Bob Tostes



 

 

  

 

   

 

Em 1969, Bob Tostes liderou um dos grupos mineiros do movimento Musicanossa, lançado no Rio por Roberto Menescal, que promovia o intercâmbio entre artistas dos dois estados.

 

Nos anos 70,  foi diretor e produtor musical  do  FEC - Festival Estudantil da Canção -  do qual participaram músicas como Equatorial, de Beto Guedes, Lô e Márcio Borges; Yara Bela e Canto de Desalento, de Toninho Horta; Como vai minha aldeia,  de Tavinho Moura; e Clube da Esquina, de  Milton Nascimento , Lô e Márcio Borges. 

  

Depois de se formar em Direito pela UFMG, trocou o curso de comunicação da Universidade Católica por uma pequena e aconchegante   casa noturna chamada BAUBLES, na Savassi, que logo se tornou um point musical da cidade.  Além do anfitrião  Bob e de sua irmã Suzana, o Baubles recebeu grandes músicos mineiros como Thales Martins da Costa, Arlindo Polizzi Fo., Élson Coutinho, José Namen, Flávio Fontenelle, Melão, Talita Babl, Juarez Moreira, Paulo Nehmy, André Decquesh,  Marilton Borges, e  Yuri Popoff,  sem mencionar as  “jams” com artistas que chegavam à cidade como Menescal, Ivan Lins, Antonio Adolfo, Vitor Assis Brasil, João Donato, Tito Madi, Lucinha Lins, Luiza Fonseca, etc.

  

Entre 1974 e 1978 o Baubles foi palco de pocket-shows inovadores como “Aleluia Bossa Nova” ( gravado ao vivo e lançado em disco pela gravadora Imagem, de Jonas Silva ),   e “Hallellujah Hollywood”, com  texto, vídeo, dança e música de cinema.

 

Entre 1977 e 1996  esteve à frente da Bob Tostes Discos e Fitas, uma referência no mercado belorizontino.

 

Bob Tostes compôs inúmeras trilhas sonoras para teatro, especialmente  peças infantís  como “O Cavalinho azul” (de Maria Clara Machado) , “As aventuras de Xexelenta”,  “A terra é azul”  e “O Casaco encantado”, dirigidas por Priscila Freire, Paulo César Bicalho e Matilde Bialdi.

 

Bob Tostes também foi produtor da rádio Inconfidência FM na inauguração da programação Brasileiríssima,criada por Claudinê Albertini em 1979. Em 1996, retornou à emissora para a produção de programas diários sobre cinema e MPB, até se transferir para a rádio Guarani FM, em 1999, para participar da reformulação da programação e da produção de especiais. Atualmente também apresenta uma coluna semanal de cinema no Jornal da Alterosa – 2ª edição e dirige o coral infantil do Colégio Santo Tomás de Aquino. Para obter mais informações clique na página  Updates.

 

 



 

LINKS




 

 




  

 

 

  •  Bob com Michel Legrand e Catherine Michel

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

               

     

 

 

 

 

 

  • Webdesigner: Isolda
  • Março/ 2008
  • Minas Gerais/Brasil