Plantas‎ > ‎Angiospermas‎ > ‎Asteraceae‎ > ‎

Erechtites hieracifolius


Ordem:  Asterales

Família: Asteraceae

Espécie: Erechtites hieracifolius (L.) Raf. ex DC. 

Sinônimos:

Nome(s) Popular(es): Capiçova, 
capeçoba, capiçoba, caperiçoba, caperiçoba-vermelha, caramuru, caruru, caruru-amargo, caruru-amargoso, erva-gorda, serralha-brava.

Descrição:


Ervas eretas, anuais, 0,2-1,5 m alt. Caule multisulcado, meduloso, densamente folhoso na porção basal, laxamente folhoso na porção apical, esparsamente piloso. Folhas lanceoladas a oblongo-lanceoladas, 2,5-16 x 0,5-3 cm, ápice agudo, base atenuada, margem irregularmente serrada, dentada ou lobada, peninérveas, sésseis, ambas as faces glabras a esparsamente pilosas. Capitulescências laxas a congestas. Capítulos com pedúnculos 2-15 mm compr., glabros a esparsamente pilosos; bractéolas lanceoladas, 5-8 mm compr., ciliadas. Invólucro 9-12 x 5-8 mm, caliculado; brácteas ca. 14, lineares, 4-4,5 mm compr., ciliadas; brácteas involucrais 12-14, lanceoladas a oblongas, ápice agudo, piloso, margem escariosa, 4-nervadas, dorso glabro; receptáculo plano, alveolado.Flores marginais brancas, esverdeadas ou amareladas, multisseriadas, corola 7 mm compr., 3-5-lobuladas, lóbulos ca. 0,5 mm compr., estilete 7,5 mm compr. Cipselas cilíndricas, 1-3 mm compr., pilosas; pápus 7 mm, branco, persistente. Flores centrais corola branca, esverdeada ou amarelada, 8-8,5 mm compr., 5-lobulada, lóbulos 1 mm compr., apêndice do conectivo oblongo, estilete 8 mm compr. Cipselas cilíndricas, 1-3 mm compr., pilosas; pápus 7-7,5 mm compr., branco, persistente. (TELES & STEHMANN, 2011)

Hábitos, ecologia:

Espécie popular entre as ervas daninhas, cresce em geral em ambientes ruderais, muitas vezes como invasora de culturas. Suas folhas são consumíveis como hortaliça alternativa. As flores são polinizadas por entomofilia, provavelmente abelhas ou dípteros, e os frutos, dotados de pápus plumoso são facilmente dispersos a grandes distância pelo vento.

Usos:

Alimentícia: As folhas, em especial as mais tenras são consumidas em saladas ou na forma de bolinhos, porém deve-se tomar cuidado pois podem haver toxinas nas folhas (não há estudos comprovando que não).

Medicinal: Citada como a raiz possuindo propriedades antipalúdica na medicina popular, assim como as folhas, propriedades antimicrobianas.

Forrageira: Serve de alimento para cabras.

"Malefícios": Erva invasora de cultivos, pastagens e terrenos abertos, bastante comum.

Referências:

Borges, R.A.X. 2012. Erechtites in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2012/FB016111).

KINUPP, V. F. Plantas Alimentícias Não-Convencionais da Região Metropolitana de Porto Alegre. Tese de Mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2007. 590p. il. Disponível em: <http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/12870>.

NOELI, F.S. MÚLTIPLOS USOS DE ESPÉCIES VEGETAIS PELA FARMACOLOGIA GUARANI ATRAVÉS DE 
INFORMAÇÕES HISTÓRICAS. Diálogos, DHI/UEM, 02: 177-199, 1998.

POTT, A. & POTT, V.J. PLANTAS COMESTÍVEIS E MEDICINAIS DA NHECOLÂNDIA, PANTANAL. PESQUISA EM ANDAMENTO. N° 04 SETEMBRO/86, p.2.

TELES, A. M.; STEHMANN, J. R.; Flora da Serra do Cipó, Minas Gerais: Asteraceae - Senecioneae. Bol. Bot. Univ. São Paulo,  São Paulo,  v. 29,  n. 1,   2011 .  










Comments