CONVIDADOS





Edmundo Villani Côrtes - Mestre em música pela Escola de Música da UFRJ e doutor em música pelo Instituto de Artes da UNESP. Além de outras láureas em concursos de composição, foi premiado pela APCA – Associação Paulista de críticos de Arte sete vezes: 1990 – Melhor peça erudita vocal “Ciclo Cecília Meireles”; 1995- Melhor peça coral sinfônica “Postais Paulistanos”; 1998 – Melhor obra  experimental “Concerto para Vibrafone e Orquestra”; 2007 – Melhor peça coral sinfônica “Te Deum”; 2008- Melhor peça coral sinfônica “Missa em homenagem ao Padre José de Anchieta, comemorativa dos 450 anos da cidade de São Paulo”; 2009- Melhor peça coral sinfônica “Aleluia”, dedicada ao Coral Infantil e Banda Sinfônica de Volta Redonda; 2012 – Grande Premio da Crítica, pelo conjunto da obra composicional; 2011 – Por ocasião da cerimônia de entrega de prêmios no Concurso “Carlos Gomes”, recebeu o”Troféu Guarani”, “pela excepcional carreira de compositor”. Seu acervo composicional possui mais de trezentas obras escritas para instrumentos solistas, canto e piano, coro, conjuntos de câmera, banda sinfônica, orquestra  sinfônica  etc. Suas peças já tem sido apresentadas e também gravadas por uma grande variedade de intérpretes no Brasil e no exterior.





Ana Taglianetti - é cantora, atriz e arte-educadora, licenciada em pedagogia musical pela Universidade Federal de Minas Gerais e Mestre em Performance Vocal pela City University of New York. Recebeu formação em teatro, ópera, teatro musical e música nas renomadas Escola de Arte Dramática da USP, Juilliard School, Lee Strasberg Theatre Institute e Mannes College of Music. Sua experiência profissional reúne 20 anos de espetáculos operísticos, musicais e teatrais, como performer e diretora cênica. Como pesquisadora, tem apresentado trabalhos em diversos congressos e ministrado oficinas em diversas universidades. Atualmente é vocalista do MUSA BRASILIS, grupo que vem levando ao exterior e à várias cidades brasileiras a música erudita de nosso país. É diretora e coordenadora pedagógica da Casa de Artes OperÁria, projeto de sua idealização, desde 2004, e do Estrela Corpo Arte e Terapias, inaugurado em 2012.





Angel Casado – Curso Superior de Piano com o Professor Manuel Carra, no Conservatório Superior de Madrid. Pós-graduação na “Hochshule fur Musik” de Graz (Áustria), tendo como Professor Sebastian Brenda. Em 1989 obteve o prémio “Andrés Segóvia – José Miguel Ruiz Morales”. Em 1991 recebeu o Prémio “Luís Coleman”. Realizou cursos de aperfeiçoamento com “Altenberg Trio” – música de Câmara, Conservatório de Viena; Ian Rogoff – música para piano de F. Chopin, Universidade de Valladolid, Emília Fadini – Cravo. Palácio Real de Madrid, António Baciero – música espanhola do séc. XVIII, E. Picht-Axenfeld e Elza Kolodin – Interpretação de Bach – Chopin na Schule Birklehoff em Freiburg (Alemanha). Deu concertos de Música de Câmara, e com orquestra em numerosas cidades espanholas e em diferentes países: Portugal, França, Alemanha, Itália, Áustria, R. Checa, Hungria, E. Eslovaca, Grécia, Marrocos, EUA e Bolívia. Pianista acompanhador na ESMAE - Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto.



Angelo Dias  - desenvolve intensa atividade profissional no campo da música vocal, seja como cantor (barítono), como regente ou como professor. Tem atuado à frente de diversos coros e orquestras, trazendo em sua bagagem vasta experiência como regente, além de se dedicar ao estudo sistematizado da literatura e repertório vocal (coral ou solista), visando à performance e à atividade pedagógica. Sua participação em festivais e eventos por todo o país tem possibilitado uma significativa troca de experiências com a comunidade musical brasileira, buscando incentivar a performance da música coral e do canto lírico em âmbito nacional.  É Doutor em Artes Musicais (DMA, Canto e Regência Coral) pela University of Oregon (EUA), Mestre em Música (MM, Canto) pela University of Wyoming (EUA), e Bacharel em Canto pela Universidade Federal de Goiás. É professor na Escola de Música e Artes Cênicas da UFG.





