Grupos Sanguíneos


Grupos Sanguíneos  

Há muito tempo que se sabe que o sangue humano não é igual em todos os homens. As vezes a mistura de duas gotas de sangue  de dois individuos pode resultar em aglutinação, outras vezes nada acontece. Mas, para entendermos melhor o que ocorre, vejamos primeiro os conceitos de antígenos e de anticorpo.Cada ser vivo tem um conjunto de proteínas específicas. A  
introdução num organismo de uma substância reconhecida por ele como estranha (antígeno)  gera como resposta a fabricação de proteínas defensoras , os anticorpos que, ao se combinarem com os antígenos, os inativam.
Vários exemplos podem ser dados: a entrada de um vírus ou bactéria num organismo desencadeia a produção de anticorpos que, ao se combinarem com os antígenos, os inativam.
Vários exemplos podem ser dados: a entrada de um vírus  ou bactérias num organismo desencadeia a produção de anticorpos específicos para combatê-los. Quando se diz que um órgão transplantado foi rejeitado, significa que as proteínas desse órgão foram reconhecidas como estranha , sendo combatidas por anticorpos que acabam destruindo o órgão.
No processo acima é que se baseia o preparo e administração de vacinas e de soros.


As vacinas e os soros

As vacinas são processos artificiais de indução de formação de anticorpos. Uma substância característica do parasita é introduzida no organismo do animal, provocando produção de anticorpos que ficam armazenados. Assim que o organismo é invadido pelo parasita, os anticorpos já presentes o combaterão, protegendo-o  desta forma da doença.
Cada anticorpo é específico com relação a um certo antígeno, aqui também funciona a  idéia de chave-fechadura que será visto no caso do funcionamento enzimático.
Em certos casos, quando o antígeno já penetrou no organismo , como por exemplo nas mordidas da cobra,é preciso recorrer à injeção de anticorpos prontos. Falamos aqui em soro.
Então, enquanto as vacinas funcionam na prevenção de doenças , os soros são usados para a cura de uma doença que já se contraiu.
Existem vários tipos de reações entre antígenos e anticorpo, no caso dos  glóbulos vermelhos, a reação é dita aglutinação. Neste caso o antígeno chama-se aglutinogênio e o anticorpo de aglutinina.
Outra particularidade no caso dos grupos sanguíneos: tanto aglutinogênios como aglutininas já existem no sangue, sendo determinados geneticamente.


O Sistema ABO

Estudos bioquímicos revelaram a presença de dois tipos de substâncias no sangue: aglutinogênios e aglutininas.
Os aglutinogênios foram encontrados no interior das hemácias e as aglutininas no plasma. Notou-se também a existência de dois tipos de aglutinogênios , A e B , e de dois tipos de aglutininas, anti-a e anti-b.
Estudos posteriores reveleram que sangue portador de aglutinogênio    A, quando em presença de sangue contendo aglutinina anti-a   , produz aglutinação de hemácias. O mesmo ocorre entre    sangue  com aglutinogênio B e sangue com aglutinina anti-b    . Porém , quando estão em contato os aglutinogênios   B com aglutininas anti-b, nada sucede, isto é , os sangues permanecem    normais, sem que haja aglutinação.
Baseadas na presença  de uma ou outra aglutinina ou de   um ou outro aglutinogênio , surgiram diversas classificações    de grupos sanguíneos.
O sistema mais usual de classificação é o internacional ou sistema A B O. De acordo com esse sistema, todo e qualquer indivíduo , independente de sua raça, idade ou sexo, pode ser classificado em dos quatros grupos fundamentais: O , A, B e AB .
O sangue pertencente ao grupo O tem ambas as aglutininas , mas não possui aglutinogênios. O sangue do grupo B possui aglutinogênio B e aglutinina anti-a. O sangue do grupo AB não apresenta aglutininas, mas possui os dois aglutinogênios, AB.
Em resumo Temos:

Tipos sanguíneos Aglutinogênios
Aglutininas

------------- anti - a, anti-b
A
A
anti-b
B
B
anti-a
A B
A , B
----------------


Portanto, o aglutinogênio A funciona como antígeno para o organismo portador de sangue do grupo B ( que possui anticorpos anti-a).
Toda vez que se realiza uma transfusão de sangue e surge uma aglutinação, esta se realiza sempre nas hemácias do sangue do doador e nunca nas hemácias do receptor. Isto, porque o  plasma do doador se dilui no plasma do receptor , e as aglutininas do doador reagem muito debilmente com  os aglutinogênios do receptor, reações essas de proporção desprezível.
O Sangue do grupo O possui ambas as aglutininas, porém , não tendo nenhum aglutinogênio, suas hemácias não sofrem aglutinação. Por isso ele é chamado tipo altruístico ou doador universal, uma vez que pode ser empregado em transfusões    para indivíduos com qualquer tipo sanguíneo do sistema A BO .


Composição e funções do sangue
Se deixarmos certa quantidade de sangue em repouso durante algum tempo  num recepiente , notaremos que ela se separa em dua porções: uma líquida, o plasma ou parte amorfa e um coágulo formado pela parte celular do sangue.
Parte Amorfa - plasma( líquida) -    água, proteínas, sais minerais, aminoácidos, glicose  , ácidos graxos,
                                                                                                                -     
anticorpos,  antígenos, hormônios, gases dissolvidos ,   HCO
3     , excreções.

Parte Figurada - (célula) 

Glóbulos
- vermelhos (hemácias ou eritrócitos)
- brancos (leucócitos)
Plaquetas
- fragmentos celulares

A. Hemácias

-
Continuamente produzidas pela medula vermelha (tecido hematopoiético)   dos ossos longos ; armazenados no baço; destruídas no fígado   e medula óssea. O fígado as produz na fase embrionária.
- contém hemoglobina , pigmento vermelho transportador de oxigênio.
- anucleadas na maioria dos mamíferos ( portanto , incapazes de divisão).
- aproximadamente 5 milhões/mm
3   no homem adulto, variando com a altitude e doenças.

B. Leucócitos

-
continuamente produzidas pela medula óssea, baço e gânglios linfáticos.
- apresentam grande variedade no núcleo , reação a corantes, etc.
-saem dos capilares (diapedese) e defendem o organismo (fagocitose) quando invadido por agentes estranhos como as bactérias, formando o pus ( restos de glóbulos brancos , bactérias, e tecidos)
- aproximadamente 8mil/mm3 no homem adulto, variando no estados infecciosos.

C. Plaquetas

-
têm papel importante na coagulação do sangue.
- aproximadamente 500 mil/mm3
- produzidas pela medula óssea.













      
Comments