- História da Numerologia

Numerologia Pitagórica
 
PITÁGORAS
 
Um casal apaixonado, no auge de sua beleza e juventude, chega ao templo, em busca de respostas sobre seu futuro e sua felicidade:
    -    Como será o nosso futuro?
    -    Seremos felizes?
    -    Teremos filhos?
    -    Qual será a sina de nossos filhos?
 
A velha Pitonisa, sentada em um tripé representando a Força, a Beleza e a Sabedoria, ordena a apresentação do casal e, sem pronunciar sequer uma palavra, aspira o misterioso gás que sobe das entranhas da terra e entra num profundo transe: seus olhos físicos se fecham lentamente, ao mesmo tempo em que se abre a terceira visão, no chacra frontal. Sua voz é pausada, como se tivesse primeiramente que ouvir algo antes de falar:
 
    -    Vinde aqui buscar respostas acerca do futuro e da felicidade... e o futuro e a felicidade serão generosos para ambos. Todos os deuses do Olimpo perceberam o grande amor que vos une... e comunicaram-me que, como fruto desse amor abençoado, nascerá um menino que reunirá a beleza de Adônis, a força de Hércules e a sabedoria de Zeus... seu nome será lembrado através dos séculos... e seus conhecimentos serão úteis a todos os homens, em todas as épocas... seu nome será Pitágoras, o eleito de Apolo Píton...
 
Após profetizar, a velha Pitonisa, saindo de seu transe, concluiu:
    -    Essas são as palavras que ouvi dos deuses... fazei, pois, com que elas se cumpram.
 
E assim, os pais de Pitágoras deixaram o templo com suas almas transbordantes de amor e esperanças. Naquela noite, foi concebido Pitágoras.