Página inicial

CONCURSO CONCELHIO DE LEITURA


NATAL NA EDMA

A Biblioteca Escolar deseja a todos um Natal muito feliz e um ano de 2014 cheio de sucessos e boas leituras!



FEIRA DO LIVRO NA EDMA
 


Todos os anos, a EDMA leva a cabo uma Feira do Livro, no sentido de levar os livros até à população escolar, promovendo a leitura como meio privilegiado de saber e lazer.
Assim, foi entre os dias 2 e 6 de dezembro que a escola contou com a colaboração da LeYa e abriu as portas da leitura aos alunos, professores, encarregados de educação e assistentes operacionais, que quiseram conhecer e comprar livros a preços reduzidos.A Feira foi um sucesso que culminou na venda de mais de oitenta livros que farão as delícias dos seus leitores.


ENCONTRO COM O AUTOR NUNO MATOS VALENTE

Nuno Matos Valente esteve presente na nossa escola, no passado dia 5 de dezembro, para apresentar o seu último trabalho: "A Ordem do Poço do Inferno".
O auditório foi pequeno para acolher todos os que quiseram assistir a esta sessão tão original e cheia de novidades. 
As boas vindas ao escritor foram dadas pelos alunos de Educação Musical do 6º ano, liderados pela professora Carlota Godinho, bem como por alunos do 8º ano, devidamente preparados pela professora Eduarda Mota. 
O autor apresentou todo o processo de produção literária, bem como o circuito de impressão da obra. Paralelamente, explicou o conceito de geocaching, presente na aventura que nos conta e que tem como palco principal o Mosteiro de Alcobaça.
A nossa semana da Feira do Livro foi, assim, abrilhantada, graças à Biblioteca Municipal António Botto, que nos proporcionou este encontro.

AUTOR DO MÊS DE DEZEMBRO
Nuno Matos Valente nasceu em 1977. É professor do Ensino Básico desde 2002, tendo lecionado até ao presente em diversos contextos educativos em estabelecimentos de ensino da rede pública e particulares.

Publicou “Recursos para aulas de substituição”, o seu primeiro livro em co-autoria, no ano de 2007, pela Texto Editores.

Desde 2008 faz parte da equipa de autores que tem vindo a publicar regularmente a coleção “Segredos”, um conjunto de manuais escolares para o primeiro ciclo, editados pela Raiz Editora (antiga Lisboa Editora) entre os anos de 2009 e 2011 e que conta com os títulos “Segredos dos Números”, “Segredos da Letras” e “Segredos da Vida”, para os diversos níveis de ensino do primeiro ciclo do ensino básico. 
Mais recentemente, no ano de 2012, publicou pela Raiz Editora, em co-autoria, o livro de apoio ao estudo “Preparar a Prova Final – 4º Ano – Matemática”. 

Em 2012, escreveu e publicou o livro de aventuras infanto-juvenil “A Ordem do Poço do Inferno” pela Escafandro, naquela que foi a sua primeira incursão no género.

Nos últimos anos tem vindo a desenvolver oficinas de escrita criativa para crianças e jovens, tendo passado pelos auditórios FNAC, Feira do Livro de Lisboa e dezenas de escolas por todo o país.


AUTOR DO MÊS DE NOVEMBRO

Sophia de Mello Breyner Andresen

Sophia de Mello Breyner nasce a 6 de novembro 1919 no Porto, onde passa a infância. Entre 1936 e 1939 estuda Filologia Clássica na Universidade de Lisboa. Publica os primeiros versos em 1940, nos Cadernos de Poesia. Autora de catorze livros de poesia, publicados entre 1944 e 1997, escreve também contos, histórias para crianças, artigos, ensaios e teatro. Traduz Eurípedes, Shakespeare, Claudel, Dante e, para o francês, alguns poetas portugueses.

Recebeu entre outros, o Prémio Camões 1999, o Prémio Poesia Max Jacob 2001 e o Prémio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana.

Com uma linguagem poética quase transparente e íntima, ao mesmo tempo ancorada nos antigos mitos clássicos, Sophia evoca nos seus versos os objetos, as coisas, os seres, os tempos, os mares, os dias. A sua obra, várias vezes premiada está traduzida em várias línguas.

Sophia de Mello Breyner Andresen faleceu a 2 de julho de 2004, em Lisboa.

Apontamentos Bibliográficos: Primeiro livro de poesia; Contos Exemplares; Histórias da Terra e do Mar; A Menina do Mar; A Fada Oriana; Noite de Natal; O Cavaleiro da Dinamarca; O Rapaz de Bronze; A Floresta; A Árvore; O Colar; …

A NOITE DE NATAL

A história fala de uma menina que vivia sozinha e um dia encontrou um amigo. Com ele passou muitos dias. No dia de Natal descobriu que ele era o menino Jesus.

