SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, PASSADO E PRESENTE


*´¨)
¸..´¸..*´) ¸..*¨)
(¸..´¨ (¸..` ¤ Dorothy Bluyus Rodrigues Matias - PCOP/História*
 
DE - SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
 

  HISTÓRIA  

A LENDÁRIA ROTA DA SEDA

2009 ATENDIMENTO AO PC

BIOGRAFIAS

CADERNO DO PROFESSOR - HISTÓRIA 2009

CAMPANHAS E HISTÓRIA

CARTAS NA HISTÓRIA

 

Grupo Escolar Olímpio Catão

 

No ano de 1892 a cidade de São José dos Campos ganhou o primeiro grupo escolar no centro. Ficava na travessa do lado esquerdo da Matriz, hoje Rua Cândido Portinari, onde agora, a parte de cima do sobrado é ocupada por instalações do Hotel Sam Remo e no nível da rua por um comércio variado.

Para formar o grupo escolar o então inspetor escolar, Sr. Olímpio Catão, sugeriu ao Secretário de Educação e Saúde, juntar num só estabelecimento de ensino diversas escolas mistas isoladas, principalmente porque a população havia crescido bastante para ter o seu grupo escolar.

No entanto, na virada do século, o prefeito e vereadores verificaram as queixas dos professores do grupo escolar sobre a dificuldade de trabalharem em salas apertadas de um prédio antiquado e impróprio para o ensino de centenas de alunos, e iniciaram contato com o Secretário de Educação e Saúde no sentido da aquisição por parte do Estado de um edifício de grandes proporções para a finalidade específica do ensino primário em nossa cidade na rua Direita (atual av. Quinze de Novembro): a residência da família Baracho, uma vistosa mansão em terreno de boas proporções. Era de arquitetura verdadeiramente artística e de acordo com o gosto da época, em linhas barroco-colonial de grande efeito. Capitéis e estátuas ornamentavam os ângulos do telhado do andar térreo e do sobrado.

Quando foi readaptado, o edifício do grupo escolar recebeu divisões certas para seis largas salas de aula, uma sala especial para a diretoria e ganhou duas alas laterais para complementar os recreios masculino e feminino, com sanitários adequados ao uso de várias pessoas. Parece que o número de alunos naquele tempo era muito grande, e hoje seria inexpressivo, porque a nossa cidade cresceu muito e tornou-se uma metrópole. No período de 1910 a 1925, a população da cidade não chegava a 10 mil habitantes, que somada com a área rural antiga cerca de vinte e cinco mil pessoas.

O “Olimpío Catão” foi inaugurado no novo prédio no ano de 1910 e o povo acostumou-se a admirar diariamente o bonito prédio cercado por um jardim bem feito e sempre florido, com bem cuidados canteiros nos quais saíam arvoredos com as copas em formatos de animais.

Um largo portão de ferro trabalhado, ladeado por duas altas palmeiras imperiais, servia de entrada e saída dos alunos e mestres, do nosso único grupo escolar, cujo edifício principal ficava numa área cercada por um parque, servindo de cartão de visita em fotos que identificavam os mais procurados postais da cidade.

Infelizmente, o palacete da família Baracho, citado anteriormente e que serviu por muitos anos ao grupo Escolar Olímpio Catão, foi demolido na década de 50. Em seu lugar construíram o novo prédio, de arquitetura inexpressiva, onde até hoje, funciona o referido grupo.

  

  

BIBLIOGRAFIA

 

Anuário do  Ensino do Estado de São Paulo 1908-1909

Fonte: Nossa Cidade de São José dos Campos

Autor: Jairo César Siqueira