vaso com decoração

simbólica


 A Anta Grande do Zambujeiro na memória do arqueólogo Henrique Leonor Pina        

Pequeno vaso com decoração simbólica, de forma esférica achatada, apresenta uma decoração incisa onde predomina o pontilhado e o tracejado. A decoração parece irradiar a partir do desenho de um triângulo duplo, preenchido com pontos, que pode ser associado à representação do púbis feminino, e de dois círculos (olhos), em torno dos quais se dispõem radialmente pequenos traços (cílios). Esta decoração simbólica é habitualmente interpretada como a figuração de uma entidade feminina, conotada com o princípio de vida e também à “Deusa Mãe”, e corresponde a um culto mágico-religioso associado aos rituais da morte das comunidades dos períodos Neolítico e Calcolítico.

ME 3816

cronologia: Neolítico / Calcolítico

matéria: cerâmica

 

Foto: © IPM/DDF. Fotógrafo José Pessoa