Home‎ > ‎Curiosidades‎ > ‎

Conheça melhor a empresa LOLA de Efeitos Visuais

postado em 10 de mar de 2013 13:53 por Crims Brasil   [ 10 de mar de 2013 14:10 atualizado‎(s)‎ ]
Por Cris

 LOLA é uma empresa de efeitos visuais especializada "plástica" facial e corporal. Esta empresa tem sido a responsável por diversos filmes que precisavam de grande precisão neste tipo de efeito e que há alguns anos simplesmente não seriam possíveis.
Alguns exemplos de filmes já consagrados cujos efeitos visuais em humanos foram de responsabilidade da LOLA: Benjamin Button, A Rede Social, Capitão America e Harry Potter. (clique na imagem ao lado para ampliá-la).

Será ela a responsável pela transformação dos personagens em Feios > Perfeitos > Especiais.

Tem havido muita confusão por parte dos fãs de Feios / Uglies, porque vejo que muitos pensam que serão duas atrizes diferentes para fazer a versão Feia e a versão Perfeita de Tally (e o mesmo vale para Shay)

Pelas informações que temos gente, NÃO será assim!!!

Por mais lindas que as atrizes sejam, é realmente muito raro uma pessoa que já nasça ''perfeita" (os perfeitos naturais), como os personagens do livro Rodolfo Valentino (antigo dono da construção mais antiga de Nova Perfeição, a Mansão Valentino) e Nana Love (a pessoa mais famosa da cidade de Aya).
Por mais belo que alguém seja, todos têm pequenas imperfeições faciais. E além disso a ideia dos Perfeitos é também de tornar proporcional todo o corpo e não somente o rosto. São quesitos como magreza, massa muscular, altura, etc...

Portanto, na verdade, serão usados efeitos visuais para primeiro "enfeiar" (caso os atores seja muito bonitos) e depois para torná-los mais que belos, PERFEITOS (100% de simetria). E, por fim, para torná-los cruelmente belos, ou seja, ESPECIAIS.

Isso é possível porque os efeitos serão criados por esta empresa especialista em modificações faciais e físicas, a Lola FX
Aliás, esta é a única informação concreta que temos sobre os filmes.

O envolvimento da LOLA no projeto já estava anunciado no Press Release do filme, cuja tradução publicamos aqui no Crims Brasil.

Para que vocês compreendam melhor como isso vai funcionar, trago aqui duas entrevistas, uma resposta de cada uma.

A primeira entrevista foi dada por Scott em uma ComicCon quando perguntado sobre os filmes.
A segunda entrevista foi dada pelo diretor de Capitão America, Joe Johnston e nesta resposta específica ele explica um pouquinho de como funcionam estes complicados Efeitos Visuais:

Scott Westerfeld - ComicCon 2012 (tradução livre)

Byrt : Você anunciou hoje, em seu painel, que não há notícias do filme Uglies.

SW : Sim!
Existe uma empresa chamada Lola que faz efeitos especiais / visuais faciais - eles fizeram Benjamin Button (Brad Pitt ficando mais velho e mais jovem), eles fizeram o mapeamento dos gêmeos em A Rede Social (o ator um atua em duas partes, então eles tiveram que mapear um rosto para colocar em outro corpo), e mesma coisa com o Capitão América, quando ele se transforma de um baixo e fraco em um homem alto e musculoso. Eles também fizeram coisas recentemente em Harry Potter, onde o elenco foi envelhecido, para fazê-los parecer mais velhos e olhando.
Então o que eles fazem é efeitos especiais faciais. São justamente as pessoas perfeitas para lidar com algo como Uglies, onde você quer transformar as pessoas de feias em bonitas, com um nível tecnológico para torná-los realmente reais e interessantes.
Então, eles estão a bordo e eles estão financiando o desenvolvimento, e eles têm uma empresa irmã chamada Hydraulx que pode fazer tudo, como pranchas voadoras e grandes explosões.
Eles acharam esse roteirista maravilhoso, Jake (Pullman).

Fonte da entrevista completa (em inglês): http://bookyurt.com/scouting/interviews/scott-westerfeld-on-all-things-uglies/ 


Diretor Joe Johnston - Capitão América (com correções)

P: Como você fez o Chris Evans ficar magro para interpretar Steve Rogers antes dos raios vita?

Joe Johnston: Foram utilizadas duas principais técnicas. A maioria dos efeitos foram feitos por uma empresa chamada L.A. LOLA que se especializa em "cirurgia plástica".
A técnica envolveu diminuir Chris em conjuntos. Filmamos cada cena Steve magro, pelo menos, quatro vezes:
  • uma vez com Chris e seus colegas atores em cena,
  • uma vez com Chris sozinho na frente de uma tela verde (seu corpo poderia ser reduzido digitalmente),
  • com todos em cena (mas sem Chris de modo que o Steve magro poderia ser re-inseridos na cena),
  • e, finalmente, com um dublê imitando as ações de Chris. Caso a segunda técnica fosse necessária.
Quando Chris teve que interagir com outros personagens na cena, tivemos que diminuir ou aumentar os outros atores colocando caixas ou passarelas elevadas para fazer Steve magro mais baixo em comparação aos outros.
Para close-ups, Chris tinha de olhar para as marcas em seu queixo que representavam seus olhos após o processo de encolhimento e Chris tinha de olhar para as marcas nos topos da cabeça dos atores para representar seus olhos quando se tornasse o super soldado.
Estas marcas, em seguida, tiveram que ser removidos digitalmente na pós-produção.

A segunda técnica seria usar a cabeça de Chris no corpo de um dublê.
Esta técnica foi usada principalmente quando Chris estava sentado ou deitado, ou quando exigia um mínimo de desempenho físico.
Infelizmente, o corpo do dublê provou ser demasiado grande e geralmente tínhamos que encolhe-lo, antes que pudéssemos colocar a cabeça de Chris sobre o corpo.
Ambas as técnicas foram demoradas e imensamente complicadas para a equipe de efeitos visuais, mas o resultado final é bastante surpreendente.

Fonte da entrevista: http://www.actionsecomics.net/2011/06/entrevista-com-o-diretor-joe-johnston.html