1.A planta

A planta do tabaco, Nicotiana, pertence à família Solanáceas , assim como tomates, batatas e berinjelas. O gênero Nicotiana inclui algo como 65 espécies diferentes, entre as quais a Nicotiana tabacum donde são produzidos todos os tabacos para cachimbos e cigarros.

È uma planta de 90-180 cm de altura, cujas folhas vão amadurecendo a partir da base para cima como é representado na figura ao lado; nas espécies e variedades de maior porte as folhas basais podem chegar aos 70-75 cm de comprimento.

As flores, com cores variáveis (branco, púrpura, rosa, vermelho), aparecem no topo, acima das folhas menores e mais novas. São flores tubulares que possuem tanto os órgãos masculinos que os femininos, podendo tanto autofecundar-se que ser fecundados pelos polens de uma outra planta de Nicotiana.

As sementes que são produzidas através da fecundação contem o embrião e as reservas nutricionais para ser utilizadas nos primeiros estágios do desenvolvimento.

As sementes do tabaco são minúsculas, mas produzidas em grande numero; são de forma aproximadamente oval  e com dimensões medias de 0,75 x 0,53 x 0,47 mm; cada 1000 sementes pesam entorno de 80 a 90 mg, o que significa que para chegar a 1 g podem precisar até 12.000 sementes.

 

2. Cultivo caseiro

As sementes maduras, armazenadas no escuro e em seco na temperatura do ambiente, resistem por longo tempo.

A semente possui uma camada protetora externa em celulose, chamada de “testa”.

Para quem gosta de experimentações caseiras sobre o crescimento de Nicotiana, com dedicatória especial para meus amigos do cAc, aconselho de misturar as sementes com areia fina, na proporção de 3 ou 4 vezes o volume das sementes: este procedimento é útil para uma melhor dispersão. A mistura deve ser semeada sobre a superfície da terra úmida de um vaso bem drenado com uma camada de brita no fundo; o vaso deve estar colocado numa bandeja com água que subirá por capilaridade na terra.  Cuidado em não enterrar a semente, porque a germinação da semente é possível somente com uma boa iluminação: o enterramento da semente pode acontecer acidentalmente tentando de regar do alto.

Resumindo: a semente deve permanecer na superfície por todo o período de germinação (7 dias) e por uma semana depois, em total por 14 dias depois dos quais as plantinhas poderão ser transplantadas no solo. O solo deve ser preparado com composta de jardim e, possivelmente, com adubo maduro de cavalo e regado antes do plantio; as plantinhas devem ser transferidas com cuidado evitando danificar as raízes que uma vez no solo devem ser completamente enterradas. Regar duas vezes ao dia em razão de aprox. 3 litros por m2 cada vez. O crescimento é bastante rápido.