 

O RAPAZ DE BRONZE

Num jardim maravilhoso, existe uma estátua que, à noite, se enche de vida e reina sobre todas as plantas, com justiça e sensatez.

Florinda vai conhecer o Rapaz de Bronze e viver uma dessas noites mágicas em que a verdadeira natureza dos seres se revela.

 

O CAVALEIRO DA DINAMARCA

"O Cavaleiro da Dinamarca", de Sophia de Mello Breyner Andresen, é uma narrativa infanto-juvenil que procura traçar o percurso de um Cavaleiro dinamarquês que, deixando a sua família, enceta uma peregrinação à Terra Santa. A narrativa conta-nos as peripécias dessa viagem, bem como o seu regresso ao lar.

 

A MENINA DO MAR

É a história de amizade entre um rapaz e uma Menina. Ela vive no mar, e é bailarina da "Grande Raia", uma rainha dos mares, que sobre ela mantém vigilância, não a deixando realizar o seu sonho de conhecer a terra firme, onde mora o rapaz. Além disso, a menina não consegue sobreviver longe da água, pois, fica desidratada, ainda que consiga respirar dentro e fora de água. O rapaz, com que estabelece amizade, tem o desejo de conhecer o fundo do mar. A história desenrola-se com a tentativa dos dois em realizar os seus sonhos.

O COLAR

A juventude é cheia de ignorância, de sonhos, de loucuras, e qualquer suspiro ou brisa a perturba. É cheia de paixões perigosas e de ilusões arrogantes. Estas são palavras do tutor da Vanina, a jovem veneziana que se alimenta dos próprios sonhos até ser despertada.

O Colar é uma peça de teatro que tem como cenário a cidade de Veneza e apresenta a história da jovem Vanina, que se apaixona por Pietro, um fidalgo arruinado que ganha a vida a (en)cantar pelos canais da cidade.

HISTÓRIAS DA TERRA E DO MAR

Enquanto Lúcia se deslumbra com o brilho de um mundo a que quer pertencer, Hans desafia os mares para fazer cumprir o seu destino.

Nestas histórias, em terra e no mar, as personagens procuram a sua verdadeira vida, que se revela nos espaços, na noite, no silêncio, no som do mar.

 

A FLORESTA

«Confia nas crianças, nos sábios e nos artistas.»


Seguindo esta recomendação do Rei dos Anões e com a ajuda de Isabel e do professor de música, o Anão vai conseguir cumprir a missão de que estava incumbido, transformando o tesouro numa possibilidade de partilha e libertação.




NOVIDADES DO MÊS DE NOVEMBRO
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


DIA 28 DE OUTUBRO
DIA DA BIBLIOTECA ESCOLAR
Prepara-te para o desafio...

NOVIDADES DO MÊS DE OUTUBRO



          

Autor do mês de Outubro

LUIS SEPÚLVEDA


Luis Sepúlveda é um escritor, realizador, jornalista e activista. Nasceu em Ovalle, no Chile, a 4 de Outubro de 1949. Reside actualmente em Gijón, na Espanha, após viver entre Hamburgo e Paris. Membro activo da Unidade Popular chilena nos anos setenta, teve de abandonar o país após o golpe militar de Pinochet. Viajou e trabalhou no Brasil. Uruguai, Paraguai e Peru. Viveu no Equador entre os índios Shuar, participando numa missão de estudo da UNESCO. Sepúlveda era, na altura, amigo de Chico Mendes, herói da defesa da Amazónia. Dedicou a Chico Mendes “O Velho que Lia Romances de Amor”, o seu maior sucesso. Perspicaz narrador de viagens e aventureiro nos confins do mundo, Sepúlveda concilia com sucesso o gosto pela descrição de lugares sugestivos e paisagens irreais com o desejo de contar histórias sobre o homem, através da sua experiência, dos seus sonhos, das suas esperanças.
Bibliografia: As Rosas de Atacama; Contos Apátridas; Diário de um Killer Sentimental; Encontro de Amor num País em Guerra; O General e o Juiz; História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar; Histórias do Mar; Mundo do Fim do Mundo; Nome de Toureiro; O Velho que Lia Romances de Amor; Patagónia Express; Os Piores Contos dos Irmãos Grimm; Uma História Suja.

O Poder dos Sonhos
Sinopse: "Sonhamos que é possível outro mundo e tornaremos realidade esse outro mundo possível", afirma Luis Sepúlveda, e esta não é apenas uma declaração de intenções. Como é seu hábito, o escritor chileno usa o seu talento de narrador para denunciar o estado de inquietação do país que ama e que o viu nascer, do país onde escolheu viver e do mundo inteiro em geral. O empenho cívico que o incita a acusar a veiculação de informação corrompida, a condenar "o indigno atoleiro que hoje é o Iraque", a criticar a guerra e a mostrar a sua indignação pelas vítimas da tortura ou do "friendlyfire" possui a mesma profunda raiz humana com que recorda as companheiras e companheiros dos afortunados anos de Salvador Allende e com que homenageia os amigos de sempre. É portanto um forte sentimento de humanidade o que une as histórias e reflexões aqui reunidas, sempre pontuadas por uma convicta e apaixonada participação no destino dos marginalizados, dos esquecidos e das vítimas.



