Ciências Naturais‎ > ‎7º Ano‎ > ‎

Constituição de um vulcão

Os vulcões originam aberturas naturais na crusta terrestre, que põem em contato o interior da Terra com a superfície. Através deles, são expulsos materiais de composição química diversa e em diferentes estados físicos – erupções vulcânicas.
Em geral, um vulcão é constituído por uma câmara magmática, local no interior da
Terra onde se armazena o magma (material rochoso fundido e rico em gases que se encontra a elevadas temperaturas). A comunicação com o exterior é feita por um canal, chaminé vulcânica, por onde ascendem diversos produtos vulcânicos. Estes podem acumular-se à volta da chaminé, formando-se um edifício de forma cónica, o cone vulcânico, ou serem lançados a grandes distâncias.
Na parte superior do cone, existe uma abertura, a cratera, por onde são expelidos os produtos da atividade vulcânica.
Acontece, por vezes, que, na parte superior de muitos vulcões, se formam depressões de dimensões superiores às das crateras, designadas por caldeiras.
As caldeiras formam-se na sequência de erupções vulcânicas sucessivas, em que a câmara magmática se vai esvaziando. Quando fica vazia, o edifício vulcânico torna-se instável por falta de apoio e a parte do cone, geralmente a central, abate dando origem a uma depressão limitada por rebordos irregulares.


Comments