Súplicas à Nossa Senhora, Mãe Divina

Uriel

Download dos livros gratuitos

Grupo Consciência Cristo - Revolução da Consciência

A Obra Magna

A Profecia

A Revolução da Consciência

O Auto-Conhecimento

A 1ª Tarefa Cristã: A Morte Psicológica

A Auto-Observação

Súplicas à Nossa Senhora, Mãe Divina

A Doutrina do Coração

As Dificuldades

O Cotidiano

O Anti-Cristo

A Dualidade

Os Sonhos Mudam

Experiências no Plano Astral

O Despertar

O Hermetismo

A 2ª Tarefa Cristã: O Sexo Sagrado

A Íntima Realização do Ser

A Sublimação Sexual para os Solteiros

A Transmutação Sexual para os casados, O Arcano AZF

A 3ª Tarefa Cristã: A Entrega do Ensinamento Sagrado

As Enfermidades

As Drogas

Senhores da Situação

A Transformação Interior

O Medo

Eliminando o Ego

A Intuição e o Raciocínio

Os Inimigos são Internos

A Comodidade Tentadora

Aos Revolucionários de Si Mesmos

 Convite aos irmãos

Obras Recomendadas

SÚPLICAS À NOSSA SENHORA, MÃE DIVINA

 

 


Devemos nos fazer vigilantes como verdadeiros soldados em tempos de guerra, para não cairmos em tentação: a cobiça ao olharmos uma vitrine, a ganância ao desejarmos um bem material do qual nem necessitamos, o orgulho que se robustece no elogio, a vaidade naquele olhar demorado frente ao espelho, a maledicência ao próximo, a gula ao continuarmos comendo já bem alimentados, na luxúria da olhadela nas revistas das bancas de jornais, na falta de Fé no Pai Celestial através das preocupações descabidas com o futuro, entre outras ocorrências...

São pequenos exemplos cotidianos aos quais pecamos e nem nos damos conta, adquirimos dívidas cármicas, pecamos contra o Cristo, contra o Espírito Santo. Criamos verdadeiros infernos mentais, fazemos tempestades com copo d‘água. Desta forma baixamos a guarda e nos esquecemos de nós mesmos. E certamente tomaremos atitudes das quais nos arrependeremos amargamente.

Devemos estar combatendo dentro de nós mesmos a todos estes impulsos inferiores, transformando as impressões que nos chegam aos sentidos:

Qual a verdade disto?”

Existe verdade em um bem material? Que pertence ao tempo e em breve irá enferrujar, se estragar? Merece pois que nos percamos por ele? Devemos tirar o coração dos bens materiais: Buscai os Tesouros do Céu!

Lucas 9-23 “Se alguém quer vir após Mim, Negue a si mesmo, Tome a sua cruz, dia após dia, e Siga-Me”.

Praticar o NEGAR A SI MESMO ensinado pelo Cristo Jesus é aplicar na prática a eliminação do ego animal. Desta forma morremos em nós mesmos todos estes impulsos inferiores e à todo instante em plena auto-observação, interiorizados e atentos aos sentidos oramos em profunda devoção e fervor:

Mãe Divina destrua este defeito, desintegra-o”

A Nossa Senhora, A Divina Mãe limpa o filho amado. Não sejamos filhos ingratos sujando tudo novamente.

Vale a máxima: ORAI E VIGIAI

Vigiai: através da auto-observação seguimos atentos aos sentidos internos, a fim de captar cada diminuto impulso inferior que nos chegam aos sentidos.

Orai: a eliminação dos defeitos psicológicos praticando de momento à momento as súplicas fervorosas à Divina Mãe.

 

Com o coração nas mãos em profundo arrependimento, até que nos caiam lágrimas dos olhos pelos pecados cometidos. Oremos em devoção à Nossa Senhora, Mãe Divina, para que nos limpe terminantemente!. Desta forma iniciamos o trabalho interior de auto-superação, suplicando a eliminação de cada defeito observado.

A vivência do Ensinamento Cristão nos converterá ao estado angelical! O Cristão seguirá trilhando o caminho reto de volta aos braços do Pai Celestial.

Mateus 5-48 “Sede, pois, perfeitos, como é perfeito vosso Pai Celeste”