A ANTENA DIPOLO - APÊNDICE 1

(c) 1995 - 2016 Ângelo Antônio Leithold -  LEITHOLD, A. A. BIBLIOTECA

<<Antenas-geral                      Apêndice Antena Dipolo                       Antenas >>

INSTITUTO DE AERONÁUTICA E ESPAÇO - IAE
CONVÊNIO 2002-2012
PROFESSOR ANGELO ANTONIO LEITHOLD, PROFESSOR ONEIDE JOSÉ PEREIRA


ANTENA NÃO RESSONANTE




A antena dipolo alimentada pelo centro foi descoberta pelo físico alemão Heinrich Rudolph Hertz (1857 - 1894), em torno de 1886. É considerada até a atualidade, do ponto de vista prático e teórico, a mais simples. Desta forma graças às experiências de Hertz, é possível estudar uma antena de comprimento bastante menor que uma onda, esta tem a sua capacitância muito semelhante a de uma linha de transmissão, é considerada um "dipolo elementar", ou seja, é um condutor curto em relação ao comprimento de onda utilizado. Este, em si, tem uma passagem de uma corrente elétrica alternada e emite energia eletromagnética. Fisicamente não se pode construí-lo, na realidade, este é utilizado para o desenvolvimento da antena dipolo real, a fim de calcular as suas propriedades. É necessário assim desenvolvê-lo para calcular o campo elétrico e a onda eletromagnética irradiada. 

1 Irradiação 

Na figura abaixo (Figura 1), se observa a evolução de um campo elétrico de um dipolo elétrico, neste, a distribuição de correntes pode ser considerada senoidal. O campo de irradiação criado pode ser calculado pela superposição dos campos produzidos por infinitos dipolos simples. Estes compõem a corrente senoidal distribuída no elemento.

Figura 1: Evolução do campo elétrico (Fonte: Ângelo Leithold – PY5AAL)

Em eletrostática é comum considerar os dipolos como magnéticos ou elétricos, podem ser caracterizados pelo momento do dipolo, uma grandeza vetorial.

Na figura 2 temos o campo elétrico irradiado: 

Figura 2:Campo elétrico irradiado 

 

                                                                                                                          (1)
 

Onde: 

                                                                                                                         (2)

Assim da figura 2 resulta:

 

                                                                                             (3)


Onde:

Básico de Álgebra Vetorial

 
Para dar continuidade conceitual, serão postas aqui algumas relações básicas de àlgebra dos vetores, isto se deve pelo fato do acompanhamento dos conceitos que serão postos mais adiante.
 
Operações vetoriais em sistemas coordenados usuais
 
 
  


 

 
 
 
 
 
 
 

 
 
 
Identidades diversas.
 
 
 

 

Para mais detalhes sobre antenas, clique aqui


Polo Dipi
antena.dipolo@

Ċ
Angelo Leithold,
Apr 12, 2013, 10:52 AM
Ċ
Angelo Leithold,
Apr 12, 2013, 10:52 AM
Ċ
Angelo Leithold,
Apr 12, 2013, 10:52 AM
Ċ
Angelo Leithold,
Jun 12, 2012, 8:15 PM
Ċ
Angelo Leithold,
Jun 12, 2012, 8:20 PM
Ċ
Angelo Leithold,
Jan 24, 2012, 9:51 AM
Ċ
Angelo Leithold,
Jan 24, 2012, 9:51 AM
ą
Angelo Leithold,
Jul 8, 2014, 6:45 PM
Ċ
Angelo Leithold,
Jun 12, 2012, 8:26 PM