Aparelho de EEG Remoto Comercial



Para uso pessoal ou profissional


 Dispositivo para leitura de funções mentais sem eletrodo.

 

Mais do que qualquer outro parte do corpo, o cérebro humano carrega características individuais que dificilmente coincidem  com as de outros indivíduos. Os sistemas biométricos que medem ondas eletromagnéticas emitidas pelo cérebro humano estão cada vez mais populares.

Em vez de se aproximar ou encostar-se no sensor, a tecnologia consegue medir os pulsos provenientes do cérebro sem que o usuário mova um músculo. A partir daí pode-se estabelecer comunicação remota com qualquer dispositivo eletrônico.

Imagine interagir com os objetos eletrônicos a sua volta apenas com a força do pensamento.

Veja um exemplo de como dirigir um carro apenas com o pensamento (sensor no escalpo), em BrainDriver - a mind controlled car; ou como multimídias podem ser ajustadas de acordo com o seu estado mental.

Agora imagine a mesma função sem qualquer equipamento acoplado ao usuário.

Ao invés de chaves para abrir ou fechar o carro, apenas a sua assinatura cerebral.

Mudar as marchas, acelerar ou frear, virar ou mudar a direção do carro só com o pensamento.

Fazer ligações e ativar funções do celular utilizando apenas o cérebro.

Autenticação do seu computador pessoal, e navegação de suas funções utilizando o pensamento.

Ligar e desligar as luzes de casa, abrir e fechar a tranca residencial, mudar os canais da TV a cabo, ligar a televisão, ligar o microondas, o aparelho de som , ou o DVD, tudo apenas com o pensamento.

E isso é só o básico, o sistema de EEG remoto pode ser usado nas áreas médicas, de segurança, na educação, e muitas outras.

Na figura, o aparelho, em escala de prova de conceito, mapeia a interferência elétrica do cérebro, estabelecendo a sua estrutura morfológica e elétrica. Os dados retornados para o aparelho são processados e podem então ser utilizados nos mais diferentes aparelhos, como Automóveis; Fechaduras eletrônicas; luzes residenciais; televisores; DVDs;  computadores; microondas; aparelhos de som; celular; etc.

A atividade elétrica mapeada é processada internamente pelo aparelho, gerando sinais de EEG em duas dimensões, conforme a figura ao lado

Esse sinal representa a estrutura elétrica do cérebro observado, incluindo a biometria para validação da assinatura cerebral.

Dessa forma, de acordo com as ondas geradas, pode-se instalar sensores nos eletrônicos que permitem reconhecer determinados padrões cerebrais e responder apropriadamente de acordo com o padrão, por exemplo, na utilização de celular.

O aparelho pode ficar interno ao celular, um sensor do próprio celular. Ao se utilizar o celular, o usuário pode apenas pensar em fazer a chamada. O aparelho identifica a assinatura biométrica cerebral do usuário e autoriza a ligação, sem que o usuário do celular utilize qualquer músculo do corpo. Caso o celular seja extraviado, ou roubado, o aparelho deixa de funcionar pois a assinatura cerebral do utilizador torna-se diferente daquela registrada no aparelho.

Eventualmente a assinatura cerebral pode estar registrada, não no celular, mas na central da operadora, evitando dessa forma, a ripagem da assinatura cerebral, ou sua modificação no aparelho de reconhecimento. Esse procedimento permite, por exemplo, a criação de um banco de dados de assinatura cerebral. Aquele que tentar utilizar o aparelho celular pode ter a sua própria assinatura digital identificada, e dessa forma, o ladrão pode ser reconhecido.

Imagine o cenário onde ao tentar entrar em sua casa um ladrão aborda você. Se a fechadura estiver funcionando com o aparelho de EEG remoto, o sistema pode inclusive reconhecer o padrão de alteração emocional do dono da casa, identificar que existem dois cérebros, e não apenas um, e enviar uma notificação ao grupo policial local para averiguação. Neste caso, a assinatura cerebral do ladrão já estará reconhecida pelo sistema, e caso esteja em um banco de dados da segurança, o mesmo pode ser utilizado em algum processo judicial posterior.

O aparelho por biometria de EEG remoto pode ser instalado no carro. Sempre que alguém se aproximar do carro, só precisa pensar, “abrir porta”, o sistema mapeia a assinatura cerebral do solicitante, e caso seja um usuário cadastrado o carro abre automaticamente a porta. O mesmo procedimento empregado para ligar dirigir e desligar o carro.


Durante a direção, uma série de funções cerebrais podem ser continuamente mapeadas, Pode-se mudar as marchas, mudar a direção para a esquerda ou direta, freiar ou acelerar, ligar o som automotivo, mudar as estações do radio ou DVD, acertar os retrovisores, ajustar os bancos, abrir ou fechar os vidros, etc.

 

Como o sistema trabalha com o conceito de biometria por eeg remoto, identificando a assinatura cerebral em cada função solicitada, várias solicitações podem ser enviadas ao sistema simultaneamente. No caso de uma família, em uma residência, uma pessoa pode solicitar, através de ondas cerebrais, que o computador seja inicializado, enquanto outra pessoa pode querer ligar o microondas. O sistema identifica a assinatura cerebral registrada e autoriza a solicitação.

 
 

Na medicina, o paciente pode ter suas funções cerebrais monitoradas continuamente sem a necessidade de qualquer equipamento instalado em seu corpo, promovendo maior conforto no caso de internação.Como o EEG é remoto, esse dados podem ser monitorados a distância, o que pode ser útil no caso de algum acidente, com acidente automobilístico.

 Interferências cerebrais utilizando Estimulação Magnética Transcraniana tornam-se mais fáceis uma vez que a estrutura morfológica do cérebro pode ser mapeada remotamente.

 Na segurança, como banco de dados de assinaturas cerebrais; nas escolas, monitorando as atividades cerebrais dos alunos; o sistema pode ser utilizado em inúmeras aplicações comerciais.

 O princípio básico é o mesmo para qualquer  eletrônico que o sistema esteja instalado. O sensor, um radar de EEG remoto, mapeia a estrutura cerebral e a transforma em um padrão de espectrograma de sinais de duas dimensões. Basta que o equipamento, um aparelho de TV por exemplo,  receba essa informação e a codifique no seu contexto.

 As duas partes do equipamento já estão sendo comercializadas. As empresas que queiram testar a tecnologia entrem em contato com os administradores do site.

Para maiores informações sobre a tecnologia utilizada leia o arquivo deste link.
De qualquer forma, a tecnologia de monitoramento remoto por EEG tem sido utlizado para torturar e causar sofrimento físico e mental nos indivíduos, veja mais em Tortura Eletrônica.
Comments