A Física na Música

Programa – 19/6/2015 – Capela Ecumênica - UERJ

 

17h - Mesa Redonda com professores convidados: Prof. Oscar João Abdounur (USP – São Paulo, Inst. Max Planck – Berlin), Prof. Yves Eduardo Chifarelli de Oliveira Nunes (UERJ e Veiga de Almeida), Profa. Maria Lúcia Grillo (UERJ) e Maestro Luiz Roberto Perez (UERJ)

18h e 30 min - Recital

- Valsa 11 e Prelúdio 15 - F. Chopin – piano, Profa. Maria Lúcia Grillo

- Café Filosófico - O Profeta, Assim falava Zaratustra - F. Nietzsche - leitor argumentador Marcos César Paes de Carvalho Filho

- Over the rainbown, música de Harold Arlen e letra de E.Y. Harburg – contrabaixo, Calazans B. M. M. de Oliveira e piano, Maestro Luiz Roberto Perez

- 2 Minuetos do livro de Ana Madalena - J. S. Bach – violino, João Pedro Azeredo Costa e violoncelo, Matheus Brill e Souza

- Fractais - flauta, Maestro Luiz Roberto Perez (autor e intérprete)

- Aforismos e intermédios – Poesia - F. Nietzsche, Além do bem e do Mal, leitor – Lucas Machado de Carvalho

- Bourrée I e II da Suíte III para violoncelo solo, J. S. Bach, adaptação para viola, Profa. Maria Lúcia Grillo

- Dance of Blessed Spirits - C. W. Glück,

- Bagatelas 1 e 5 - W. Walton,

- Um dia de Noviembre - Leo Brouwer,

violão, Tiago dos Santos Mendonça 

- Tema da Sinfonia no 9 – L. V. Beethoven, grupo de cordas dos alunos do curso de extensão – Agatha Clarie dos Santos Guabiraba, Ariel Gonçalves Freire, Juliana Dias de Paula, Lucas Machado de Carvalho, Mariana de Lima Mello e Marcos César Paes de Carvalho Filho 

- Ária da Suíte Orquestral 3 - J. S. Bach,

- Divertimento em Ré Maior K.136 - W. A. Mozart,

1o violino: Maestro Luiz Roberto,

2os violinos: Matheus Santos da Silva e João Pedro Azeredo Costa,

violas: Profa. Maria Lúcia Grillo e Ariel Gonçalves Freire, violoncelos: Suelen Nascimento da Costa e Matheus Brill e Souza

contrabaixo: Calazans Barbosa M. M. de Oliveira e João Pedro Azeredo Costa

 

LACUSTAMM – Laboratório de Acústica Ambiental e Musical

 Sala 3034D


   

  

   

   






Programa/Matinê

1)      Experimentos de Acústica e Objetivos do Projeto

Profa. Dra. Maria Lúcia Grillo e alunos do projeto

2)      2 Valsas de Chopin (7 e 9) – piano

Profa. Dra. Maria Lúcia Grillo

3)      I Concurso de Corais Juvenis da UERJ

Coral do Colégio Estadual Antônio Prado Jr – Regente Roberto Baptista

Coral do Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro – Regente Érica de Paula

Coral do Colégio Estadual João Alfredo – Regente Maria Lúcia Grillo

Coral do Colégio Militar do Rio de Janeiro – Regente Ernani da Silva Magalhães

Coral do Colégio Pedro II – Regente Wanessa Weber de Castro

4)      Apresentação da Banda do Colégio Militar do Rio de Janeiro

Regente: Ernani da Silva Magalhães

5)      Apresentação da Orquestra Filarmônica do Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro

Regente: Sérgio Barboza

 

Resultado do Concurso de Corais e entrega de troféus e certificados.

