Fatores de Emissão de CO2 pela geração de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional do Brasil

postado em 25 de jun de 2009 19:25 por Isabela Cardoso   [ 25 de jun de 2009 19:25 atualizado‎(s)‎ ]

O MCT publica dois tipos de fatores de emissão de CO2 para energia elétrica: um para ser usado em projetos de MDL e outro para ser usado em INVENTÁRIOS.

 Para MDL

Fatores de Emissão de CO2 de acordo com a ferramenta metodológica : “Tool to calculate the emission factor for an electricity system” aprovada pelo Conselho Executivo do MDL
Nota:

 Atenção, os fatores de emissão para o mês de julho de 2008 foram recalculados e substituem os anteriormente publicados.

Os fatores de emissão de CO2 calculados de acordo com a ferramenta metodológica “Tool to calculate the emission factor for an electricity system” aprovada pelo Conselho Executivo do MDL têm como objetivo estimar a contribuição, em termos de redução de emissões de CO2, de um projeto de MDL que gere eletricidade para a rede. Resumidamente, o fator de emissão do sistema interligado para fins de MDL é uma combinação do fator de emissão da margem de operação, que reflete a intensidade das emissões de CO2 da energia despachada na margem, com o fator de emissão da margem de construção, que reflete a intensidade das emissões de CO2 das últimas usinas construídas. É um algoritmo amplamente utilizado para quantificar a contribuição futura de uma usina que vai gerar energia elétrica para a rede em termos de redução de emissões de CO2 em relação a um cenário de base. Esse fator serve para quantificar a emissão que está sendo deslocada na margem. A sua utilidade está associada a projetos de MDL e se aplica, exclusivamente, para estimar as reduções certificadas de emissões (RCEs) dos projetos de MDL.

Para INVENTÁRIOS

Fatores de Emissão de CO2 para utilizações que necessitam do fator médio de emissão do Sistema Interligado Nacional do Brasil, como, por exemplo, inventários corporativos
  Os fatores de emissão médios de CO2 para energia elétrica a serem utilizados em inventários têm como objetivo estimar a quantidade de CO2 associada a uma geração de  energia elétrica determinada. Ele calcula a média das emissões da geração, levando em consideração todas as usinas que estão gerando energia e não somente aquelas que estejam funcionando na margem. Se todos os consumidores de energia elétrica do SIN calculassem as suas emissões multiplicando a energia consumida por esse fator de emissão, o somatório corresponderia às emissões do SIN. Nesse sentido, ele deve ser usado quando o objetivo for quantificar as emissões da energia elétrica que está sendo gerada em determinado momento. Ele serve, portanto, para inventários em geral, corporativos ou de outra natureza.
Comments