Página inicial

 
  
   
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons
 Pode ser utilizado, mas não pode ser alterado. Se o utilizar, por favor, dê os créditos a quem de direito.
Não pratique o plágio.
  
Se quiser esclarecer qualquer dúvida encontra-me em  anabelapmatias@gmail.com
 
História
 

Aviso à navegação

 

Página web realizada a partir da primeira página criada, publicada e datada de Julho de 2007, com recursos pedagógicos em PowerPoint elaborados a partir do ano lectivo de 2004/2005.   

 

O PowerPoint Utilizado em Contexto de Sala de Aula na Disciplina de História
  
Justificação do Projecto
 
Na minha actividade profissional docente, tenho como prática solicitar aos meus alunos uma avaliação do trabalho por mim desenvolvido e, no final do ano lectivo de 2004/2005, um aluno do 9º ano sugeriu que as minhas aulas poderiam ficar muito mais interessantes se eu aplicasse as novas tecnologias à disciplina de História. Até esse momento, na minha actividade lectiva em contexto de sala de aula, recorria a acetatos, mapas, diapositivos e a um ou outro filme ou documentário, considerados por mim relevantes, para a consolidação das matérias leccionadas. A crítica daquele aluno, desafiando-me a outro tipo de preparação de aulas, espevitou-me e deu os seus frutos. E só assim faz sentido a avaliação, que deve ser sempre construtiva.
No Verão de 2005, iniciei a preparação das apresentações em PowerPoint, consciente que não seria possível desenvolver o trabalho pretendido unicamente durante os períodos lectivos. Entre aulas, correcções de cadernos ou portefólios, elaboração e correcção de testes, preparação e correcção de provas globais, reuniões disto e daquilo, trabalho burocrático diverso, formação contínua, vigilâncias de exames... e a minha vida pessoal... sobra pouco tempo para um trabalho de tamanha responsabilidade e que passou por construir a informação, captar e/ou seleccionar as imagens, escolher os efeitos de animação, o design pretendido para as apresentações, em suma, tratou-se de criar uma imagem de marca, original, para as minhas aulas.
Durante o ano lectivo de 2006/2007, tive oportunidade de integrar este projecto num outro mais vasto e alargado, lançado pelo Ministério da Educação, no âmbito do CRIE e que renovei a partir do ano lectivo de 2009/2010. 
 
 
Agradecimentos
 
Agradeço ao Pedro Carvalho, professor de TIC na Escola Secundária/3 de Amarante, a demonstração prática de que o programa PowerPoint não morde e que qualquer totó é capaz de o dominar.
Agradeço aos autores dos manuais Rumos da História e Sinais da História, Aníbal Barreira e Mendes Moreira, da ASA Editores, a autorização para utilizar, nas apresentações, as imagens constantes nesses manuais.
Agradeço à Rosa Maria Fonseca, professora de História no Colégio de S. Gonçalo, e ao seu filho, João Pedro Fonseca, pelo impulso inicial.
Agradeço a todos os meus amigos e familiares, viajantes intrépidos e generosos, que comigo partilharam e partilham os seus espólios fotográficos.
Agradeço à minha sobrinha e afilhada, Cláudia Queirós, e ao seu marido, Rui Gonçalves, pelos desenhos, plantas e cortes.
É certo que a realização deste trabalho não teria sido possível sem o apoio da minha família mais próxima... por isso os meus agradecimentos ao Artur e à Joana, pela paciência e pela ajuda.
Por último, resta-me agradecer a todos os meus alunos passados, presentes e futuros... sem os quais eu não existiria profissionalmente.
E porque cada aula é um novo desafio, continuo a aprender convosco... todos os dias!
 
 
 O Impacto das Aulas sobre os Alunos
 
Os depoimentos aqui transcritos foram recolhidos no final de cada ano lectivo, em contexto de sala de aula, e foram escritos por alunos do 7º e 8º ano de escolaridade, da Turma F, da Escola Secundária/3 de Amarante, nos anos lectivos de 2005/2006 e 2006/2007, respectivamente.
A turma F era uma turma heterogénea, constituída por vinte e cinco elementos, na sua maioria com elevadas expectativas profissionais, a que nós vulgarmente chamamos "uma turma da cidade".
Poderia dar o meu testemunho, sobre o impacto extraordinário que as apresentações tiveram sobre os meus alunos, mas prefiro dar a palavra aos principais e mais numerosos actores deste processo tão complexo de ensino/aprendizagem, e que são, obviamente, os alunos.
Transcrevo somente alguns depoimentos já que se tornaria um pouco repetitiva a sua transcrição integral. E registo que todos, sem excepção, em todas as turmas que lecciono, foram no mesmo sentido.
 