 

Programa/Noite

1)      Experimentos de Acústica e Objetivos do Projeto

Profa. Dra. Maria Lúcia Grillo e alunos do projeto

2)      2 Valsas de Chopin (7 e 9) – piano

Profa. Dra. Maria Lúcia Grillo

3)      Café filosófico – Maestro Luiz Roberto Perez e convidados

I Mov. da Sonata em Mi menor p/ flauta e contínuo de J. S. Bach

Flauta: Maestro Luiz Roberto Perez

Piano: Profa. Dra. Maria Lúcia Grillo

  4) Courante da I Suíte para cello solo de J. S. Bach – Yves Eduardo C. Nunes

      5) Assim falava Zaratustra, dos sábios e célebres (quase uma poesia)

         Friedrich Wilhelm Nietzsche

Leitor: Prof. Dr. Eduardo Delfino Sodré

     6) 7 x 1 (bate bola) – texto: Maestro Luiz Roberto Perez

         Atores: Maestro Luiz Roberto Perez e Matheus Santos

7) Prelúdio e Presto – J. S. Bach

    Estudos 7 e 11 – Heitor Villa-Lobos

Tiago dos Santos Mendonça – violão

8) Ave Maria – C. Gounod

Canto: Daisy Ribas e Felipe Machado

9) A Saga de Malala – Dança Clássica Contemporânea

Música: Maestro Luiz Roberto Perez

Bailarina: Samantha Martins

Bailarino: Matheus Santos

10) People (from Funny Girl) de Bob Merrill (letra) e Jule Styne (música)

Canto: Daisy Ribas

Piano: Maestro Luiz Roberto Perez

10) Eine kleine Nachtmusik (Pequena serenata noturna)

4 movimentos: Allegro, Romanze, Menuetto e Rondo

W. A. Mozart

Grupo de cordas friccionadas do projeto

 





 

 

  Fotos 44o Congresso Espanhol de Acústica - Valladolid - 2013
                Maestro Luiz Roberto e Profa. Dra. Maria Lúcia

 

 

Curso de Extensão A Física dos Instrumentos Musicais (cordofones friccionados) - 32h - sala 3126F

2as e 4as feiras - 15:30 às 17:30

32h - com certificado do DEPEXT - gratuito

Professores: Profa. Dra. Maria Lúcia Grillo (Física) e Maestro Luiz Roberto Perez

Informações: sala 3034D ou afisicanamusica@gmail.com

 

 

 

 Nota do Jornal da Ciência 25/10/2013 - Breves Livros & Revistas Livros & Revistas

A Física na Música - Coletânea de textos selecionados pelos professores Maria Lúcia Grillo e Luiz Roberto Perez, que tornam os fundamentos científicos da música mais acessíveis ao público em geral. Para esclarecer os “ingredientes invisíveis” da música, os organizadores do livro selecionaram (e também escreveram) artigos com temas como acústica, ressonância, propriedades das ondas sonoras, ouvido musical e musicoterapia. - EdUERJ.




                                                          

Notas 457 - Semana de 31 de outubro a 6 de novembro de 2013 - Boletim FAPERJ

Projeto A Física na Música será destaque no I Encontro Cultural da Uerj
Com uma programação que inclui música, teatro, dança e poesia, acontece na quarta-feira, 6 de novembro, a partir das 18h30, no Teatro Odylo Costa Filho, o I Encontro Cultural da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) (Rua São Francisco Xavier, 524, Maracanã). O encontro, de caráter cultural-didático, terá a participação de estudantes e professores da Uerj e alunos do Colégio Estadual João Alfredo. A iniciativa é um desdobramento do projeto "A Física na Música" que desde 2005 vem sendo desenvolvido na universidade, com trabalhos de ensino, pesquisa e extensão, nas áreas de acústica, ensino de física, ensino de música, história e filosofia das ciências, da música e da psicoacústica, no Departamento de Eletrônica Quântica do Instituto de Física da Uerj, com apoio da FAPERJ. Na ocasião, será lançado o volume "A Física na música" (196 pág. Editora EduUerj), organizado por Maria Lúcia Grillo e Luiz Roberto Perez. O programa musical inclui 14 peças, desde clássicas, como Ave Verum, de Mozart, e Jesus Alegria dos Homens (Coral da Cantata 147), de Bach, até ritmos populares, como Moonlight Serenade, de Glenn Miller, e Brejeiro, de Ernesto Nazareth. Entrada franca mediante convite a ser retirado na Secretaria do Departamento de Eletrônica Quântica do Instituto de Física, sala 3002, bloco D; na Livraria República ou no Colégio João Alfredo (Avenida 28 de Setembro, ao lado do Hospital Pedro Ernesto). Mais informações: https://sites.google.com/site/afisicanamusica

