Regulamento da BE

Conhece as regras e normas de funcionamento da BE                                                                                                                       

 

                                                                                                                                                                                                                    Home

 

 

                                                                                                                             

 

      Escola Secundária de Vitorino Nemésio 

              Regulamento da Biblioteca

                (a partir do Regimento da Biblioteca) 

 

  

Capítulo I

 

1.Definição e Objectivos

 

  1.1 Definição da BE/CRE

     O conceito de biblioteca escolar inclui os espaços e equipamentos onde são recolhidos, tratados e disponibilizados todos os tipos de documentos (qualquer que seja a sua natureza e suporte) que constituem recursos pedagógicos quer para as actividades quotidianas de ensino, quer para actividades curriculares não lectivas, quer para ocupação de tempos livres e de lazer. De acordo com este conceito, a biblioteca escolar deve ser concebida como um verdadeiro "centro de recursos educativos" multimédia (livros, programas informáticos, periódicos, registos vídeo e áudio, diapositivos, filmes, CD-ROM, etc.), ao dispor de alunos, de professores, funcionários e, em condições específicas, de outros elementos da sociedade. (In Relatório Síntese pág. 13)

A biblioteca constitui um instrumento essencial do desenvolvimento do currículo escolar e as suas actividades devem estar integradas nas restantes actividades da escola e fazer parte do seu projecto educativo. Ela não deve ser vista como um simples serviço de apoio à actividade lectiva ou um espaço autónomo de aprendizagem e ocupação de tempos livres. (In Relatório Síntese pág. 13)

  1.2 Objectivos

 

    Objectivos do Manifesto da Unesco:

   .) Apoiar e promover os objectivos educativos definidos de acordo com as finalidades e currículo da escola;

   .) Criar e manter nos jovens o hábito e o prazer da leitura, da aprendizagem e da utilização das bibliotecas ao longo da vida;

   .) Proporcionar oportunidades  de utilização e produção de informação que possibilitem a aquisição de conhecimentos, a compreensão, o desenvolvimento  da imaginação e o lazer;

   .) Apoiar os alunos na aprendizagem e na prática de competências de avaliação e utilização da informação, independentemente da natureza e do suporte, tendo em conta as formas de comunicação no seio da comunidade;

   .) Providenciar acesso aos recursos locais, regionais, nacionais e globais e às oportunidades que confrontem os alunos com ideias, experiências e opiniões diversificadas;

   .) Organizar actividades que favoreçam a consciência e a sensibilização  para as questões de ordem cultural e social;

   .) Trabalhar com alunos, professores, orgãos de gestão e pais de modo  a cumprir a missão da escola;

   .) Defender a ideia de que a liberdade intelectual e o acesso à informação são essenciais  à construção de uma cidadania efectiva e responsável e à participação na democracia;

   .) Promover a leitura, os recursos e serviços da biblioteca escolar  junto da comunidade escolar  e fora dela.

 

    Objectivos do Relatório Síntese pág. 13-14:

.) Tornar possível a plena utilização dos recursos pedagógicos existentes e dotar a escola de um fundo documental adequado às necessidades das diferentes disciplinas e projectos de trabalho;

.) Permitir a integração dos materiais impressos, audiovisuais e informáticos e favorecer a constituição de conjuntos documentais, organizados em função de diferentes temas;

.) Desenvolver nos alunos competências e hábitos de trabalho baseados na consulta, tratamento e produção de informação, tais como: seleccionar, analisar, criticar e utilizar documentos; desenvolver um trabalho de pesquisa ou estudo, individualmente ou em grupo, a solicitação do professor ou de sua própria iniciativa; produzir sínteses informativas em diferentes suportes;

.) Estimular nos alunos o prazer de ler e o interesse pela cultura nacional e internacional;

.) Ajudar os professores a planificarem as suas actividades de ensino e a diversificarem as situações de aprendizagem;

.) Associar a leitura, os livros e a frequência de bibliotecas à ocupação lúdica dos tempos livres.

 

2. Espaço físico

   2.1 Localização

A biblioteca situa-se no primeiro pavilhão.

