A REVOLUÇÃO CIENTÍFICA



O seguinte estrato de Pantagruel (1532), de Rabelais costuma ser citado para ilustrar o espírito do renascimento: "Todas as disciplinas são agora ressuscitadas, línguas restabelecidas: Grego, sem o conhecimento do qual é uma vergonha alguém chamar-se erudito, Hebraico, Caldeu, Latim (...) O mundo inteiro está cheio de acadêmicos, pedagogos altamente cultivados, bibliotecas muito ricas, de tal modo que me parece que nem nos tempos de Platão, de Cícero ou Papinianus, o estudo era tão confortável como o que se vê a nossa volta. (...) Eu vejo que os ladrões de rua, os carrascos, os empregados do estábulo hoje em dia são mais eruditos do que os doutores e pregadores dos tempos de antão." Renascimento: Wikipedia







"... Considera-se em 1543 o início da revolução científica, ano em que foram publicados os livros de Nicolaus Copernicus: De revolutionibus orbium coelestium e de Andreas Vesalius: De humani corporis fabrica... Há um acordo geral, entretanto, que houve uma transformação fundamental nas idéias científicas na física, na astronomia e na biologia, nas instituições que suportam a investigação científica, e uma visão mais ampla do universo... “. Scientific Revolution: Wikipedia





Galileo Galilei (1564- 1642):“... No panteão da revolução científica, Galileo Galilei ocupa uma posição privilegiada pelo seu sucesso na aplicação dos processos experimentais quantitativos e da análise matemática dos resultados. "Não havia nenhuma tradição" de tais métodos no pensamento europeu nessa época; o grande experimentalista que precedeu Galileo, William Gilbert, não se valeu de uma abordagem quantitativa.

Entretanto, o pai de Galileo, Vincenzo Galilei, alaudista e teórico musical, realizou experiências em que descobriu, talvez, a mais antiga relação não-linear na física, entre a tensão e a freqüência do som emitido numa corda esticada. Estas observações pertenciam à tradição pitagórica da música, bem conhecidas pelos fabricantes de instrumentos de corda, para os quais relações matemáticas de números inteiros definem escalas harmônicas (mais agradáveis). Assim, uma formulação matemática simples teria grande efeito nas ciências físicas no campo da música. E o jovem Galileo percebeu que as observações de seu pai poderiam ser ampliadas.
Galileo obteve o mérito pelo reconhecimento de que as leis de natureza são matemáticas, e como ele mesmo disse: "Deus fala em linguagem matemática". Esta foi uma ruptura radical com as antigas tradições da ciência, até esse momento dominava Aristóteles e sua lógica e não a matemática - que seria vista como a ferramenta intelectual básica da ciência. Galileo contribuiu também para a rejeição à fidelidade cega à autoridade (como a igreja) ou a outros pensadores (tais como Aristóteles) sobre assuntos científicos. E, também, ao divorcio entre a ciência e filosofia ou religião. Estas são as justificativas básicas para sua qualificação como ‘pai da ciência’...” Galileo: Wikipedia


Francis Bacon (1561 - 1626): “... Melhor conhecido por acrescentar à revolução científica novas concepções sobre a teoria da 'observação e da experimentação' que tem influenciado a ciência desde então...
Começou sua vida profissional como advogado, mas tornou-se um defensor da revolução científica. Seus trabalhos estabeleceram e popularizaram a metodologia indutiva para a pesquisa científica, chamada frequentemente de método de Baconiano... A indução é um processo para inferir conhecimentos do mundo natural através da experimentação, da observação, e da verificação das hipóteses.

Publicou o Novum Organum, seu mais importante trabalho em 1620, e o seu famoso aforismo "Conhecimento é Poder" se encontra nas Meditationes Sacrae (1597).

Bacon não propôs uma filosofia real, mas essencialmente um método de investigação filosófica; escreveu que enquanto a filosofia usou naquela época o silogismo dedutivo para interpretar a natureza, o pensador deve, preferivelmente, proceder através do raciocínio indutivo: do fato ao axioma e à lei... O fim da indução é a descoberta de padrões, modos pelos quais os fenômenos naturais ocorrem e das causas que os sustentam. A formulação de Bacon da filosofia indutiva revolucionou o pensamento posterior da humanidade.

O método de Bacon consiste em procedimentos para identificar a causa de um fenômeno, incluindo o método da ocorrência, o método da diferença, e o método da variação concomitante.

Bacon sugere que se numa lista de coisas onde o fenômeno que você está tentando explicar ocorre, bem como numa lista das coisas em que não ocorre, e se você ordena suas listas de acordo com o grau em que o fenômeno ocorre em cada uma, então poderá deduzir que fatores combinam com a ocorrência do fenômeno em uma lista e da não ocorrência na outra lista, e também que fatores variam de acordo com a maneira como os dados são classificados. Disto, Bacon conclui que você deve ser capaz de deduzir pelo raciocínio indutivo qual é o padrão subjacente ao fenômeno... “ Francis Bacon: Wikipedia


René Descartes (1596 - 1650): “... Notável filósofo, matemático e cientista francês. Sem 'dúvida' o ‘fundador da filosofia moderna’ e ‘pai da matemática moderna’, considerado um dos pensadores mais importantes e influentes dos tempos modernos. Queira ou não, grande parte da filosofia ocidental subseqüente é uma reação a seus trabalhos que foram estudados com muito cuidado até os dias atuais.

Descartes foi um dos pensadores mais relevantes da revolução científica ocidental. Sua influência na matemática é notável, seu sistema de oordenadas "cartesianas" usado na geometria plana e na álgebra levou ao desenvolvimento da geometria analítica...

