Atores do Controle Remoto da Mente

Em 1974, em uma conferencia na universidade de Yale, José Delgado afirmou:
"The individual may think that the most important reality is his own existence, but this is only his personal point of view. This lacks historical perspective. Man does not have the right to develop his own mind. This kind of liberal orientation has great appeal. We must electronically control the brain. Someday armies and generals will be controlled by electric stimulation of the brain."
ouça a conferência na integra.ou acesse o site de refência


Na tradução literal: "O indivíduo pode pensar que a realidade mais importante é a sua própria existência, mas isto é apenas o seu ponto de vista pessoal. Esta falta de perspectiva histórica. O homem não tem o direito de desenvolver sua própria mente. Este tipo de orientação liberal tem um grande apelo. Devemos eletronicamente controlar o cérebro. Algum dia exércitos e generais serão controlados por estimulação elétrica do cérebro.

Desse ponto de vista, quem possuir o controle sobre a tecnologia de funções cerebrais, fica com a responsabilidade de controlar muitos aspectos do comportamento de outros indivíduos, inclusive com o controle de exércitos e generais.

Com o tempo, pôde-se pensar na utilização da tecnologia não apenas para fins militares, mas também para fins educacionais, pedagógicos, psicológicos, repreesivo e para todas as área sociais. Enfim a possibilidade do controle social através do controle mental das pessoal que compõem aquela sociedade.

Ainda que atualmente essa tecnologia apresente limitações, inclusive limitações física, uma vez que o 'parque tecnológico' e o número de pessoas envolvidas ainda não permite que todos possam ser manipulados remotamente, a sua utilização está sendo feita efetivamente por instância de controle da sociedade como:
1. Escolas,
2. Presídios,
3. Famílias,
4. Unidades Psiquiátricas,
5. Polícia e Unidades Repreesivas do Estado,
6. Instâncias Estatais como controle social,
7. Crime Organizado,
8. Narcotraficantes e traficantes de pessoas.

Como as instituições sociais não são homogêneas, a utilização da tecnologia está distribuida em células. Cada grupo de pessoas, atuando em segmentos distintos de escolas, presídios, hospitais psiquiátricos, famílias, etc possuem o nível um da tecnologia, que são módulos completos de software e antenas para controle de funções cerebrais a distância.

Atualmente, mesmo pais e professores utilizam a tecnologia para manipulação das funções cerebral de seus filhos e alunos. É claro que, como a tecnologia é utilizada por pessoas, os abusos são comuns, e os individuos alvos tornam-se vítimas de torturas psicotrônicas (tortura psicológica utilizando meios eletrônicos)
, os quais podem ser motivados a cometer crimes cruéis, que para muitos representam atos de insanidade.

Existe também um esforço por parte das pessoas que utilizam o monitoramento remoto cerebral para manter a tecnologia pouco divulgada. Utilizam para tanto a desinformação, criando websites, reportagens, notícias e documentários que procuram desviar a atenção para outros assuntos, como religião ou psiquiatria; ou misturando informações verídicas com situações que só poderiam ser consideradas alucinações de lunático.


Veja como a tortura e o controle de funções cerebrais pode ser implementado a distância, através biometria por EEG.
Comments