Antonio Salgado – Professor de Canto e de Pedagogia do Canto e Coordenador da Pós-Graduação em Opera da ESMAE (Escola Superior de Musica e Artes do Espetáculo do Porto). Colaborador da UCP e da UA. Doutorado em Performance Musical (Singing) pela Universidade de Sheffield, UK e Mestre pela Universidade de Salzburg, Áustria. Pós-graduação em Interpretação e Estilo da Música Vocal Barroca, Amesterdão. Licenciatura em Filosofia pela Universidade do Porto, Portugal. Bacharelado em Canto pelo CNML, Portugal. Fundador e Diretor da Companhia OperaNorte, Portugal, do Estúdio de Ópera da ESMAE e do Estúdio de Opera da UA. A sua carreira como cantor desenvolve-se paralelamente nas áreas do Lied, da Oratória e da Ópera. Do seu currículo constam gravações em CD e publicações em revistas de pedagogia vocal, psicologia e educação. É regularmente chamado a cantar e a leccionar cursos de canto nos seguintes países: Portugal, Espanha, Itália, Inglaterra, Áustria e Brasil.





David Castelo – Graduado Flauta Doce pelo Conservatório Real de Haia (Holanda), foi orientado, nesta instituição, por Reine-Marie Verhagen e Peter van Heyghen, obtendo ainda o diploma de Master’s of Music. Como intérprete e palestrante, tem atuado no Brasil, Holanda, e Estados Unidos, destacando-se os seguintes eventos: Festival Internacional Bach de Rotterdam, Orquestra Barroca do Conservatório Real de Haia – solista; Festival Internacional Bach de Amsterdam, Orquestra Colegium Musicum – solista; Concerto Barroco, Orquestra Sinfônica Nacional – solista; Festival Internacional de Música de São Caetano do Sul; Festival de Música de Londrina; Centro Cultural Bando do Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro - Curador; Projeto “Os Jesuitas e sua Música para Catequese” –  Diretor Musical, Fortaleza; I Colóquio de Música Antiga da UFG – Coordenador; Curso Internacional de Música de Brasília; II Festival de Música Antiga da UFRJ; American Recorder Society 2012 Festival, Portland, (EUA); Latin American Music Center – Indiana University, (EUA).





David Gardner – violoncelista ingles que estudou com Maude Tortelier, Richard Markson, Lowri Blake e David Fletcher. Graduado pela Trinity College of Music em Londres com honras da “primeira classe” em 2000, no qual fora lhe concedido medalha de ouro. Deu continuidade a seus estudos na Holanda com Jeroen den Herder. Fundador do “Britton Quintet”, tocou em diversas orquestras dentre elas: Royal Phiharmonic Orchestra em Londres, orquestra de Welsh National Opera,  orquestra de Hálle e da  BBC Philharmonic. Executou como solista e músico da câmara diversos trabalhos nas salas do concertos da  Europa, incluindo o Royal Festival Hall. Da oportunidades para músicos brasileiros tocar com músicos britânicos em oficinas educacionais, sobre temas e estilos Brasileiros. Depois um ano como co-chefe de naipe na Orquestra Sinfonica do Teatro Nacional em Brasilia, David assumiu o posição de professor de violoncelo e musica de câmera na UFG.






Ed Bingham - Professor of Saxophone and Jazz Studies at Marshall University where he directs the Marshall University Jazz Ensemble “12.0” and coordinates two jazz festivals each year. Bingham maintains an active performance schedule in addition to his teaching responsibilities at Marshall and at Blue Lake Fine Arts Camp in Michigan. He is a bassoonist and saxophonist with the Huntington Symphony Orchestra and has performed with the Lexington (KY) Philharmonic, the West Virginia Symphony Orchestra, the River Cities Symphony Orchestra and the Ohio Valley Symphony and is a member of Landau Eugene Murphy’s Sweet Lipps Big Band. Bingham and his Marshall University colleagues Ann Marie Bingham and Steven Hall have recently re-formed the chamber music ensemble “Triptych”  (saxophone, clarinet and percussion) which was featured at the National Conference of the North American Saxophone Alliance.





