Resumo: A Origem da Desigualdade entre os Homens - Ralf Dahrendorf

   Em seu texto, Dahrendorf discute a sociologia e para isso usa o tema da desigualdade, contrapondo tórias de vários autores.
      Para o autor existem quatro tipos de desigualdade: 1) diferenças naturais de espécie nos traços, no caráter e nos interesses; 2) diferenças naturais de nível de inteligência, de talento; 3) diferenciação social de posições de níveis essencialmente iguais; 4) estratificação baseada na reputação e na riqueza e expressa na ordem hierárquica de status social. O que é de interesse no texto é o quarto tipo de desigualdade que é a estratificação.
      Então o autor começa colocando o pensamento de Aristóteles sobre a desigualdade; para este os homens são desiguais em hierarquia, havendo uma hierarquia natural entre eles. Depois, o autor fala sobre a teoria de Rousseau; para este existe um Estado de Natureza onde todos são iguais, e a desigualdade surge com o aparecimento da propriedade privada, enquanto para Marx, além da origem da propriedade, a desigualdade existe também por causa da divisão do trabalho (que também é trabalhada por Durkheim).
      Dahrendorf fala sobre as normas, que para ele é o motivo de existir desigualdade nas sociedades humanas, que são regidas por normas de comportamento. Para ele existe igualdade quando não existe lei, a partir da existência de leis surge a desigualdade. Ele tem as normas como fator da estratificação social.
      O autor conclui dizendo que a desigualdade social é importante para a integração das sociedades; e que essa desigualdade é o impulso para a liberdade; para ele uma sociedade igualitária é irrealista e terrível.
Comments