1.RESUMO

INSTITUTO DE AERONÁUTICA E ESPAÇO - IAE
CONVÊNIO 2002-2012





1. RESUMO
O clima da Terra está mudando [7], principalmente nos últimos anos. São percebidas
alterações drásticas na temperatura média do planeta com aumento de 0,8º C em comparação
com níveis anteriores à Revolução Industrial [6]. É possível considerar que a mudança climática já
tenha alcançado pessoas e ecossistemas com amplos efeitos. Uma crescente preocupação
ocorre entre cientistas espaciais, ambientalistas, governos e a população mais informada. Devido
aquecimento global, a humanidade enfrentará alterações ambientais extremas.
Numa dada região da Terra em especial, a intensidade de radiação e chegada de partículas
mais pesadas, é mais alta do que em qualquer outra parte do Planeta. O campo magnético, não
retém as radiações nos mais diversos comprimentos de ondas provindas do espaço, porque a
parte mais interna do cinturão de Van Allen [3], tem a máxima aproximação com o solo. A este
efeito, se dá o nome de “Anomalia Magnética do Atlântico Sul”, (AMAS ou SAA, do inglês, South
Atlantic Anomaly) [5], [8].
Na ionosfera, diferentes comprimentos de ondas se propagam até alturas diferentes, isso se
deve em grande parte à ionização causada pelo Sol. A propagação ionosférica, é susceptível de
várias espécies de distúrbios associados às explosões e manchas solares[1], [2]. Acima da
atmosfera, as energias provindas do Espaço, se dissipam na forma de energia cinética transferida
aos elétrons livres da ionosfera [3]. Assim, são gerados ruídos de fundo em diversos
comprimentos de ondas, estes, têm seu nível variável conforme a atividade solar e a altura de sua
geração. O atual estudo seguirá dois procedimentos:
O primeiro, é a estimativa das condições solares, através da comparação de índices
fornecidos em tempo real, obtidos de satélites artificiais, e o monitoramento por sistemas de
recepção de sinais eletromagnéticos em VLF (Very Low Frequency) utilizando computadores
portáteis antenas e bobinas de sensoriamento magnético [3], [8], [9] com atividades em campo.
O segundo procedimento é a construção de um sistema de prospecção através de uma
antena quadra-cúbica na região do Boqueirão – Curitiba para compilação de sinais e comparação
de dados com a chegada de Massa Coronal Ejetada.
Desta forma, se pode levantar as condições, por exemplo, não só da ionização em grandes
altitudes, mas, da eletricidade atmosférica, da ozonosfera, de pulsos eletromagnéticos e radiações
provindas do Espaço.
Existe possibilidade de monitorar a chegada à superfície do Planeta de partículas das mais
diversas naturezas, além da comparação dos dados obtidos pela recepção de sinais de
radiofreqüência através da rádio-observação [5], [8].
Os sinais captados gerarão importantes dados iniciais para ser utilizados no projeto

Comments