Contato

Teste Sex

Enquete C. M.

Primeira troca

" Me chamo Andréia, tenho 28 anos, 1,60m, 50kg, morena clara, cabelos cacheados, seios médios e bumbum arrebitado, que é meu ponto forte. Meu marido se chama Augusto, tem 30 anos, 1,76m, 71kg, moreno, cabelos pretos curtos. Estamos juntos a quase 5 anos, nos damos hiperbem e nossa vida sexual sempre foi nota 10. Eu gosto muito de sexo oral e freqüentemente tb fazemos anal. Tb costumamos fantasiar situações eróticas na hora da transa. Já praticamos nudismo numa viagem que fizemos ao nordeste e depois disso nossas brincadeiras foram ficando cada vez mais ousadas. Ultimamente temos fantasiado uma troca de casais. No começo eu achei a coisa meio estranha, mas com o tempo fui curtindo e acabei gozando como nunca com a brincadeira. Escolhemos p/ nossas fantasias um casal amigo, João e Flávia, que ocasionalmente sai ou viaja conosco. O detalhe importante é que antes de namorar com o Augusto, antes de termos qualquer envolvimento, me enrolei com o João, transamos algumas vezes mas o negócio não foi adiante. Meu marido sabe de tudo, mas como foi antes de nos conhecermos e como o João faz parte da mesma turma de amigos, ele tem total tranqüilidade com o assunto. Meu antigo lance com o João serviu para eu ficar bastante interessada na fantasia da troca de casais, mas até do que o Augusto poderia imaginar. Acontece que muito de repente, p/ nossa grande surpresa, todas as nossas fantasias se tornaram reais. Isso foi num feriadão, quando eu, Augusto, João e Flávia alugamos uma casa na Região dos Lagos. João tem 1,80m altura, 29 anos, branco, cabelos lisos, ombros largos, peitoral com pêlos na medida certa. Flávia, sua namorada, tem 25 anos, é alta, morena clara, cabelos lisos castanhos, seios médios, bumbum e rosto bonitos. No primeiro dia estava tudo normal mas no 2º as coisas começaram a esquentar. Durante nossas transas, Augusto me perguntava se não seria bom nos realizarmos uma parte de nossas fantasias, como me ver um pouco mais ousada na frente do outro casal. Eu topei, perguntando como. Meu marido sugeriu que eu me exibisse bastante para o João. Fiquei na dúvida pôr causa da Flávia, não sabia como ela ia encarar o fato. Augusto me lembrou de alguns papos de relacionamento aberto que os dois não escondiam, já tendo contado pra gente uma certa vez. Resolvi ir em frente. Como o tempo estava encoberto resolvemos fazer um churrasco e decidi chutar o balde com a roupa. Falei com meu marido ia me vestir como uma cachorra. Ele concordou imediatamente e eu fui pro banheiro me preparar: abri a mala, peguei uma calcinha vermelha, que fica bem cavada na bunda. Apanhei um top tomara-que-caia preto e vesti um short que eu raramente tenho coragem de usar em público, por causa do tamanho e do tecido que marca muito a calcinha, além de ficar bem enfiado no bumbum, deixando um pouco das popinhas de fora. Como o short é de cintura bem baixa dava também para ver um pedacinho da marca do biquíni. Me maquiei e calcei um tamanco, ficando, modéstia a parte, muito gostosa e provocante. Aquele visual era realmente muito sexy, já deixando meu marido de pau duro. Ele perguntou se o look era para provocar só o João e eu respondi q não só ele como também e principalmente o meu marido. Fui assim para a beira da piscina, apenas de shortinho, top e tamanco. Percebi que o João tentava desviar os olhares mas não conseguia. Logo o sol saiu e Flávia, acho que para não ficar para trás, foi rapidinho botar um biquíni. A Flávia voltou vestindo uma tanga preta muito cavada na bunda, mostrando até a marca branca do biquíni um pouco maior que ela costumava usar antes. Ela fez questão de desfilar de um lado para outro, até que deitou de bruços na canga. Nas minhas idas e vindas p/ apanhar mais bebida não pude deixar de notar alguns pelinhos dela fugindo pela borda do biquíni. A festinha continuava: muita batida e cerveja rolando, música alta e churrasco. Como o sol já tinha saído resolvi colocar um biquíni. Apanhei um branco de lateral fininha, bem cavado. Sabia que quando ele molhava ficava um pouco transparente, dando para perceber a sombra dos meus pêlos e dos bicos dos seios. Nunca fui de beber, mas nesse dia decidi tomar várias doses de batida, como não estava acostumada logo me subiu a cabeça. Fiz coisa que eu nunca havia pensado fazer: pegava sol na espreguiçadeira com as pernas praticamente abertas, coisa q nunca acontecia (acho feio). João, bronzeando-se bem perto e conversando comigo, já não tirava o olho. Eu abusava da sensualidade na frente dele, enquanto meu marido observava de vez em quando, conversando com a Flávia. Todos bebiam sem parar. Me levantei e fui conversar com a Flávia. Augusto foi para a churrasqueira com o João. Coloquei um funk e clima foi esquentando: nós duas, já altas pela bebida começamos a dançar, iniciando uma disputa disfarçada p/ ver quem provocava mais os homens. Com a bebida causando todo o seu efeito Augusto e João vieram dançar junto com a gente. Começou a brincadeira do encosta aqui, alí, muita risada e olhares tesudos. Falei que os homens não dançavam nada, no q Flávia concordou. Disse q nós duas tínhamos que ensinar os rapazes a dançar e falei: "Vamos fazer assim, eu ensino o João e vc o Augusto". Fui logo me roçando no João e falando q ele devia