Eliane Tokeshi - Graduada pela UNESP, seguiu estudos na Boston University (mestrado) e Northwestern Univer­sity (doutorado), EUA, com bolsa do governo brasileiro (CAPES). Recebeu di­versos prêmios como primeiro lugar nos concursos “Jovens Instrumentistas do Brasil”, “Jovens Estímulos do Es­tado de São Paulo”, “Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo” e no Concurso de Solistas da Northwestern University. Atua como solista e camerista, realizando destacado trabalho voltado à divul­gação do repertório brasileiro e contemporâneo. Gravou a obra para violino e piano de César Guerra-Peixe (selo YB). Foi professora de vi­olino e música de câmara da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente, é professora de violino da Universidade de São Paulo.





Enrico Carinci – nasceu em New York e lá começou seus estudos e sua carreira profissional. Mais tarde se interessou pela música brasileira, tendo participado na bateria de escolas de samba no Rio e NYC. Desde então tem se apresentado nos principais espaços culturais em Brasília, onde se radicou em 1997. Estudou com Charli Persip, Tim Horner, Márcio Bahia e Robertinho Silva. Enrico possui Bacharelado em Música pelo The City College of New York, Licenciatura pelo programa em Educação Profissional da Universidade Católica e é Mestre em Performance Musical pela Universidade Federal de Goiás onde pesquisou técnicas estendidas na bateria, a bateria no contexto de performance solo, da música de câmera e música contemporânea.





Flávio Apro – é reconhecido como um músico completo por seu trabalho como violonista, pesquisador, produtor e professor. Obteve Primeiro Lugar em diversas competições, e foi escolhido para representar o Brasil no Kyoto International Music Students Festival, no Japão. Apresenta-se com freqüência nas maiores salas de concerto no Brasil e na Europa. A discografia de Apro inclui os títulos Praeludium, trabalho aclamado pelo público e pela crítica; Flávio Apro interpreta Mignone, como resultado de sua pesquisa de mestrado. Sua pesquisa de mestrado já é uma referência, levando-o a palestras nas mais importantes instituições. Hoje, é doutor com pesquisa inédita sobre a Folias de Espanha. É representante da Hermann Hauser Guitar Foundation na América do Sul. Sua atividade didática é amplamente respeitada, como professor da Universidade Estadual de Maringá e também dando aulas e masterclasses pelo Brasil e no exterior. Tem sido convidado a lecionar anualmente no Hermann Hauser Gitarrenseminar Reisbach.





Gê Côrtes – Tendo crescido num ambiente artístico com o pai compositor (Edmundo Villani Côrtes) e a mãe cantora do Teatro Municipal de São Paulo (Efigênia Guimarães Côrtes), o estudo de música fez parte de sua vida desde pequena. Aos 13 anos optou pelo baixo elétrico e mais tarde estudou baixo acústico com Luiz Chaves (do Zimbo Trio), Sandor Molnar (da Orquestra Sinfônica do teatro Municipal de SP) e com o francês Thibault Delor. Lecionou no Centro Livre de Aprendizado Musical (CLAM) de 1980 a 1983 e na Universidade Livre de Música (ULM) de 1990 a 1992. Atualmente estuda contrabaixo na Unesp sob a orientação de  Valerie Albright. É integrante da Orquestra Jazz Sinfônica desde sua primeira formação em 1990 e membro da banda de acompanhamento do programa Altas Horas, apresentado por Serginho Groisman na Rede Globo.