 
Ano Lectivo 2005/2006 - 7º F
 
     . "Eu adoro as aulas." - Eduardo Gonçalo Pereira Azevedo, nº 7
     . "A maneira como trabalha as novas tecnologias é fascinante. As aulas de História são muito divertidas." - João António Fonseca Natal, nº 10
     . "Este ano foi o único ano em que comecei a gostar de História." - João Pedro Taveira Santos de Castro e Silva, nº 12
     . "As projecções (...) têm vindo a apagar a "seca" que eram as aulas de História." - José Pedro Pereira de Barros Carneiro, nº 13
     . "Acho as aulas interessantes. Sempre tive História como uma das minhas disciplinas favoritas, mas agora ainda gosto mais." -Maria Isabel            Moita Carvalho, nº 16
     . "No 5º e 6º ano a História foi a disciplina em que eu tive mais dificuldades (mais do que em Português) mas este ano essa disciplina tornou-       se muito interessante e quase a minha preferida." -Mariya Nesvyetaylo, nº 17
     . "A professora dá umas aulas muito bonitas." - Pedro Miguel Ribeiro Monteiro, nº 21
 
 
Ano Lectivo 2006/2007 - 8º F
 
     . "Penso que as aulas em PowerPoint são mais interessantes e atractivas." - Álvaro Miguel Almeida Araújo, nº 1
     . "Penso que as apresentações e a utilização dos portáteis são muito produtivas para o nosso desenvolvimento." - António Carlos Barbosa        Correia, nº 5
     . "As aulas da professora são interactivas o que torna os alunos mais interessados e a aula torna-se mais produtiva." - Diogo Ismael Fernandes
       Afonso, nº 6
     . "Eu penso que as aulas são muito produtivas e claras e compreendo melhor a matéria." - Eduardo Gonçalo Pereira Azevedo, nº 8
     . "Gosto especialmente das apresentações em PowerPoint pois fazem com que as aulas não se tornem aborrecidas." - João Pedro Taveira
        Santos de Castro Silva, nº 12
     . "Penso que o PowerPoint nos motiva muito e nos torna mais atentos." - Maria Isabel Moita Carvalho, nº 15
     . "As aulas de História são muito fixes. Eu gosto muito da maneira como são dadas." - Pedro Miguel Ribeiro Monteiro, nº 19
 