 

   2.2 Área

                .) biblioteca – 15mx7,5m + 4mx4,26m

                .) mediateca – 7,4mx7,5m

                .) auditório – 12mx7,5m

 

2.3 Zonas funcionais

            .) zona do Centro de Documentação e Consulta – CDC –  26 lugares

            .) zona de leitura informal e vídeo – 21 lugares

            .) zona de informática –  12  lugares

            .) auditório –  90 lugares

            .) zona de atendimento

 

3. Horário da BE

                    Das 9h  às 18,30h

                     

                         

                         Capítulo II

 

1.     Equipa e funções

(ver Regimento da Biblioteca)   

 

    1.3 Funções

 1.3.1 - do Coordenador 

.) Promover a integração da biblioteca na escola (projecto educativo, projecto curricular, regulamento interno);

.) Coordenar uma equipa, previamente definida com a comissão executiva;

.) Favorecer o desenvolvimeno das literacias, designadamente da leitura e da informação, e apoair o desenvolvimento curricular;

.) Promover o uso da biblioteca e dos seus recursos dentro e fora da escola;

 

 1.3.2 - dos Docentes 

De acordo com o Relatório Síntese são:

.) Apoiar os utilizadores na consulta e produção, em diferentes suportes (escrito, gráfico, audiovisual, informático, fotográfico etc.);

.) Conceber e lançar iniciativas disciplinares e pluri ou interdisciplinares;

.)Orientar os alunos de forma a serem apoiados mas sentindo-se autónomos e ainda todas as actividades de orientação e dinamização.

 

   1.3.3 - dos Auxiliares

.) Assegurar o normal funcionamento da biblioteca durante o período de actividades escolares;

.) Apoiar alunos e professores na utilização dos recursos disponíveis. (In Relatório Síntese)

 

 

                         Capítulo III

   

   1.2 Organização e gestão documental

        (ver Regimento da Biblioteca)

 

1.2.4 Procedimentos técnico-documentais

     a) Registo - feito no livro de registos e na base de dados;

     b) Carimbagem - todos os documentos são carimbados com um carimbo próprio da biblioteca, de modo  a não tapar a informação, e nas monografias carimba-se a página de rosto, depois duas páginas intermédias e finalmente a última página de texto com informação;

     c) Catalogação - seguimos as Regras Portuguesas de Catalogação;

     d) Classificação - seguimos a Classificação Decimal Universal, CDU;

     e) Indexação – seguimos a lista de descritores – Theasaurus (esta tarefa  ainda não começou a ser implementada);

     f) Cotação – a cota é feita com base na CDU mais as três letras iniciais do apelido do autor. Com dois ou mais autores, mencionamos o apelido do primeiro .

     g) Etiquetagem – todos os documentos são etiquetados com a cota e o número de registo.

     h) Arrumação – segue sempre a 1ª notação. Estão organizados, nas estantes, de acordo com a Classificação Decimal Universal (CDU);

     i) As monografias es­tão assinaladas na lombada com uma etiqueta/bola colorida :

         Generalidades – vermelho

         Filosofia. Religião – verde

         Ciências Sociais – azul escuro

         Matemática. Ciências Naturais – verde escuro

         Ciências Aplicadas. Tecnologia - verde escuro

         Artes. Desporto – amarelo

         Linguística. Literatura – verde claro

         Geografia. História – azul claro

 

 

    1.5 Divulgação da informação

As obras novas entradas na BE, após o procedimento técnico-administrativo, serão colocadas no respectivo lugar e anunciadas na secção “Novidades” da página da BE.

 

 

  

                      Capítulo IV

 

 1. Utilizadores e acesso à informação

 

    1.1 Definição dos utilizadores

        São utilizadores da BE

     Alunos

     Docentes

     Funcionários

 

    1.2 Zona informal

        Consulta de revistas e jornais;

        Realização de trabalhos individuais ou de grupo;

        Visionamento de filmes

        Jogos existentes na BE/CRE.