Programa

1)      Uma abordagem instrumental – Maestro Luiz Roberto Perez

2)      Camerata de Cordas Friccionadas da UERJ

- Cânone - J. Pachelbel

- Fuga - J. Fischer

- Tema da 9ª Sinfonia - L. V. Beethoven

Violinos: Luiz Roberto Perez, Eduardo Sodré, Matheus Santos, Williani

Simão, Samantha Martins, Vitor Hugo Guimarães

Violas: Maria Lúcia Grillo e Filipe Machado

Violoncellos: Suelen Nascimento e Natasha Gasparelli

Contrabaixos: Calazans Macchiutti e Ricardo Martins

3)      Guárdame las Vacas - Luys de Narváez

Sonata em Si menor – Domenico Cimarosa

Violão: Tiago dos Santos Mendonça (Aluno Física – UERJ)

4)      Divina Comédia - Purgatório canto XVII (103 a 126) – Dante Alighieri

Intérprete: Filipe Machado (Aluno Medicina – UERJ)

5)      Ave Verum – W. A. Mozart

Canto: Daisy Ribas (Psicóloga – UERJ)

Piano: Profa. Maria Lúcia Grillo (Física – UERJ)

6)      Diálogo inicial da peça teatral “Uma breve História da Música” de

Luiz Roberto Perez

Personagen: Zeus – Luiz Roberto Perez; Einstein – Filipe Machado

7)      Brejeiro – Ernesto Nazareth

Piano: Prof. Maria Lúcia Grillo

8)      Bagatela no 1 – Suelen Nascimento (Aluna Física – UERJ)

Piano: Suelen Nascimento

9)      Minuetos I e II da Suite em Sol Maior para cello, arranjo violão

Violão: Prof. Eduardo Sodré (Biologia – UERJ)

10) “Abenteuerlustig” (aventura divertida) – Luiz Roberto Perez

Violoncello: Maestro Luiz Roberto Perez

11) Close to you – Carpenters

Canto: Natasha Gasparelli (Aluna Física – UERJ)

Piano: Maestro Luiz Roberto Perez

12) Jesus Alegria dos Homens – Coral da Cantata 147 – J. S. Bach

Violino: Maestro Luiz Roberto

Violoncello: Suelen Nascimento

Piano: Profa. Maria Lúcia Grillo

13) Moolight Serenade – Gleenn Miller

Clarineta: Maestro Luiz Roberto Perez

Piano: Suelen Nascimento

14) Der Traum von Tänzerin” (O sonho de uma bailarina)

Música: Maestro Luiz Roberto Perez

Coreógrafa: Tânia Gomes

Bailarina: Samantha Martins (ex-Aluna – Col. João Alfredo)

Piano: Maestro Luiz Roberto Perez     


Curso de Extensão A Física dos Instrumentos Musicais - 32h - sala 14 da COART

3as feiras - 15:30 às 17:30

32h - com certificado do DEPEXT

Início: 07/03/2013

Término: 04/07/2013

Professores: Profa. Dra. Maria Lúcia Grillo (Física) e Maestro Luiz Roberto Perez

 

 

Publicações

Boletim Semanal 11 a 17 de março de 2013 • Ano XV • Nº 634

Instituto de Física oferece vagas para curso de extensão

Quem quiser participar do curso de extensão "A Física dos Instrumentos Musicais", ainda tem tempo. O curso, que começou na quinta-feira, 7 de março, tem vagas disponíveis. Oferecidas gratuitamente pelo Instituto de Física e coordenadas pela professora Maria Lúcia Grillo, as aulas são abertas a todos que se interessam pela relação da música com a física.

