ESTRADA REAL

Estrada Real. A estrada real significa a via direta, via reta. Está em oposição aos caminhos tortuosos. Essa expressão frequentemente usada no mundo antigo também se aplica à ascensão da alma. 

Empregado em Números (20, 22), o termo possui um sentido histórico simbólico para os seus intérpretes. Os filhos de Israel enviam um embaixador a Schar, rei de Armor, pedindo permissão para atravessar as suas terras a fim de alcançar a Terra prometida. Prometem não se afastar pelos campos e vinhas; não beberão a água do poço, andarão pela estrada real até que as terras estrangeiras sejam deixadas para trás.

A estrada real é, portanto, considerada uma estada direta, desprovida de qualquer possibilidade de desvio que provoque um atraso. A estrada real ainda será interpretada como o caminho que leva à capital do reino, lugar em que reside o rei. Fílon de Alexandria escreve: "Entremos na estrada real, nós que achamos que é preciso abandonar as coisas da terra, nessa estrada real da qual nenhum homem é senhor, somente aquele que é verdadeiramente rei... Aquele que viajar pela estrada real não sentirá fadiga até o seu encontro com o rei".

Assim, ela vai simbolicamente à Jerusalém celeste, designa o Cristo que, de acordo com as suas próprias palavras, declara: "eu sou o caminho" (João,14,6); "eu sou rei" (João, 19, 21); "eu sou o caminho, a verdade e a vida".

Esse termo passará para a Idade Média e o séc. XII através de Orígenes e de Cassiano; será aplicado à vida monástica enquanto vida contemplativa estritamente ordenada por Deus. (1)

(1) CHEVALIER, J. e GHEERBRANT, A. Dicionário de Símbolos (mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números). 12. ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 1998.


Comments