 
Balanço ao Fim de Três Anos de Trabalho - Partilha
 
As apresentações em PowerPoint são bastante demoradas de estruturar e de construir, mesmo para uma pessoa com prática, o que já é o meu caso ao fim de três anos de trabalho meticuloso e constante. Se o tempo exigido para a sua elaboração é a sua grande desvantagem, as apresentações têm a enorme vantagem de não serem um produto estático ou encerrado, podendo, e devendo, sofrer mutações e reformulações constantes, que acrescentem mais valia ao trabalho previamente desenvolvido e que reflictam as aprendizagens e o amadurecimento do próprio professor enquanto professor e ser humano.
As apresentações em PowerPoint não são panaceia para coisíssima nenhuma pois não são, nem nunca serão, os recursos/ferramentas, utilizados dentro da sala de aula, que determinam a qualidade dessa mesma aula, mas sim a abordagem desses mesmos recursos/ferramentas. Sei, por experiência própria, que esta ferramenta/recurso, utilizada em contexto de sala de aula, possibilita uma interactividade incrível entre professores e alunos, muito embora esteja espalhada a ideia, errada, de que é uma ferramenta muito estática, o que se deve, apenas à utilização completamente errada e lamentável, porque apenas lida, que vulgarmente se faz da apresentação em PowerPoint.
Sei também, fruto da experiência acumulada, que em Educação não há receitas e que a boa aula é a aula que resulta. E ponto final. E que a sua qualidade/êxito depende da sua preparação, das características do professor e dos seus alunos, da felicidade do professor e dos seus alunos, até do tempo, da chuva que nos entristece ou do sol que nos enche de energia, das condições de saúde, física e mental, do professor e dos seus alunos...
Durante estes últimos anos lectivos, pude verificar o enorme impacto das minhas aulas, utilizando as apresentações em PowerPoint, em turmas muito diferentes, com alunos muito heterogéneos, oriundos de meios sócio-económicos e culturais muito diversos.
A adesão dos alunos foi, praticamente sem excepção, espectacular. Utilizei as apresentações em todas as aulas, excepto durante as aulas de dúvidas e de revisões, as aulas reservadas à avaliação escrita através de testes, as aulas práticas em que os alunos pesquisaram informação em livros e na InterNet e em que realizaram as suas próprias apresentações em PowerPoint e cartazes, as aulas reservadas a visitas de estudo e aulas reservadas ao visionamento de um ou outro documentário. E a atenção, interesse, participação, conforto, alegria, empenho, afectividade, adesão e esforço por parte dos alunos foi por mim ampliada devido à utilização deste tipo de ferramenta/recurso.
Numa apresentação em PowerPoint cabem esquemas, documentos escritos, pinturas, fotografias, peças de vestuário, selos, árvores genealógicas, mapas, gráficos, quadros comparativos, plantas e alçados, cartazes, fotografias, caricaturas, moedas e notas, pequenos documentários... o que nos permite ampliar muitíssimo os recursos, por vezes limitados, de um manual. Para a disciplina que lecciono, História, a utilização das apresentações em PowerPoint é, sem dúvida, espectacular.
Consigo ter a certeza absoluta que para os conteúdos de Geografia ou de Ciências constitui, igualmente, uma mais valia preciosa, se utilizada em contexto de sala de aula. Já para outras disciplinas, como a Matemática, por exemplo, não me parece que possa ser usado da mesma forma, nem com a mesma frequência com que eu a uso. Cada caso é um caso. Caberá a cada um de nós, professores, seleccionar, a partir da multiplicidade de ferramentas disponíveis, as que melhor se adaptam às nossas disciplinas e até ao nosso gosto pessoal.
É evidente que uma apresentação em PowerPoint deve ser única e original, simples e atractiva, deve conter uma linguagem objectiva, uma imagem cuidada, não conter efeitos mirabolantes, porque perturbadores e distractores das mensagens a transmitir, recorrendo o(a) seu/sua autor(a) a informações e imagens deveras relevantes para o tema tratado. As apresentações, no seu conjunto, devem ter uma imagem de marca, uniforme portanto, deixando identificar de imediato o(a) seu/sua autor(a). 
 
Informo que disponibilizo as apresentações a todos os colegas que as queiram utilizar, em contexto de sala de aula, desde que não as alterem. O meu trabalho está protegido pelos direitos de autor e como tal qualquer apropriação ilícita detectada poderá ser punida por lei.
Podem abrir as apresentações na opção "Só de leitura" mas também podem guardá-las no vosso computador, pen, ou o que seja. Disponibilizo as apresentações, mas, bem melhor seria se, em vez de as utilizarem, as encarassem como um incentivo e ponto de partida para a produção de materiais próprios, porque o que custa é mesmo começar e um modelo é uma ajuda preciosa para quem quer iniciar um projecto desta envergadura e não sabe muito bem como. Eu que o diga, que comecei quase completamente às escuras, sabendo muito pouco, diria mesmo às apalpadelas, até estabilizar num modelo que me agradou, que sigo sempre e que é o meu. 
Solicitam-me por vezes, via e-mail, recursos para o 2º Ciclo e mesmo para o Secundário. Informo os colegas que não tenho apresentações realizadas especificamente para estes ciclos de ensino, muito embora pense ser possível a utilização de uma ou outra apresentação pontual. Os colegas avaliarão.
Se tiverem alguma dúvida, não hesitem em entrar em contacto comigo. Responderei a todos, como sempre faço.
Resta-me acrescentar um pedido a quem detectar erros ortográficos, erros de pontuação ou erros científicos - por favor, entrem em contacto comigo via e-mail para que eu possa fazer a sua imediata correcção.
Agradeço desde já.