 

    1.3 Zona de Leitura Geral

      .) Todos os documentos existentes na sala podem ser consultados. Os leitores têm livre acesso às estantes;

     .) Os danos causados aos documentos ou aos equipamentos implicam a reposição dos mesmos ou o seu pagamento integral, conforme for julgado mais conveniente pelos serviços;

     .) Os documentos não poderão ser retirados de uma secção para a outra sem autorização do professor responsável;

     .) Os documentos consultados deverão ser sempre colocados  no carro reservado e nunca na prateleira de onde foram retirados;

     .) O trabalho dos utilizadores não pode ser prejudicado por comportamentos inadequados.

 

    1.4 Zona de Audiovisual

     .) É exigido o total respeito pelo cumprimento das instruções de funcionamento;

     .)Qualquer anomalia detectada deve ser comunicada de imediato;

     .)É obrigatório o uso de auscultadores para a utilização do equipamento audio;

 

 

     1.5 Zona Multimédia

     .) A utilização dos computadores é prioritariamente para fins pedagógicos, sendo por  isso restrita a utilização de jogos não educativos, correio electrónico, chats e outros programas similares, para uso dos quais deverá ser pedida autorização;

     .) Não é permitido introduzir alterações na configuração do sistema operativo ou de qualquer outro  programa instalado;

     .) É interdita a instalação de qualquer tipo de programa. A necessidade de utilização de programas diferentes dos instalados deve ser comunicada ao professor responsável por esta área, que decidirá da sua viabilidade e necessidade;

     .) Só é permitida a utilização de CDs e DVDs da biblioteca, após requisição ao professor ou funcionário;

     .) Só é permitida a presença de dois utilizadores por computador;

     .) Qualquer anomalia detectada deve ser comunicada de imediato;

     .) O tempo máximo de utilização é de uma hora (1h); em caso de um trabalho de pesquisa mais demorado, e não havendo outros utilizadores à espera, o tempo de utilização poderá ser prolongado, após autorização do professor ou funcionário;

     .) Para suportar os custos dos consumíveis, cada folha impressa custa:

    Preto e branco = 0,10E;

    Cor = 0,15 E a 0,40E(consoante a mancha)

     .)A gravação dos documentos deve ser feita apenas na pasta “Os Meus Documentos”. No entanto, não é garantida a sua confidencialidade nem a sua permanência em disco, pelo que o utilizador deverá proceder à sua cópia;

     .)Todos os documentos e ficheiros não pertencentes ao sistema serão eliminados periodicamente;

     .)Os computadores são desligados 60 minutos antes do encerramento da BE/CRE;

     .)Os utilizadores que não cumprirem as regras estabelecidas poderão ser impedidos de usar o equipamento informático.

 

2. Empréstimo

2.1 Sala de aula

.) Os documentos necessários para a sala de aula necessitam de uma requisição.

.) Os dicionários só podem ser requisitados para a sala de aula, deixando o cartão de aluno ou outro documento de identificação, que será devolvido aquando da entrega.

 

2.2 Domiciliário

.) Os documentos assinalados na lombada com uma etiqueta rectangular vermelha não podem sair da BE/CRE;

.) É permitida a requisição de documentos para consulta domiciliária;

.) Podem ser emprestados, simultaneamente, até três obras e um media por docentes, estudantes e funcionários;

.) A utilização domiciliária dos DVDs e Vídeos está condicionada ao pagamento de uma taxa de € 0.50;

.) O tempo máximo de empréstimo é:

     ..) seis dias, para docentes, estudantes e funcionários, no caso de monografias;

     ..) três dias, para docentes, estudantes e funcionários, no caso dos media;

.) O tempo máximo de tolerância para a entrega dos fundos é de dois dias para docentes, funcionários e estudantes;

.) Os docentes, estudantes e funcionários podem renovar por igual período de tempo o empréstimo das monografias;

.)Os docentes, estudantes e funcionários podem renovar por dois dias o empréstimo dos media;

.)Regras para aplicação de penas:

    ..) Três dias após a não devolução será enviado um aviso ao utilizador;

    ..) Mantendo-se a situação de não devolução, e após cinco dias de atraso, é aplicada uma penalização pecuniária de 1€/dia;

    ..) Mantendo-se a situação de não devolução do fundo, após quinze dias, o utente fica impossibilitado de requisitar mais exemplares;

       

2.3 Os documentos só podem ser requisitados por alunos presenciais;

     .) Os alunos não presenciais e os elementos da comunidade educativa não pertencentes à Escola só podem requisitar obras mediante a entrega de uma caução de 20€ / exemplar, que será devolvida aquando da devolução das mesmas.

