Parque Nacional do Itatiaia

O Parque Nacional de Itatiaia (PNI) tem grande relevância por ser o primeiro parque a ter sido criado no Brasil, através do Decreto Federal nº 1.713, de 14 de junho de 1937.  Segundo a lei do SNUC ( Sistema Nacional de Unidades de Conservação), os parques nacionais são unidade de conservação de proteção integral - áreas preservadas com o objetivo principal de conservação e biodiversidade e destinam-se á  preservação de áreas naturais com características de grande relevância ecológica, cultural, científica, recreativa, educativa e de beleza de suas paisagens. Dentro de seus limites ficam terminantemente proibidas modificações ambientais e a interferência humana direta, como a exploração mineral, atividades agrícolas e criação de animais. A interferência humana só e permitida para a recuperação de seus sistemas ecológicos e para reequilíbrio natural e preservação da diversidade biológica e dos processos naturais, conforme estabelecido em seu plano de manejo. Os parques nacionais são abertos a visitação publica para fins de pesquisas cientificas e também recreativos, regulamentados pelo plano de manejo de cada um deles.Sob o ponto de vista do manejo o Parque Nacional do Itatiaia está dividido em duas áreas: 1) a "parte baixa", onde localiza-se a Sede Administrativa, com vegetaçãosecundária de Mata Atlântica e 2) a "parte alta", no planalto, onde ficam as Prateleiras e o Pico das Agulhas Negras, com vegetação primária e predominante de campos de altitude. Quatro trilhas principais encontram-se no planalto: a das Agulhas Negras, das Prateleiras, a da travessia para Mauá e Rebouças-Sede. A região do planalto recebe menor número de visitantes, principalmente devido à dificuldade de acesso e falta de infra-estrutura.  Mesmo assim, as trilhas localizadas nesta região são as mais danificadas pelo uso público e encontra-se em recuperação devido aos incêndios ocorridos na região.