Gisele Cruz – Graduada em música pelo Instituto de Artes da UNESP. Estudou com Samuel Kerr, Marisa Fonterrada, Elza Lakschevitz, entre outros, além de ter feito cursos no Brasil e exterior. Coordena as atividades vocais do CEM do SESC Vila Mariana. Pelo SESC-SP editou o livro “Canto, Canção, Cantoria” e gravou o CD e DVD “Na Casa da Ruth” com o Coral Infantil. É regente do Coral Juvenil do Instituto Baccarelli e dos corais do Colégio Dante Alighieri-SP. É regularmente convidada para atuar em Festivais de Música, ministrar workshops e cursos para regentes e professores de música. Integra a equipe do Centro de Música da FUNARTE-MINC para Painéis de Regência Coral em todo o país. Escreveu o “Livro Didático para Coral Infanto-Juvenil” para a Associação de Amigos do Projeto Guri.





Glenn Ginn – A graduate of the world famous jazz studies program at the University of North Texas, the guitarist has over 30 years of experience as a musician, teacher, composer, arranger, and producer.  He currently serves as Associate Professor of Guitar and Jazz Studies at Morehead State University in Morehead, Kentucky, USA.   Glenn has performed with several legendary jazz musicians including Clark Terry, Gene Harris, Gene Bertoncini, and Steve Smith.  Glenn has performed throughout the United States with Christian singer/songwriter Jay Beech and can be heard on Jay’s CD Everyone Who Is Thirsty, Come.  He also has three self-produced CD’s; Swing Street, which features  original arrangements of several jazz standards, Guitar Duets, a collection of original compositions arranged for two guitars, and I Know Who Holds Tomorrow, original arrangements of traditional Christian Hymns.  Glenn can be heard on several other recordings including Outlier with Steve Snyder, Gordon Towell and Jason Tiemann.





Irena Olkiewicz – began her musical education at the age of 7 in the Maria Pajak piano class at the Music Centre in Pszczyna, Poland, 1961. Since she was  13 she continued her education at the Music School  in Bielsko Biala, in the double bass class under Bonawentura Nancka. In 1978 she graduated from the Music Academy in Wroclaw under Prof. Edward Krysta. She attended master courses under Professors Ludwig Streicher and Franco Muzzi. In 1982 she defended her PhD at the Music Academy in Krakow under the Prof. Wiktor Gadzinski. Since 1980 she teaches double bass the Karol Lipinski Music Academy in Wroclaw. She has also followed a successful soloist career in Poland and abroad; she held recitals, master classes and lectures among others, at the Guildhall School of Music and Drama in London, at the Hochschule fur Musik in Cologne, at the Master Courses in the Stiftung Kloster Michaelstein, at the Brno and several ISB International Double Bass Convention. She worked as principal double bassist at the Cairo Symphony Orchestra and the double bass expert at the Cairo Conservatoire de Musique. Irena is co-creator, and since 1994 president, of the Polish Society of Double Bassist. In 1996 she started publishing a double bass magazine „KontraBasista". She has also created and organized numerous International Double Bass festivals.





Joel Pagan – Having studied with Robert Dan, I Fu Wang, Alan Bodman, José Figueroa, Ann Setzer, and Sally Thomas, Pagán holds degrees from Michigan State University, University of Akron, and the Puerto Rico Conservatory. Hailed as an “impassioned performer,” Joel Pagán enjoys a multi-faceted career as a concert artist and teacher.  An active chamber and solo recitalist, Pagán has performed throughout the United States, Mexico, Puerto Rico, Dominican Republic, Canada, Bolivia, and Italy.  Additionally, Pagán has performed in various international festivals. such as the Brevard Music Center Festival, FOSJA/Casals Festival Puerto Rico, Meadowmount School of Music, Schlern International Music Festival, Cooperstown Chamber Music Festival, Chamber Music Institute and the Banff Centre, among others. As an orchestral musician, Joel has performed in the violin and viola sections of the several professional orchestras. Currently, Pagán is an Associate Professor of Viola/Violin at the University of Texas-Pan American and principal viola of the Laredo Philharmonic and Valley Symphony.





John Boudler – Professor Titular do Instituto de Artes da UNESP onde criou e desenvolve o curso de percussão desde 1978 tendo já formado 85 bacharéis em percussão. Boudler estudou no New England Conservatory of Music, na State University of New York in Buffalo e no American Conservatory of Music em Chicago. No Brasil, foi timpanista da OSESP, membro fundador e empresário do Grupo “Percussão Agora”, bolsista da CAPES, pesquisador do CNPq, diretor do IA/UNESP e premiado diretor musical de teatro. Atuou também como regente convidado de várias orquestras. Há 35 anos dirige o reconhecido Grupo de Percussão do IA/UNESP – o Grupo PIAP, no qual apresenta primeiras audições, acumula prêmios, grava discos e realiza concertos, incluindo quatro turnês no exterior.





