Chá de cadeira


Voltar

    Todos precisam de amigos. Eles estão sempre lá para nos dar uma força. Mas tenha certeza de que muito provavelmente você não precisará dos seus amigos quando for gravar seu disco. O estúdio é um lugar muito chato para quem não está envolvido no processo de produção. Então, pra quê levar uma tuia de amigos para um lugar onde eles terão que passar horas em silêncio e quietos? Eu mesmo nunca toparia passar a tarde sentado e calado, mas parece que tem gente que adora isso.

    Falo isso porque já me vi rodeado por 17 pessoas durante a gravação de uma banda que tinha apenas quatro integrantes. Era amigo, namorada, amiga da namorada, roadie, aquele amigão que sempre dá uma força nos shows e aquele outro que sabe todas as letras. Ah, tem também aquele que emprestou o instrumento pra a galera gravar e que fica ali, pra ver se tá tudo beleza. Quando é uma bateria emprestada, então, aí vem sempre mais de um, que é pra ajudar a carregar.

     Aí, com uma galera dessas dentro do estúdio, há sempre celulares tocando, barulho de gente sentando e levantando do sofá, saindo e entrando da sala, conversando baixinho, mexendo nos discos ou dedilhando o violão, bem de levinho, como se assim não fosse atrapalhar. Pior é quando todo mundo resolve ficar em pé, observado o músico solitário gravar ali do outro lado do vidro. Já aconteceu de um músico render muito mais depois que aquela multidão de amigos desistiu de observá-lo como se fosse um animal exótico no cativeiro.

Então, meu conselho de hoje é: deixe para receber os elogios dos amigos quando tudo já estiver pronto. Exceto, é claro, se o seu amigo é quem tá pagando pra você gravar.