CMP‎ > ‎

Plano de Actividades

Plano de Actividades para o triénio 2015 a 2018

“Pela valorização e dignificação das bandas filarmónicas”

Colaborar activamente com a secretaria de estado da Cultura e demais entidades oficiais, autarquias e outras entidades públicas e privadas em todos os domínios de interesse para a valorização e dignificação das bandas filarmónicas;

Realizar uma campanha intensiva junto das colectividades com banda filarmónica e escola de música de todo o país para a sua filiação directa na CMP;

Prospectar instalações e implantar uma sede provisória da CMP, preferencialmente em Lisboa, para funcionamento da secretaria e sala de reuniões participar activamente nas comemorações oficiais do dia nacional das bandas filarmónicas (1 de setembro) e outras iniciativas de elevado interesse para as bandas filarmónicas;

Divulgar e implementar o cartão nacional de dirigente e músico amador (“cartão cmp”) e celebrar novos protocolos com entidades públicas e privadas para atribuição de benefícios aos seus portadores;

Implementar um gabinete de apoio jurídico, contabilístico e fiscal e criar um manual de procedimentos para as colectividades com banda filarmónica e escola de música;

Actualizar o sítio oficial da CMP na internet, criar um canal no youtube e criar uma página informativa na rede social facebook;

Divulgar as iniciativas e actividades das bandas filarmónicas filiadas através das redes sociais, criar e distribuir uma folha informativa periódica (newsletter) e editar anualmente a revista da CMP;

Organizar cursos de formação, seminários e conferências sobre temas e matérias de interesse para as bandas filarmónicas de acordo com as suas necessidades formativas;

Divulgar, estudar, organizar e acompanhar dossiers de candidatura a fundos comunitários da U.E. com apoios para as bandas filarmónicas no âmbito no novo quadro comunitário 2014-2020 (“Portugal 2020”);

Colaborar activamente na dinamização e enriquecimento da biblioteca central de partituras criada no âmbito do museu da música, instalada em Mafra, em parceria com a Câmara Municipal de Mafra;

Encetar contactos para a criação de um subsídio especial, a atribuir anualmente a uma das colectividades filiadas, com o mecenato de uma instituição financeira, empresa ou fundação credível;

Encetar diligências para a criação de um novo programa de rádio de âmbito nacional sobre a vida e obra das bandas filarmónicas (por ex.: Antena2);

Encetar diligências para a criação de um novo programa de televisão de âmbito nacional sobre a vida e obra das bandas filarmónicas (por ex.: RTP2);

Criar uma rede de delegados regionais da CMP e apoiar as federações e associações filiadas na resolução dos seus problemas, na obtenção de apoios e subsídios oficiais e em todas as iniciativas de elevado interesse para a valorização e dignificação das bandas filarmónicas e dos seus músicos, maestros e dirigentes.