EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

Welker Mahler
Professor Coordenador da Educação Física Escolar

                                                             

Utilize os links abaixo - boas leituras, bons estudos!

www.planetaeducacaofisica.zip.net

Artigos - Educação Física Escolar

Orientações Técnicas 

Educação Física no SARESP

Mensagens para mim

Atendimento ao PC

 Anos Iniciais




A pagina Educação Física Escolar!

Nosso propósito é disponibilizar um espaço de reflexão, estudo e troca de experiências e porque não material e textos de apoio pedagógico com o desejo de favorecer o nosso enriquecimento curricular e muito mais, no sentido de avançar no uso das mídias interativas como a net. O tempo disponibilizado à frente do computador (máquina...) deve ser recompensador e não vazio! Todas as contribuições serão bem vindas e com a certeza de um ótimo aproveitamento de todos...Boa interação!

Sejam bem vindos,

Welker

PCNP Educação Física Escolar - CREF 110065-G/SP


                          A Educação Física e o Carnaval

Uma das concepções do componente Educação Física, enquanto um campo de estudo e para além da leitura, interpretação, expressão do “Movimento”, (como objeto de estudo e pesquisa) apresenta-se a Educação Física para a saúde, (corporal). Entender o nosso corpo e seus limites faz parte da nossa autonomia. Promover a saúde individual e coletiva é uma de nossas tarefas profissionais evitando o maltrato deste corpo que merece toda a nossa atenção e muita disciplina para que se mantenha saudável diante dos desafios do dia a dia, da modernidade que por si afeta toda a parte física e metabólica do organismo causando transtornos com as doenças que nos acometem. A conseqüência do nosso descuido pode diminuir a nossa resistência (imunidade) e comprometer seriamente nossa capacidade de sobrevida. Como disse...Toda a nossa atenção é necessária! A nossa saúde, bem como a nossa vida, agradecem...O Carnaval mais do que samba exige muito esforço, (desgaste) nas escolas de samba, nos salões e atrás do trio elétrico... Onde pessoas permanecem “dançando” durante muitas horas, períodos, dias...É aí que o carnaval pode ser discutido na “Educação Física, ou seja, refletir sobre a relação do movimento exigido para se dançar o carnaval. Os tipos de dança que se misturam, os frevos, diversas coreografias, (criação) ou aqueles que somente “pulam” sem parar, (literalmente). As jornadas carnavalescas superam muitos treinamentos, (dirigidos) e o interessante é que não há nenhum tipo de orientação para os foliões, mas deveria!

Pensem no assunto...

 

 por Welker

 

Mas o Carnaval...

Tem os que gostam e os que não gostam, ao contrário, odeiam...Não há muito que explicar, pois de um modo geral a sociedade já se condicionou, (questão cultural) a comemoração e não vê a hora dos tambores e as cornetas soarem os primeiros acordes e aí...Cuidem-se! Este comentário não é para falar das preferências ou mesmo criticar as pessoas e suas posturas em relação ao Carnaval, mas alertar sobre a maneira como cada um vivencia este momento, quanto aos cuidados gerais, em relação aos “excessos”, (entendam-se “excessos”).

 

Algumas dicas:

  • Consulte o seu médico (faça um check-up)
  • Alimente-se de forma leve e saudável
  • Hidrate o seu corpo ingerindo água
  • Modere nas bebidas alcoólicas 
  • Respeite as pessoas no salão
  • Respeite os espaços
  • Interaja com as pessoas de maneira educada 
  • Brinque sem maldade e..

Bom Carnaval!

por Welker

 

                                                                   Outros tempos...

 

 

Esta pintura de Bartolomeu Pinelli (1781-1835) intitulada "Carnaval de Roma" foi pintada em 1821 e encontra-se no museu de Roma, Palácio Braschi. Nota-se que os festejos carnavalescos de Rua já naquela época eram bem animados.

 

 

Carnaval: história e atualidade

Festa popular, o carnaval ocorre em regiões católicas, mas sua origem é obscura. No Brasil, o primeiro carnaval surgiu em 1641, promovido pelo governador Salvador Correia de Sá e Benevides em homenagem ao rei Dom João IV, restaurador do trono de Portugal. Hoje é uma das manifestações mais populares do país e festejado em todo o território nacional.

 

Conceito e origem

O carnaval é um conjunto de festividades populares que ocorrem em diversos países e regiões católicas nos dias que antecedem o início da Quaresma, principalmente do domingo da Qüinquagésima à chamada terça-feira gorda. Embora centrado no disfarce, na música, na dança e em gestos, a folia apresenta características distintas nas cidades em que se popularizou.O termo carnaval é de origem incerta, embora seja encontrado já no latim medieval, como carnem levare ou carnelevarium, palavra dos séculos XI e XII, que significava a véspera da quarta-feira de cinzas, isto é, a hora em que começava a abstinência da carne durante os quarenta dias nos quais, no passado, os católicos eram proibidos pela igreja de comer carne.

 

                                                           

 

própria origem do carnaval é obscura. É possível que suas raízes se encontrem num festival religioso primitivo, pagão, que homenageava o início do Ano Novo e o ressurgimento da natureza, mas há quem diga que suas primeiras manifestações ocorreram na Roma dos césares, ligadas às famosas saturnálias, de caráter orgíaco. Contudo, o rei Momo é uma das formas de Dionísio — o deus Baco, patrono do vinho e do seu cultivo, e isto faz recuar a origem do carnaval para a Grécia arcaica, para os festejos que honravam a colheita. Sempre uma forma de comemorar, com muita alegria e desenvoltura, os atos de alimentar-se e beber, elementos indispensáveis à vida.

 

                                                     

 

 por:. Welker Mahler

 

créditos:

wikipédia

www.miniweb.com.br/cidadania