Descartes é considerado o primeiro pensador moderno que estabeleceu uma estrutura filosófica para as ciências naturais em seu incipiente desenvolvimento. Em suas meditações sobre a filosofia primeira, tenta chegar a um sistema fundamental de princípios que podem ser aceitos como verdadeiros, sem nenhuma dúvida. Para chegar a isto, emprega um método chamado ceticismo metodológico: dúvida, toda idéia tem que ser duvidada...

Descartes contribuiu, também, para o desenvolvimento da óptica: por exemplo, mostrou pela construção geométrica usando a lei da refração que o raio angular de um arco-íris é de 42° (isto é, o ângulo subtendido no olho, pela borda do arco-íris e o raio que passa do sol através do centro do arco-íris é 42°)...” René Descartes: Wikipedia


Robert Boyle (1627 - 1691): “... O grande mérito de Boyle como pesquisador científico é ter aplicado os princípios que Francis Bacon apresentou no Novum Organum. Contudo não confessou ser um seguidor de bacon, ou certamente de nenhum outro pensador. Em diversas ocasiões menciona que a fim de manter seu julgamento com isenção, tanto quanto possível, em relação às teorias modernas da filosofia, até que "seja municiado de experiências" para lhe ajudar no julgamento delas, privou-se de todo o estudo dos sistemas Atômico e Cartesiano, e mesmo do próprio Novum Organum, embora admita "eventualmente os consultar" sobre alguns detalhes...

Considerou a aquisição do conhecimento como um fim em si mesmo, e como conseqüência ganhou uma visão mais ampla dos objetivos da pesquisa científica do que tinham adquirido seus predecessores ao longo dos séculos. Isto, entretanto, não significou que não dedicou nenhuma atenção à aplicação prática da ciência nem que desdenhou o conhecimento que precisou usar ...

Destacam-se entre os importantes trabalhos que realizou na física: o enunciado da Lei de Boyle, a descoberta da influência do ar na propagação do som, e nas investigações sobre a força expansiva no congelamento da água, estudos sobre gravidades específicas e sobre o poder refrativo dos cristais, em eletricidade, no estudo da cor, em hidrostática, etc. - a química era seu tema favorito.
Seu primeiro livro sobre o assunto 'O Químico Cético', publicado em 1661, criticou as "experiências através das quais alquimistas vulgares não se esforçaram para justificar que o sal, o enxofre e o mercúrio seriam os princípios verdadeiros das coisas." Para ele a química era a ciência da composição das substâncias, não meramente um suporte às artes do alquimista ou do médico...”. Robert Boyle: Wikipedia


Johannes Kepler (1571 - 1630): “... Kepler viveu numa época em que não havia nítida distinção entre a astronomia e a astrologia, ... Incorporou também argumentos do raciocínio religioso em seus trabalhos como base para muitas de suas mais importantes contribuições que eram essencialmente teológicas (Barker & Goldstein 2001).

Kepler era um místico Pitagórico. Considerou as relações matemáticas como base de toda a natureza, e a criação um todo homogêneo. Entrou em conflito com a noção platônica e aristotélica de que a terra é fundamentalmente diferente do resto do universo, sendo composto de substâncias diferentes e com específicas leis naturais.

Em sua tentativa de descobrir leis universais, Kepler aplicou a física terrestre aos corpos celestes; notavelmente, seu esforço produziu as três leis do movimento planetário. Kepler foi convencido também que os corpos celestes influenciam eventos terrestres. Um resultado desta opinião era sua avaliação correta do papel da lua em gerar as marés, anos antes da formulação incorreta de Galileo... “Johannes Kepler: Wikipedia


Isaac Newton (4 janeiro 1643 - 31 março 1727) físico inglês, matemático, astrônomo, alquimista, e filósofo natural, considerado por muitos como a mais importante figura na historia da ciência. Sua obra Philosophiae Naturalis Principia Mathematica, publicada em 1687, descreve a gravitação universal, as três leis do movimento, e estabelece as bases da mecânica clássica. Derivando as Leis de Kepler do movimento planetário do seu sistema, foi o primeiro a mostrar que os movimentos dos objetos tanto na terra como no espaço sideral são governados pelo mesmo conjunto de leis naturais.

O poder unificador e determinístico de suas leis era fundamental para a revolução científica e ao avanço do heliocentrismo. Na mecânica, Newton também enunciou os princípios da conservação do momentum e do momento angular. Na óptica, inventou o telescópio refletor e descobriu que o spectrum das cores observado quando a luz branca passa através de um prisma é inerente à luz branca e não adicionada pelo prisma (como Roger Bacon tinha estabelecido no século XIII) e propõe a hipótese de que a luz é composta por partículas.
Também formulou uma lei empírica para o resfriamento, estudou a velocidade do som, e propôs uma teoria sobre a origem das estrelas. Na matemática, Newton divide crédito com Gottfried Leibniz pelo desenvolvimento do cálculo. Também demonstrou o teorema binomial generalizado, desenvolveu o célebre "Método de Newton" para o estudo das funções, e contribuiu ao estudo das séries de potências.

Os filósofos do Iluminismo selecionaram poucos predecessores: Galileo, Boyle, e principalmente Newton como guias e apoio às suas especulações sobre os conceitos de Natureza e Lei natural.
Isaac Newton: Wikipedia


LINKS

Portal da ciência na Wikipedia
Nicolaus Copernicus
The Gallilean Library
Linha do tempo da história do método científico
A música das esferas de Kepler
Philosophiae Naturalis Principia Mathematica
Causality
Determinism
Cosmologia Newtoniana
Renaissance Technology
Arquitetura do Renascimento
Reforma
Principais personalidades

Comments

BLOGROLL

PESQUISA

FILOSOFIA

CIÊNCIAS - TECNOLOGIA

HUMANAS

PUBLICAÇÕES

FERRAMENTAS PARA A WEB