Estação das Chuvas

Estação das chuvas

 

 

 

Eu queimei mais do que segredos

No fogo que ficou do inverno

No fogo que jaz tão interno

Eu, que nunca tive medos

 

E as feridas que há tanto, abertas

Tantos outonos perdidos no tempo

O adormecido e tolo sentimento

Se despertar por essas primaveras

 

Ficou no fogo que jaz sem perdão

Quase acabado triste sente dor

Não ter sofrido mais por ser amor

Ter-se acabado no outonal verão.

 

 

 

Ânderlo Strwsk

Comments