Home page‎ > ‎O que é a Praxe‎ > ‎

Os diferentes Trajes

O "traje académico" é composto por uma batina, colete, gravata preta, camisa branca, calças simples, sapatos simples, e por uma capa, que deverá tocar no chão, quando colocada sobre os ombros, sem dobras. Este traje é reservado aos homens, que também podem usar um gorro simples, sem borla. As senhoras, em vez da batina, usam um casaco pela cinta, mas não cintado, uma camisa branca, uma saia travada e abaixo do joelho, meias compridas, pretas e não opacas, sapatos simples e uma capa igual à dos homens.
Consoante as regiões o traje é adequado as suas tradições, por exemplo na Universidade de Braga, o tricórnio é característico do traje de Braga. O tricórnio deve ser preto e sem qualquer ornamento.
A capa minhota é preta e possui uma fita para se poder prender debaixo do braço direito. A capa pode ser usada dobrada sobre o ombro esquerdo, no braço, sobre os dois ombros (caso o clima o justifique), sobre o ombro esquerdo atada debaixo do braço direito de forma a mostrar as fitas. Nesta última posição pode-se também passar o lado direito sobre o ombro esquerdo, ficando assim a capa traçada.
De seguida podemos ver imagens que nos vão ilustrar como são constituídos os trajes nas diferentes regiões:
AVEIRO
VISEU
BRAGA
BRAGANÇA
COVILHÃ
LEIRIA
NACIONAL (LISBOA, PORTO, COIMBRA, etc)








Comments