 

 3. Direitos dos utilizadores

     .) Todos os documentos existentes na sala podem ser consultados;

     .) Os utilizadores têm livre acesso às estantes;

     .) Os utilizadores têm direito a um ambiente calmo e tranquilo;

     .) Os utilizadores têm direito a apoio especializado na realização das suas tarefas;

     .) Os utilizadores têm direito a ser tratados com respeito e dignidade.

 

 4. Deveres dos utilizadores

     Deveres Gerais

.) Comunicar aos professores ou funcionárias em serviço na BE/CRE alterações ao bom funcionamento, danos ou prejuízos nos materiais ou espaços;

.) Identificar e descrever quaisquer situações anómalas que possam prejudicar ou favorecer o bom funcionamento da BE/CRE;

.) Propor aos professores em serviço na BE/CRE medidas que resolvam as situações observadas;

.) Comer, beber, falar alto não é permitido;

 

     Alunos

.) Pastas, sacos, mochilas, carteiras, bonés, etc. devem ficar à entrada;

.) Os telemóveis não podem ser atendidos na sala;

.) Riscar, dobrar, rasgar ou inutilizar de qualquer modo as folhas, capas dos livros, dos periódicos ou de outros documentos não é permitido;

.) Retirar a sinalização dos documentos ou equipamentos, colocada pelos serviços da BE/CRE, não é permitido;

.) O espaço deve ficar limpo e arrumado;

 

             Professores

.) Qualquer actividade a realizar na BE/CRE será programada respeitando os objectivos traçados para a sua gestão;

.) Exigir total respeito pelo cumprimento das instruções de funcionamento da BE/CRE;

.) Colaborar na dinamização da BE/CRE;

.) Cumprir e fazer cumprir o Regimento;

   .) Recolher sugestões, ideias e materiais que motivem os utentes;

   .) Organizar dossiers temáticos;

   .) Ser responsável pelo apoio e orientação dos utilizadores.

 

     Funcionários

   .) Cumprir e fazer cumprir o Regimento;

   .) Comunicar aos professores em serviço na BE/CRE alterações ao bom  funcionamento, danos ou prejuízos nos materiais ou espaços;

   .) Identificar e descrever quaisquer situações anómalas que possam prejudicar ou favorecer o bom funcionamento da BE/CRE;

   .) Assegurar o bom funcionamento da BE/CRE;

   .) Comunicar aos professores em serviço na BE/CRE alterações ao bom funcionamento, danos ou prejuízos nos materiais ou espaços;

   .) Identificar e descrever quaisquer situações anómalas que possam prejudicar ou favorecer o bom funcionamento da BE/CRE;

   .) Permanecer na BE/CRE durante o seu período de serviço. Não se devem ausentar sem ter fechado a BE/CRE ou, se o período de ausência for breve, assegurar a sua substituição por um outro funcionário;

   .) Verificar o completo preenchimento da requisição, informar o requisitante dos prazos de entrega e fornecer a obra pretendida sempre que algum utente pretender requisitar uma publicação;

   .) Comunicar ao professor responsável da BE/CRE os casos difíceis de devolução de publicações requisitadas;

   .)  Carimbar as obras;

   .) Entregar ao professor responsável todas as obras entradas para que sejam registadas.

   .) Cumprir as tarefas adicionais de limpeza e arrumação necessárias;

 

 

                          Capítulo V

 

Disposições finais

     As situações não previstas neste Regulamento serão resolvidas ao abrigo do Regulamento Interno da Escola.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTES

Despacho 13599/2006

Despacho conjunto nº 3 –I/SEAE/SEE/2002

Relatório Síntese

Manifesto da Biblioteca Escolar

Outros