Ecdy...o quê?‎ > ‎Os Cycloneuralia‎ > ‎

Nematomorpha e Nematoda


Nematoda é um maiores taxón pertencentes ao grande filo de Arthropoda.Os nematódeos ou nemátodos é considerado o grupo de metazoários mais abundântes da Biosfera, com aproximadamente 80% de todo os metazoários.São vermes que habitam ambientes de caracteristicas úmidas instersticiais, inclusive os corpos de plantas e animais.

Em hábitat bentônicos marinhos e de água doce são mais abundântes e em terra são parasitas, em uma grande variedade de hospedeiros.

Há muitos nematódeos parasitas que exibem todos os graus de parasitismo, frequentemente estabelecendo uma relação espécie-específica (Rupert, 2005).


Com relação a estrutura pertencente ao grupo, apesar de sua inúmeras espécies pertencentes, a morfologia dos nematódeos é extremamente homogênea e a maioria compartilha de um plano corpóreo comum.

Nematódeos são a quitessência da condição de verme: Apresentam corpo alongado ,cilíndrico e afiladoem ambas as extremidades.Esta conformação corpórea é uma importante adaptação quando se diz respeito a locomoção em espaços pequenos.(Rupert, 2005).

Estes não são apresentam divisão corpórea em regiões, apesar de um genêro, Kinonchulus, tenha uma introverte com seis fileiras duplas longitudinais de espinhos cuticulares.É possivel observar nas suas extremidades simetria radial, porem a maior parte do corpo e seus sistemas de órgãos tem simetria bilateral.A boca é terminal, situando-se na extremidade anterior, cercada por lábios e sensilas.(Rupert, 2005).



Parasitismos

A condição de parasitismo tenha provavelmente evoluído muitas vezes dentro do táxon e episódios de irradiação de nematódeos em nicho parasíticos acompanharam a evolução das angiospermas, dos insetos e dos vertebrados amniotas( todos os animais cujo os embriões sçao rodeados por uma membrana aminiótica), todos sujetos com um extenso parasitismo por nematódeos.Alguns parasitas são considerados endoparasitas pois ao final de seu ciclo de desenvolvimento, necessitam dos hospedeiro para sua alimentação e sobrevivencia ou o estágio final adulto é completado dentro do hospedeiro.Diferentemente dos parasitas ectoparasitas, que só necessitam do hospedeiro somente para completar uma face de desenvolvimento, não atribuindo uama relação obrigatória . (Rupert, 2005).

            Parasitas considerados significativos do ponto de vista médico, que apresentam apenas um hospedeiro em seu ciclo de vida, incluem Ascarie ancilóstomo,oxiúros e triquinas.Os nematódeos ascarídeos alimentam-se dos conteúdos intestinais de seres humanos, cachorros, gatos, porcos, cavalos, etc.São os maiores nematódeos.( Rupert, 2005).



Os ancilostomídeos, Ancylostoma e Necator, Também são encontrados na área digestiva dos vertebrados mas, diferentemente dos ascarídeos, na sua maioria estes apresentam a característica de se alimentarem de sangue do hospedeiro.(Rupert, 2005)




Triquinelóides também são parasitas da área digetiva dos vertebrados, especialmente em pássaros, mamíferos.

 Filarióideos são vermes filamentosos que atacam as glândulas linfáticas e outros tecidos do hospedeiro definitivo(vertebrado).(Rupert,2005)



 Os dracunculóides também são considerados vermes finos, encontrados no tecido conjuntivo e cavidades do corpo do hospedeiros definitivos vertebrados.(Rupert, 2005).



Nematomorpha

  Os Nematomorpha assemelham-se superficialmente as Nematoda.É considerado um táxon pequeno pertencente a cicloneurálios.Sua principal característica é que são parasitas de artrópodes terrestres, especialmente insetos. Apresentam corpo cilíndrico fino e bastante alongado.Não apresentam uma cabeça distinta.A parede do corpo dos nematomorfos consiste em cutícula, epiderme e uma camada de músculos.

 Os vermes quando parasitam, obrigam o artrópode terrestre hospedeiro a migrar para a água. Não se sabe como o verme induz tal comportamento de migração no hospedeiro talvez hormonalmente ou dessecando-o e induzindo-lhe a sede.( Rupert, 2005).



Referências bibliográficas

RUPPERT, Edwards E.; FOX, Richard S.; BARNES, Robert D. Zoologia dos invertebrados: uma abordagem funcional-evolutiva. 7.ed. São Paulo: Roca, 2005. pags 884 á 902.

Comments