SS Ourang Medal: O mistério mais aterrorizante sobre os mares

Em uma noite de fevereiro de 1948, três anos após o término da Segunda Guerra Mundia, o navio SS Ourang Medan naufragou. Antes disso,diversas embarcações receberam um misterioso pedido de socorro. Traduzida do código morse, a mensagem dizia: “Todos os oficiais, incluindo o capitão estão mortos. Provavelmente tripulação toda morta. Estou morrendo”. O alerta foi enviado pelo operador de rádio do navio holandês SS Ourang Medan.

A mensagem havia partido de algum lugar próximo ao Estreito de Malaca (entre os oceanos Índico e Pacífico), sendo que um navio mercante americano que estava próximo ao local, o Silver Star, partiu em socorro à embarcação.



O Silver Star encontrou o SS Ourang Medan poucas horas depois e, à primeira vista, não havia qualquer dano no casco ou qualquer coisa de errado com o navio. A tripulação do Silver Star tentou estabelecer contato com o navio que alertara por meio de sinais sonoros e luminosos, mas não houve resposta. Então, uma equipe foi montada às pressas para subir à bordo e investigar o que havia acontecido, e a cena que encontraram foi assustadora.



Encontravam-se todos congelados, olhando para cima na direção do sol, com os braços estendidos, as bocas abertas e um olhar de horror imenso nos seus rostos. O autor da mensagem também fora encontrado, na sala de comunicações, também morto com os olhos bem abertos e os dentes arreganhados.

Contudo, nenhum sinal de violência que justificasse as mortes foi encontrado nos corpos e o local onde se encontravam também não mostrava nada errado. O capitão do Silver Star  tentou rebocar aquele navio até o porto mais próximo, mas uma explosão ocorreu no compartimento de cargas enquanto o Ourang Medan estava sendo preparado, obrigando os homens a abandoná-lo e soltar as amarras de reboque rapidamente.

Em poucos minutos a embarcação foi consumida pelo fogo e afundou, levando consigo todas as chances de se explicar esse mistério.

O que levou aqueles homens à morte, deixando seus rostos contraídos de pavor?

Levantou-se a hipótese de piratas. Mas se eles tivessem invadido o navio haveria algum sinal de luta nos corpos.

E se o navio estivesse transportando substâncias químicas? Isso explicaria a explosão, mas assim como a teoria dos piratas esta não pode explicar o motivo dos olhares aterrorizados de todos os tripulantes mortos, como se tivessem contemplado algo tão terrível que nenhum deles jamais teria visto em suas vidas.

Outro grande mistério que envolve esse navio, é de que apesar de existir uma referência ao Ourang Medan em na edição de maio de 1952 do periódico Proceedings of Merchant Marine Council, publicado pela Guarda Costeira dos Estados Unidos, oficialmente e de forma estranha, tudo indica que esse navio jamais existiu.

Uma pesquisa realizada com a marinha mercante de vários países, incluindo a Holanda, não encontrou nenhum registro de embarcação com esse nome, nem de qualquer investigação sobre seu destino. 

Especula-se que se trataria de um barco com nome falso, em missão secreta. Mas se fosse esse o caso, que missão seria essa, e novamente citando, isso também não explicaria a forma terrível em que os corpos foram encontrados.

O Silver Star, ao contrário, comprovadamente existiu e realmente navegava pelo Estreito de Malaca na época do incidente.

Então, o que será que aconteceu naquela noite de fevereiro de 1948?
Comments