Histórias Daqui e Dali

 

Conjunto de 25 relatos onde as palavras do autor nos remetem sempre para um mesmo território literário: o território dos derrotados que se negam a aceitar a derrota. 

«Tá, diz-se em uruguaio quando se procura afirmar com ênfase, e Tá respondeu Mario Benedetti quando a decência perguntou se havia que arriscar pelos pobres, pelos fracos, pelos condenados da terra, pelos que não tinham direito à alegria, pelos que sonhavam com uma existência justa, por uma palavra ‘amanhã’ plena de sentido.»



Patagónia Express

Patagónia Express é um caderno de apontamentos que relata as viagens do Autor durante o período de exílio – motivado pela incompatibilidade dos seus ideais com o regime de Pinochet – através das terras acidentadas e gélidas da Patagónia/ Terra do Fogo. Com alguns desvios da rota até ao Equador, Brasil, Bolívia e, a derradeira etapa, a soalheira Andaluzia, a terra dos seus antepassados. Trata-se um conjunto de crónicas de viagens, que contêm uma cadeia de peripécias, alternadas com episódios de uma beleza poética.

Últimas Notícias do Sul

Últimas Notícias do Sul é o resultado de uma viagem que Luis Sepúlveda e Daniel Mordzinski, amigos de longa data, decidiram fazer pela Patagónia, no final dos anos 90. Lá descobriram um mundo que praticamente não existe nos dias de hoje; Sepúlveda tirou notas, Mordzinski fotografou.






O velho que lia romances de amor

Antonio José Bolívar Proaño vive em El Idilio, um lugar remoto na região amazónica dos índios shuar, com quem aprendeu a conhecer a selva e as suas leis, a respeitar os animais que a povoam, mas também acaçar e descobrir os trilhos mais indecifráveis.

Um certo dia resolve começar a ler, com paixão, os romances de amor que, duas vezes por ano, lhe leva o dentista Rubicundo Loachamín, para ocupar as solitárias noites equatoriais da sua velhice anunciada. Com eles, procura alhear-se da fanfarronice estúpida desses "gringos" e garimpeiros que julgam dominar a selva porque chegam armados até aos dentes, mas que não sabem enfrentar uma fera a quem mataram as crias.



História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar

Esta é a história de Zorbas, um gato grande, preto e gordo. Um dia, uma formosa gaivota apanhada por uma maré negra de petróleo deixa ao cuidado dele, momentos antes de morrer, o ovo que acabara de pôr. Zorbas, que é um gato de palavra, cumprirá as duas promessas que nesse momento dramático lhe é obrigado a fazer: não só criará a pequena gaivota, como também a ensinará a voar. Tudo isto com a ajuda dos seus amigos Secretário, Sabetudo, Barlavento e Colonello, dado que, como se verá, a tarefa não é fácil, sobretudo para um bando de gatos mais habituados a fazer frente à vida dura de um porto como o de Hamburgo do que a fazer de pais de uma cria de gaivota...


Este é o Mês Internacional da Biblioteca Escolar
Visita a BE e conhece as novidades!
 
 
 
 
A BE deseja a todos um ótimo regresso às aulas 
e um excelente ano letivo 2013/ 2014!  
Bom ano letivo para todos!



CONCURSO CONCELHIO DE LEITURA
ALUNOS VENCEDORES 1ª FASE
 
ESCALÃO C:
                          5º Ano - Matilde Santos Ferreira (5º D)
                          6º Ano - Rafael Alagôa dos Santos Amaro (6º D)
 
ESCALÃO E:
                         9º Ano - Duarte Magalhães Esteves (9º A)
                         9º Ano - Vera Lúcia Rosa dos Santos Catita (9º D)
 
CONCURSO CONCELHIO DE LEITURA
 
OBRAS SELECIONADAS PARA A FINAL - 23 E 24 DE ABRIL
 
ESCALÃO C (2º CICLO)
   

 

 

 

As mais belas coisas do mundo - Texto de Valter Hugo Mãe. Ilustrações de Paulo Sérgio Beju

Editora Objectiva (Alfaguara Infantil), 1ª edição

 

 

 

 

 

O principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

Editorial Presença

 
ESCALÃO D (3º CICLO)
 

 

 

 

 

 

Ilha Teresa - de Richard Zimler

Dom Quixote, 2011