história, fauna e flora de Angola. Ao centro dos paineis de maiores dimenções figuram reproduções de frontespicios do manuscrito da «Historia Geral das Guerras Angolanas», de António de Oliveira de Cadornega (exemplar da Biblioteca Nacional de Paris), e extractos de cartas de Angola e Africa do seculo XVII. As fontes de inspiração artística da maioria dos motivos foram desenhos e gravuras antigas de diversos autores, e também algumas fotografias, as quais eram reproduzidas integralmente ou em parte, consoante o espaço a pintar e as dimensões da gravura.
A partir da decada de 70 a deterioração e desaparecimento de azulejos dos paineis foi crescente até ao estado que se encontram hoje. Por isso o seu restauro, é praticamente, a sua reprodução total. Mas sempre, respeitando todos os motivos reproduzidos recorrendo a fotos antigas dos paineis originais e das gravuras que serviram de base de inspiração. Serão também respeitados os metodos de produção tradicionais manuais antigos, quer seja o azulejo de produção totalmente manual ou o vidrado estanifero quer a sua queima para obter os maravilhosos azuis cobalto "fumados" do tempo dos fornos a lenha.
 
  Site sobre o restauro dos azulejos de luanda
 
 

 
 
 

 VITRAL DECORATIVO

 Vitral com motivo religioso central de Nª.Sª. da Conceição, ladeada por dois jarões.(Lar NªSª da Conceição - Turquel)
   Vitral decorativo com garças como motivo central. (Casa particular)
     

 Parte central de claraboia
Inspirado na pintura do artista barroco Francois Boucher (o Amor)

   
Restauro de vitrais
da Colecção Berardo



  12 vitrais de Manuel Lapa do antigo Hotel Estoril-Sol



Fonte original em cerâmica em hall de entrada com lambrim D.João V
Cozinha em azulejo manual com motivo "Galinha na púcara"
 
Igreja da Benedita(obra de autor - P. João Marcos)
   
 
Cozinha com motivos de figura avulsa e provérbios portugueses
 

 
 
(Sagrada Família / Cristo a bater à porta) 
 REPRODUÇÕES DE FOTOGRAFIAS - RETRATOS    REPRODUÇÕES EM AZULEJO DOS GRANDES MESTRES
    O Fado,( José Malhoa)  
   PAISAIGENS  DE VILAS E ALDEIAS HISTÓRICAS

MotaYamaha

 

Vila de Alenquer- Azenha do Chão

 TEMAS EQUESTRES / FESTA BRAVA
Cavaleiro em traje de gala e traje tradicinal português
  CERÂMICA ARTÍSTICA - Vasilha cerâmica para pack de vinho  
Descarga da uvas para a adega (inspirado em foto antiga)
     
 
   Finding Nemo (Disney Pixar),2003  (promenor de mural com mais de 50 cenas de cinema), Mais na página de azulejaria contemporânea. Cinema City-Israel  
     
    Mapa turistico de Portugal com figura de convite tradicional em azulejos - Jardim do atelier  Escola Antiga