J. Scott Turpen - has perform throughout the United States, Brazil, Canada, the United Kingdom, Spain, France, and Switzerland, in demand as a saxophonist and clinician of jazz and classical music, His orchestral experience includes performances with the Colorado Symphony Orchestra, the Wyoming Symphony Orchestra, the Macon Symphony Orchestra, the Savannah Symphony Orchestra, and the Augusta Symphony Orchestra. His two solo recordings, Tableaux and Crossover, on the ACA Digital label, have received much acclaim.  ClassicsToday reviewer Jed Distler proclaimed, "The top-to-bottom evenness of (Turpen's) sonority, together with unflappable technical control will guarantee listening fun."  The Macon Telegraph said of his performance of Alexander Glazounov's Concerto with the Macon Symphony Orchestra, "Turpen turned the saxophone into a producer of a most rounded and liquid tone and the audience responded with a deserved enthusiasm."  Scott is a Yamaha Performing Artist and Clinician and a Rico Performing Artist.




Luis Mucillo – nasceu en Rosario (Argentina) em12/12/1956. Estudou piano con Aldo Antognazzi e composição con Francisco Kröpfl. Bolsista do DAAD de 1979 a 1984 desenvolveu parte de sua carreira na Alemanha e no Brasil (UNB). Recebeu, entre outros,  o Primeiro Premio Internacional de Composição Sinfonica de Trieste, Italia( 1987) o  premio” Clarin- Revelación Música Clásica” (2005), o” Primer Premio Municipal de Composición Sinfónica de la Ciudad de Buenos Aires” (2006), “ Premio Konex: Diploma al Mérito de Música Clásica Argentina” (2009). Foi compositor em residencia da” Fondation Les Treilles” e Academia Musical de Villecroze (França) en 1989. Entre suas obras orquestrais destacam-se: “Imágenes”  (cravo e orquestra), “Notturno”, “Concierto para piano, “Entre la luna y la sombra” (ciclo sinfonico- vocal), “Brocéliande”, “Corpus Christi”, “Liebeslieder”  (barítono e orquestra),”Corpus Christi:Visiones del Grial”e”Concierto para flauta”. Entre suas obras de piano se destaca“Aus Märchenzeit”,vasto ciclo de 7 peças.





Lutero Rodrigues – Estudou no Brasil (USP) e Alemanha, começando sua atividade como regente coral (1973-80). Foi regente da Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba (1986-1998), Orquestra Sinfônica da Paraíba (1992) e Orquestra de Câmara Theatro São Pedro, de Porto Alegre (1996-2003). Foi Diretor Artístico dos Festivais de Inverno de Campos do Jordão (1987-1990). Foi Regente e Coordenador Musical da Sinfonia Cultura – Orquestra da Rádio e TV Cultura (1998-2004). É pesquisador e divulgador da música brasileira, tendo regido em vários países: Alemanha, Costa Rica, Espanha, México e Dinamarca. Em 2002, foi eleito membro da Academia Brasileira de Música, ocupando a cadeira n. 36. Desde 2010, é Professor do Departamento de Música do Instituto de Artes da Unesp - São Paulo.





Maria de Lourdes Cutolo -  Cravista de renome no cenario musical brasileiro formada na França  (Médaille d`Or par Unanimité ,Prix d`Excelence par Acclamation, Diplome de Concert) e Alemanha (Reifeprüfung, Konzertexamen), exerce uma intensa atividade artística e pedagógica, sendo regularmente convidada a participar de Concertos, Cursos e Festivais Internacionais realizados   na Argentina e no Brasil. Vive  en Buenos Aires desde 1999. Junto ao flautista Gabriel Persico é membro fundador do conjunto “Musica Poetica”,especializado no repertorio barroco com instrumentos originais. Em 2004 o grupo lançou o CD “El gusto de los Luises” (música francesa) e em 2009, “Metáforas” (obras barrocas e contemporáneas). Tem estreado obras contemporaneas e participado de conjuntos sob a regencia de Peter Estvös (Alemanha) e Gerardo Gandini (Argentina). Seu método “Cravo para Iniciantes” (escrito em Brasília em 1997-98), publicado em Buenos Aires em 2007, será próximamente publicado em Paris pela editora Pierre Lemoine.