Ao final do curso os alunos recebem certificado emitido pelo Departamento de Programas e Projetos de Extensão (DEPEXT), vinculado à Sub-reitoria de Extensão e Cultura (SR3). Os que forem alunos da UERJ podem utilizar as 32 horas da carga horária do curso para contar como Atividade Acadêmico-Científico-Cultural (AACC).

"A Física dos Instrumentos Musicais" é um desdobramento do projeto "A Física na Música", criado em 2005. Segundo a professora Maria Lúcia, o grande destaque da atual proposta é que, agora, há mais aulas práticas aliadas às teorias. Além da professora, as aulas também são conduzidas pelo maestro Luiz Roberto Perez Baptista, colaborador da UERJ.

Com foco nos instrumentos violino, viola, violoncelo e contrabaixo, o curso recorre à interdisciplinaridade para as suas aulas. "O curso envolve física, um pouco de ciência, história, filosofia. A música liga todas essas áreas", explica a professora Maria Lúcia. Por isso, ela garante que "A Física dos Instrumentos Musicais" interessa a estudantes de qualquer área.

As aulas ocorrem todas as quintas-feiras, de 15h30 às 17h30, na sala 3034D do Instituto de Física. Para se matricular e obter mais informações entrar em contato com o e-mail afisicanamusica@gmail.com.

Boletim mensal Informe UERJ - n. 113, novembro 2011

O ensino da Física por meio de instrumentos musicais

Experimentos e estudos da história musical permitem a compreensão de fenômenos físicos por meio da música. Com esta finalidade foi desenvolvido o projeto do departamento de Física Quântica do Instituto de Física Armando Dias Tavares da UERJ. A Física na Música, criado e coordenado pela professora Maria Lúcia Netto Grillo, teve início em 2005 com apoio do maestro Luiz Roberto Perez Lisbôa Baptista. Até agora o projeto foi aprovado em seis editais de fomento (da Faperj e do Programa de Extensão Universitária - ProExt, do Ministério de Educação) e conta atualmente com quatro bolsistas vinculados a programas das três Sub-reitorias da Universidade.

 

Como surgiu o projeto e o que ele se propõe a estudar?

Maria Lúcia: Sempre tive grande interesse em música e acústica. Conversando com o maestro Luiz Roberto resolvemos criar o projeto em 2005 e em seguida tivemos uma demanda de alunos interessados. A ideia é estudar a relação entre Física e Música, entender a ligação desses dois universos e gerar conhecimento que ajude tanto na pesquisa como no ensino da Física. Nosso objeto de trabalho é a acústica e seus fenômenos: utilizamos a música como um fator motivacional para o ensino da disciplina.

 

De que forma se dá a participação, a prática, do aluno no projeto?

ML: Temos os equipamentos e instrumentos musicais para realizarmos os estudos. Nesses aparelhos analisamos os fenômenos físicos por meio de testes. A partir dos resultados aplicamos os estudos aos instrumentos acústicos, que têm como fundamento as vibrações, oscilações e tipos de onda – sendo a onda mecânica a responsável pelo som. Assim o aluno consegue entender os fenômenos sonoros e a física dos instrumentos musicais. Um exemplo: no equipamento que testa a vibração em cordas fazemos as análises da frequência e da variação da densidade das cordas; estudamos os movimentos, os modos vibracionais e as ondas. Em seguida aplicamos esses estudos no violão ou em outros instrumentos de cordas, analisando o fenômeno investigado no equipamento. Também estudamos as notas musicais: como são produzidas, sua ressonância na caixa do instrumento e como o tipo de material utilizado na fabricação do utensílio interfere no som emitido. Junto com as experiências aprendemos a história da música, dos instrumentos e da ciência.

 

Quais são os suportes para a realização das pesquisas?

