Origem, História e Regras do Handebol Adaptado para Cadeirantes

Texto adaptado por: Ana Cristina Corrêa
Fonte: Efdeportes.com
 
 
A primeira referência científica sobre o Handebol Adaptado no Brasil surgiu oficialmente na Universidade de Campinas – Unicamp no ano de 2004, partindo de estudos sobre o desenvolvimento e a prática do Handebol Adaptado para pessoas com deficiência, elaborado pelos professores Daniela Eiko Itani, Paulo Ferreira de Araújo e José Gavião de Almeida (ITANI, ARAÚJO e ALMEIDA, 2004).

    No ano de 2005 na cidade de Toledo/PR, uma análise dos estudos sobre o Handebol Adaptado serviu de abordagem para os professores Décio Roberto Calegari, José Irineu Gorla, Ricardo Alexandre Carminato responsáveis pelo corpo docente do curso de Educação Física da Universidade Paranaense – Unipar Campus Toledo, e no desenvolvimento de pesquisas da Atacar – Associação Toledense dos Atletas em Cadeira de Rodas, responsável pela gestão do Esporte Adaptado no município de Toledo, iniciar a prática do Handebol Adaptado em Cadeiras de Rodas com deficiente físico com lesão medular; seqüela de poliomielite; mielomeningocele; amputação de membro inferior; Má-formação congênita e outros fatores que causam limitação física e motora (CALEGARI, GORLA e CARMINATO, 2005).

   O Handebol Adaptado em Cadeiras de Rodas é parecido com a modalidade do Handebol tradicional, sua maior diferença está na redução da trave para 1,60m, através da colocação de uma espécie de placa de 48 cm que possibilita a defesa do goleiro. Essa modalidade é dividida em duas categorias:

  •  Handebol em Cadeiras de Rodas 4 (HCR4) que tem como base as regras do Handebol de Areia, que apresenta as seguintes características: a partida é disputada em quadra de basquete, a equipe é formada por 4 jogadores, mais 4 reservas onde o goleiro não é fixo, com dois tempos de 15 minutos e 5 minutos de intervalo, apos o final de cada período o placar é zerado, persistindo empate e acrescentado mais 10 minutos para decidir o vencedor através de um gol de ouro.
 
    
                                                                           
 
 
 
  •  Handebol em cadeiras de rodas 7(HCR7) que tem suas regras semelhantes ao Handebol tradicional com algumas adaptações, é disputado na quadra oficial da modalidade, com uma equipe de 7 jogadores e 7 reservas, com dois tempos de 20 minutos cada e 10 minutos de intervalo, onde todos os jogadores podem jogar como goleiro a qualquer momento da partida, desde que não tenha dois jogadores de defesa dentro da área do goleiro, havendo tal situação a punição e um tiro de sete metros (CALEGARI, GORLA e CARMINATO, 2005).
 
 
                                                                               
                                                                                                              
Comments