Nailson Simões – Professor Titular da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO, onde desenvolve intensa atividade nas áreas de ensino, pesquisa e extensão. Após conclusão dos cursos de mestrado (1986, Boston/MA) e doutorado (1991, Washington/DC) nos Estados Unidos, ambos sob orientação do professor Charles Schlueter, voltou para o Brasil, iniciando um trabalho pioneiro e inovador sobre interpretação e técnica do trompete. Foi membro das orquestras sinfônicas do Recife, OSESP, Paraíba, Brasileira e Campinas, de 1976 a 2005. Fundou o Quinteto Brassil. Tem ampla produção fonográfica.  Atualmente desenvolve o duo com José Wellington (piano), ensina na Escola Portátil de Música e no projeto Cidade da Música em Volta Redonda.





Nicole Riner maintains an active national presence as a recitalist and pedagogue, Praised for her "luscious, full sound" (American Record Guide) and "effortless precision" (Flutist Quarterly). She has presented masterclasses at universities and conservatories across the country and has performed as a guest artist at summer festivals, chamber music series, and flute fairs in the United States and Europe. A champion of contemporary music, Nicole has also commissioned and premiered a dozen new flute works by emergent composers.  Her live performances have been broadcast on Interlochen (MI) Public Radio, Minnesota Public Radio, and Colorado Public Radio, where she had a recurring role in the Telling Stories series as both a performer and a writer in the 2010-11 season.  Her debut CD, Eastern Gems, is available from Centaur Records.  She has also published a book of essays about her traveling experiences, Driving a Rental Car in Heels.





Marcos Nogueira - Doutor em Comunicação e Cultura, Mestre em Música e Bacharel em Composição, é Professor adjunto do Departamento de Composição da Escola de Música da UFRJ e docente do Programa de Pós-Graduação em Música da mesma instituição, na qual desenvolve projeto denominado “A poética da mente musical”. Como pesquisador atua nas subáreas de Composição Musical, Cognição Musical e Educação Musical. Atua, desde 1987, como compositor e instrumentista, com dedicação especial a festivais e mostras variadas de música de concerto contemporânea. É professor de Harmonia, Instrumentação e Arranjos Musicais do Projeto Bandas (Funarte), desde 1995, pelo qual já ministrou quase 30 cursos em todas as regiões do país.




Ney Carrasco - compositor graduado pela UNICAMP, mestre e doutor em música de cinema pelo Departamento de Cinema da ECA/USP. Possui vasta experiência em trilhas sonoras para teatro, cinema de animação e vídeo, área em que atua desde 1985. Participou de diversos trabalhos premiados no Brasil e no exterior. Desde 1989 é professor do Departamento de Música da UNICAMP, onde é responsável pela área de trilhas sonoras. Desde 2006 coordena o Grupo de Pesquisa em Música e Sound Design Aplicados à Dramaturgia e ao Audiovisual. É autor de diversos artigos sobre música de cinema e do livro “Sygkhronos: a formação da poética musical do cinema” (Via Lettera – São Paulo – 2003).




Ricardo Ballestero – Professor da Universidade de São Paulo, atuou como professor na Universidade do Colorado-Boulder e realizou recitais, palestras e cursos sobre o repertório vocal de câmara nos EUA, na Itália, na Alemanha, na Espanha, em Portiugal e no Brasil. Apresentou-se em recitais com cantores solistas do Metropolitan Opera, New York City Opera, Houston Grand Opera, Teatro Mariinsky e La Scala. Acompanhou  aulas de figuras como Shirley Verrett, George Shirley e Rudolf Piernay e as master-classes de Grace Bumbry, Kiri Te Kanawa e János Starker. Ballestero completou o seu Doutorado em Colaboração Pianística e Música de Câmara na Universidade de Michigan. Estudou com dois dos mais renomados especialistas em colaboração pianística da atualidade, Martin Katz e Dalton Baldwin.