soltar o quadril e me acompanhar no trenzinho. Flávia se encostou no meu marido e fez o mesmo. No começo nos entreolhávamos, cada um olhando como o seu verdadeiro par estava, mas com o tempo e o tesão subindo acabamos por prestar atenção nas delícias q aquela situação estava nos proporcionando. Eu e o João riamos e olhávamos nos olhos, minhas mãos desciam de vez em quando e pousavam sobre a bunda dele sobre a sunga. Me virava de costas p/ ele e rebolava, descendo e encostando em seu pau e pernas. Ele estava visivelmente excitado, com o pau duro. Fui ficando excitada, meu marido depois falou que eu com aquele biquíni branco enfiado no bumbum, rindo e rebolando igual uma puta estava demais. Ele dançava e ralava com a Flávia, com ela tb olhando muito interessada para ele, quando de repente eu e o João quase nos beijamos. Achei q aquilo iria acabar com o clima, já q uma cena assim choca e poderia causar uma tremenda raiva na Flávia. Para a minha total felicidade aconteceu o oposto: aquilo foi o estopim p/ as horas mais deliciosas da nossa vida. João olhou para o Augusto, que olhou p/ mim. Olhei p/ ele, eu devia estar com uma cara de safada jamais vista, me sentia até outra pessoa. Ele balançou a cabeça, fazendo "sim" rindo. Na mesma hora eu e João nos beijamos, me deixando louca de tesão. Meu marido e a Flávia também se agarraram e beijaram. O beijo fez o pau do João ficar tão duro q até saiu um pouco da sunga. Fomos os quatro p/ dentro da casa, nos espalhando pela sala, eu e o João p/ um sofá, Augusto e Flávia p/ outro em frente. João estava por cima de mim, beijando-me e passando a mão na minha buceta por cima do biquíni, eu pegava no pau dele, botando-o p/ fora da sunga. Vi meu marido afastar o sutiã da Flávia e chupar seus peitos enquanto passava a mão na bunda dela. Ela também pegava no seu pau, por dentro da sunga. Me levantei e João se deitou no sofá, tirando de vez a sunga. Fiquei maluca, me ajoelhei em frente ao sofá e comecei a chupar o pau dele, ele delirava. Fique assim um bom tempo, sugando aquele pau que a tanto tempo eu tinha chupado. Escutava os gemidos do Augusto e da Flávia e ficava mais excitada ainda. João falou q não estava se aguentando e iria gozar, eu então parei de chupá-lo e me levantei, deitando no sofá de pernas abertas, ainda de biquíni. João foi logo tirando a minha calcinha. Eu aproveitei e tb tirei o sutiã, ficando peladinha, com minha marquinha de biquíni e a buceta à mostra. João me fez um sexo oral delicioso. Nesse momento meu marido me olhou e riu, com cara de safado, com a buceta da Flávia na cara, fazendo 69. Sorri p/ ele, feliz da vida. O clima era de puro sexo, um verdadeiro swing. João levantou o corpo, pegou no pau e veio por cima de mim. Nessa hora até pensei em parar um pouco, pois ele estava sem camisinha. Mas naquela situação acabei deixando tudo para lá, como uso pílula nem me preocupei muito. Fui passando as pernas pelas costas do João, deixando ele meter sem mesmo, o que não aconteceu quando transamos no passado, pois na época eu não tomava nenhum remédio. Eu estava adorando tudo, soltando de vez a puta q havia dentro de mim, como acontecia tb com a Flávia. Augusto a comia como um louco. Sabia q eu não ia agüentar muito tempo, iria gozar logo pois o tesão era demais. Me agarrei forte no João e comecei a gozar forte. João logo depois me virou de bruços e eu fui logo me empinando toda. Foi metendo seu pau, abrindo minhas nádegas com as mãos, metendo o dedo no meu cuzinho, enquanto me penetrava. Não demorou nada e ele começou a gozar. Eu, toda suada, fui deixando ele esporrar dentro de mim. Olhei meu marido fodendo a Flávia, que ria de satisfação com a sacanagem. Augusto colocou a Flávia apoiada no sofá e ficou por trás, metendo o pau na xana dela e passando o dedo no cuzinho dela. Ela começou a gozar. Meu marido não se segurou mais e falou: "Vou gozar, vou gozar", ela avisou: "Goza fora, goza fora", ele tirou o pau e gozou na bunda dela. O cheiro de sexo impregnava o ar, estávamos todos topados de tesão. Depois dessa troca de casais fiquei preocupada pensando q o clima pudesse ser afetado por algum tipo de arrependimento por parte de alguém. Mas felizmente isso não aconteceu. Fui tomar um banho com meu marido e lá ele me perguntou se eu tinha gostado de tudo q havia acontecido. Eu falei q tinha feito a maior loucura da minha vida, q parecia um sonho erótico, que o João era muito gostoso. Pensei q jamais fosse gostar de vê-lo transando com outra garota mas na hora fiquei mais excitada ainda. Perguntou o que mais poderia rolar naquela viagem e quis saber se eu tinha vontade de fazer tudo novamente. Falei q sim, q a achava a idéia ótima. A essa altura, depois da maluquice q havíamos feito, só restava aproveitar bem o último dia da viagem, curtindo tudo ao máximo. Perguntei o q ele acharia se eu fizesse sexo anal com o João. Meu marido disse q adoraria presenciar, como tinha acontecido momentos antes. Nos beijamos forte. Acabamos o banho e fomos dormir um pouco, em nosso quarto. João e Flávia também foram descansar. Acordamos horas depois com música alta e as vozes dos dois lanchando na sala. Eu estava com vontade de já ir para sala nua, pronta para dar de novo para o João. Os detalhes eu ainda contarei para vcs".

Escrito por: Andreia28

Comments