ML: Os equipamentos chegam com os roteiros dos fabricantes apontando modelos para experimentações, mas nós ultrapassamos os modelos recomendados. O aluno desenvolve pesquisas buscando a sua própria versão de experimentação do aparelho em estudo com o objetivo de evoluir na teoria do fenômeno pesquisado. Em um segundo momento, tudo o que foi registrado é avaliado também no instrumento musical. Na etapa final são produzidos roteiros com o resumo teórico do experimento e a descrição da prática. O roteiro é uma proposta elaborada pelo aluno com novos modelos de experimentação, enquanto o relatório detalhando os resultados é destinado ao professor.

 

A Sra. destacaria alguns entre os principais resultados obtidos pelo projeto?

ML: Todos os resumos teóricos produzidos até agora foram reunidos em livro que está neste momento sendo avaliado pelo conselho editorial da EdUERJ para possível publicação. Outro fruto do projeto é um livro didático com a participação dos alunos e professores envolvidos, que

também está em análise na editora. Temos ainda uma série de publicações em congressos e apresentações em vários eventos científi cos da área. Um desses trabalhos, inclusive, foi aprovado para a revista Diálogos, da Universidade Católica de Brasília. O projeto também oferece dois cursos de extensão com as temáticas “Física na Música” e “Física e Matemática no Canto Coral”. Outro resultado importante é a interdisciplinaridade do projeto, ao reunir profissionais e estudantes de História, Artes, Psicologia e Matemática, entre outros cursos. Ao longo desses seis anos, mais de 250 pessoas passaram pelos cursos de extensão e outras atividades desenvolvidas pelo projeto.

 

 

Boletim Semanal UERJ EM DIA 28 de junho a 4 de julho de 2010 Ano XIII • No 539
 
 

 

Recital inaugura laboratório de acústica

Não basta ter interesse por música para iniciar o curso "A Física na Música". De acordo com Luiz Roberto Perez Lisbôa Baptista, o maestro do projeto: "Mais que uma ligação com a área de letras, música tem proximidade com ciência, pois envolve física e matemática". Essa relação de acústica musical deve ser vivida em teoria e prática. Por isso, a fim de comemorar a obtenção de equipamento para realizar o estudo, foi apresentado, no dia 16 de junho, o recital inaugural do Laboratório de Acústica do Instituto de Física (IF).

"A Física na Música" teve início em 2006, com a proposta de Maria Lúcia Grillo P. Baptista, professora do IF e atual coordenadora do curso, de fazer divulgação científica por meio da música. "Pretendia facilitar o aprendizado da física de uma forma agradável e atrativa às pessoas", disse. Pensou, então, em uma atividade interdisciplinar que conciliasse arte e ciência. O projeto, além disso, busca aprimorar a cultura e a integração social.

Desde sua criação, o curso ocorre no mesmo laboratório. Apenas recentemente foi possível capacitá-lo com televisão, CDs, DVDs, aparelho de som e equipamentos de física. No recital que celebrou tal aquisição, houve exibição do coral formado pelos alunos, com as canções Frère Jacques e Kyrie Eleison, experimentos físicos e apresentação de sonata pelo maestro.

Apesar de a sala (3038-F) do "A Física na Música" ter sido habilitada há pouco tempo, o projeto terá de ser transferido. Ainda não há local previsto na Universidade para recebê-lo. Porém, a fim de que o curso tenha continuidade, um novo espaço deverá ser encontrado para a turma de 2011. Outras informações sobre o projeto podem ser obtidas no site http://afisicanamusica.googlepages.com ou pelos endereços de e-mail afisicanamusica@gmail.com e mluciag@uerj.br. 
 



  
 

 


 


 


ċ
A Física na Música,
19 de jul de 2012 18:43
ċ
A Física na Música,
19 de jul de 2012 18:44
ċ
A Física na Música,
19 de jul de 2012 18:45
ċ
A Física na Música,
19 de jul de 2012 18:45
ċ
A Física na Música,
19 de jul de 2012 18:46
ċ
gram10.ini
(18k)
A Física na Música,
16 de mar de 2014 19:03
Comments