Página inicial

''Pela acessibilidade e contra a síndrome da invisibilidade.''


Se o objetivo é tratar de acessibilidade, eu não podia deixar de começar pelo tamanho das fontes (letras) usadas no site. Então, procuro utilizar um tamanho maior, justamente para que, até mesmo quem tenha alguma dificuldade visual consiga acompanhar o conteúdo, já que na maioria dos sites eu encontro letras tão pequenas, que mesmo eu, que enxergo muito bem, encontro certa dificuldade.

******************************************************************

Um dos assuntos mais abordados referentes às pessoas com deficiência nos dias de hoje é a Acessibilidade.

O tema é recorrente porque o movimento das pessoas com deficiência vem lutando por mais de 30 anos para que o transporte, as calçadas, os estabelecimentos, tudo seja adaptado para que a pessoa possa exercer o direito de ir e vir, que é garantido pela Constituição do Brasil.

Para facilitar você, o setor de Serviço Social da ANDEF elaborou uma cartilha explicativa com tudo o que você deve saber sobre diversos temas relevantes, que afetam o seu dia-a-dia.

Outras informações no setor de Serviço Social da ANDEF: 21 3262-0050.

Fonte: ANDEF

(Para visualizar a cartilha, clique no arquivo que anexei no fim da página e visualize o documento em PDF para imprimí-lo, se desejar).

Falo da ANDEF por ser associado desde 1999, tendo inclusive feito um curso de informática de forma gratuita que me possibilitou ingressar no mercado de trabalho através de convênio que havia entre ANDEF e o Bob's.

Cursos Online 24 Horas
Cursos 100% Online com Certificado Válido em Todo o Brasil - Cursos 24 Horas

*******************************************************************************************

Buscar Na Internet

Google
Pesquisa personalizada

Acessibilidade                         


Símbolo internacional para Acessibilidade
Acessibilidade universal é fornecida no sistema R.I.T. de transporte coletivo de Curitiba                                          

Acessibilidade significa não apenas permitir que pessoas com deficiências ou mobilidade reduzida participem de atividades que incluem o uso de produtos, serviços e informação, mas a inclusão e extensão do uso destes por todas as parcelas presentes em uma determinada população.

Na arquitetura e no urbanismo, a acessibilidade tem sido uma preocupação constante nas últimas décadas. Atualmente estão em andamento obras e serviços de adequação do espaço urbano e dos edifícios às necessidades de inclusão de toda população.

Em informática, programas que provêm acessibilidade são ferramentas ou conjuntos de ferramentas que permitem que portadores de deficiências (as mais variadas) se utilizem dos recursos que o computador oferece. Essas ferramentas podem constituir leitores de ecrã para deficientes visuais, teclados virtuais para portadores de deficiência motora ou com dificuldades de coordenação motora, e sintetizadores de voz para pessoas com problemas de fala.

Na Internet o termo acessibilidade refere-se também a recomendações do W3C, que visam permitir que todos possam ter acesso aos websites, independente de terem alguma deficiência ou não. As recomedações abordam desde o tipo de fonte a ser usado, bem como seu tamanho e cor, de acordo com as necesidades do usuário, até a recomendações relativas ao código (HTML e CSS, por exemplo).

O projeto Debian possui uma seção dedicada a software acessível.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

************************************************************************************************************************

O que é acessibilidade?
 
A expressão “acessibilidade”, presente em diversas áreas de atividade, tem também na informática um importante significado.

Representa para o nosso usuário não só o direito de acessar a rede de informações, mas também o direito de eliminação de barreiras arquitetônicas, de disponibilidade de comunicação, de acesso físico, de equipamentos e programas adequados, de conteúdo e apresentação da informação em formatos alternativos.

Não é fácil, a princípio, avaliar a importância dessa temática associada à concepção de páginas para a web. Mas os dados W3C (Consórcio para a WEB) e WAI (Iniciativa para a Acessibilidade na Rede) apontam situações e características diversas que o usuário pode apresentar:

1. Incapacidade de ver, ouvir ou deslocar-se, ou grande dificuldade - quando não a impossibilidade - de interpretar certos tipos de informação.

2. Dificuldade visual para ler ou compreender textos.

3. Incapacidade para usar o teclado ou o mouse, ou não dispor deles.

4. Insuficiência de quadros, apresentando apenas texto ou dimensões reduzidas, ou uma ligação muito lenta à Internet.

5. Dificuldade para falar ou compreender, fluentemente, a língua em que o documento foi escrito.

6. Ocupação dos olhos, ouvidos ou mãos, por exemplo, ao volante a caminho do emprego, ou no trabalho em ambiente barulhento.

7. Desatualização, pelo uso de navegador com versão muito antiga, ou navegador completamente diferente dos habituais, ou por voz ou sistema operacional menos difundido.

Essas diferentes situações e características precisam ser levadas em conta pelos criadores de conteúdo durante a concepção de uma página.

Para ser realmente potencializador da acessibilidade, cada projeto de página deve proporcionar respostas simultâneas a vários grupos de incapacidade ou deficiência e, por extensão, ao universo de usuários da web.

Os autores de páginas em HTML obtêm um maior domínio sobre as páginas criadas, por exemplo, com a utilização e divisão de folhas de estilo para controle de tipos de letra, e eliminação do elemento FONT.

Assim, além de torná-las mais acessíveis a pessoas com problemas de visão, reduzem seu tempo de transferência, em benefício da totalidade dos usuários.

Fonte: Acessibilidade Brasil


 ********************************************************************************************************
Ótima oportunidade pra você!
 
--->>> Cursos Online <<<---

Cursos Online com certificados a partir de R$ 20
Cursos 24 Horas - Cursos Online a partir de R$ 20

Afiliados Cursos 24 Horas

Ċ
Leandro Maia Gonçalves,
30 de out de 2009 03:32
Comments