Planificações História CMA Anabela Matias de Magalhães

Planificações - História - 3.º Ciclo do Ensino Básico 

7.º Ano 

PLANIFICAÇÃO ANUAL 

PLANIFICAÇÃO 1.º PERÍODO

PLANIFICAÇÕES DE AULAS - 1.º PERÍODO 

 

9.º Ano

PLANIFICAÇÃO ANUAL

 

Planificações de Cidadania e Mundo Actual

 

Cidadania e Mundo Actual

PLANIFICAÇÕES CMA

 

Reflexão sobre Planificações Aula a Aula (22-10-08)

    Durante o passado mês de Junho de 2008, resolvi converter as minhas planificações de aulas, já escritas e com sumários e estratégias, para quadros a que chamei "Planificações XPTO". Queria comprovar, na prática, se o facto de ter as planificações em grelhas xpto alteraria, de algum modo, as minhas práticas lectivas. Não gosto de falar de cor. Gosto de experimentar para, posteriormente, me poder pronunciar seja sobre que assunto for.

     Em jeito de balanço escrevi, no dia 28 de Junho de 2008, no meu blogue Anabela Magalhães:

    "A minha actividade como docente não vai mudar substancialmente por causa da Avaliação de Desempenho a não ser no aumento da papelada e da burocracia, que eu abomino.
     Dou um exemplo. Tinha as minhas aulas de 7º ano preparadas por escrito, mas "à minha maneira". Ando por estes dias a converter o "à minha maneira", que vou manter, por "à maneira deles" fazendo aqueles quadros todos xpto adaptados às minhas aulas, que são minhas e de mais ninguém, daí eu não conseguir fotocopiar as planificações de uma qualquer editora. (...) 
Aproveito agora o tempo para adiantar serviço para o ano, o que aliás não é novidade nas minhas rotinas pois, em tempo de aulas, não é possível manter este ritmo de trabalho de bastidores.
    Está a ser benéfico para mim este tipo de trabalho burocrático?
    Acrescenta-me alguma coisa enquanto docente?
    Falo por mim. Nada. Zero.
    Tenho até a sensação de estar a chover no molhado, que é uma coisa que eu abomino. A qualidade do meu trabalho não se vai alterar um milímetro só porque tenho as aulas todas preparadas em quadros xpto."

     Hoje, 22 de Outubro de 2008, dia em que escrevo este texto, depois de mais de um mês passado sobre o início da minha actividade lectiva, e da exigência de planificações aula a aula, em grelhas xpto, feita pelo Director da ESA, em reunião geral realizada no início deste ano lectivo, exigência esta replicada na primeira reunião do Departamento de Ciências Sociais e Humanas pela respectiva coordenadora, e ainda não revogada na segunda reunião deste mesmo departamento, acrescento que este tipo de trabalho resultou, para mim, num trabalho inglório, pois até poderei preparar uma aula toda catita num "grelhado xpto", mas não me sobrará qualquer tempo para a elaboração de material pedagógico, seja de que tipo for e, assim sendo, lá se vai a aula por mim idealizada. Convém esclarecer que elaborei nos últimos anos material pedagógico em PowerPoint, para utilização em contexto de sala de aula, para todas as aulas de História, do 7.º ao 9.º ano de escolaridade. Estas apresentações precisam de ser revistas e deparo-me com a absoluta ausência de tempo para esta tarefa. Ora, perante a exigência de quadros, grelhas e "grelhados" de planificações aula a aula, por unidade, por período e anual parece-me que há aqui nitidamente um priviligiar das aparências em detrimento das práticas. Porque sou contra este status quo, no ensino como nas restantes vertentes da minha vida, declaro que abandonei a realização das planificações xpto aula a aula por manifesta falta de tempo e que só realizarei as planificações em quadros xpto para as aulas assistidas.        

    Porque os meus alunos são muito mais importantes do que os papéis que eu produzo em "grelhados" assim e assado, que me consomem tempo e energia, indispensáveis e preciosos para a minha actividade lectiva.