Rinaldo Fonseca – Iniciou seus estudos musicais em Goiana, Pernambuco e na Universidade Federal da Paraíba, obtendo o Diploma de Bacharel (1994), sob orientação do Prof. Carlos Moreira. Mestre pelo New England Conservatory of Music, Boston, USA (1998 - CAPES), sob orientação Prof. Jay Wadenpfuhl. Doutor – DMA, pela University of Memphis, The Rudi E. Scheidt School of Music, USA (2012), sob orientação Prof. Dan Phillips. Em 1997, gravou e excursionou com a Youth Philarmonic Orchestra do NEC sob regência de Benjamin Zander. Participou de renomados festivais de música no Brasil e no exterior. Foi primeira Trompa das Orquestras Sinfônicas do Rio Grande do Norte (1992-05) e Recife (1994-05). É Professor adjunto da Universidade Federal de Pernambuco e membro fundador do Quinteto Sopro Brasil.




Roberto Lent – Graduado em Medicina pela UFRJ, obteve o Mestrado e o Doutorado no Instituto de Biofísica daquela Universidade, e depois realizou estágio de pós-doutorado no Massachusetts Institute of Technology. É professor titular da UFRJ (atual diretor do Instituto de Ciências Biomédicas), membro titular da Academia Brasileira de Ciências, Pesquisador 1A do CNPq, e Cientista do Nosso Estado da FAPERJ. Na UFRJ, chefia o Laboratório de Neuroplasticidade do Instituto de Ciências Biomédicas, com uma equipe voltada para o estudo da Neuroembriologia, Neuroplasticidade e Evolução do Sistema Nervoso. Nessa área, possui numerosos trabalhos que atingem um índice de impacto médio de 3,389 e um índice h de 20. Atua também em popularização da ciência para adultos e crianças, com livros publicados para ambos.





Steven Snyder – Associate Professor of Jazz Keyboard / Music Theory at Morehead State University in Kentucky. He holds Bachelors and Master Degrees in Jazz Studies from the University of North Texas and a DMA in Piano Performance (Jazz Emphasis) from the University of Texas-Austin. He has performed in France, Portugal, Brazil, Sweden, Taiwan, as well as throughout the US and Canada.  Performance credits include Randy Brecker, Jerry Bergonzi, Victor Goines, Landau Eugene Murphy Jr., Dick Sisto, Eric Alexander, Mace Hibbard, Brannen Temple, Efraim Owens, Art Gore, Brad Goode, Jeremy Long and many others. Dr. Snyder was selected as one of 66 pianists from all over the world to compete in the Martial Solal International Jazz Piano Competition, which was held in Paris, France in October 2002.  The Austin Chronicle has called his work “superb”.  Seemagazine.com says, “incredible solos … particularly from the not-so-surprisingly sensational Steven Snyder.” 




Theresa Bogard is an active performer combining varied interests in historical performance practice, contemporary music, chamber music and the music of women composers.  In 1988, she received a Fulbright grant to study fortepiano with Stanley Hoogland at the Royal Conservatory of the Hague in The Netherlands, and was a top-prize winner in the International Mozart Fortepiano Competition in Bruges, Belgium the following year.  Theresa has presented programs of solo and chamber music around the world and is also featured on a compact disc recording of piano works by Louise Talma.  As a collaborative pianist she can be heard on two recordings with saxophonist Scott Turpen on the Albany label,  a CD of music by Hummel with Red Cedar Chamber Music on the  Fleur de son Classics label, and on Eastern Gems, a disc of flute and piano music by Eastern European composers with flutist Nicole Riner on Centaur Records.





The Verismo Trio (Nicole Riner, flute; Scott Turpen, saxophones; Theresa Bogard, piano) has thrilled audiences from remote regions of the Rocky Mountains to the inner city with their dynamic performances. Celebrated for their brilliant virtuosity and colorful musicianship, the trio performs everything from Debussy to jazz for a wide array of audiences. They are active in promoting emergent and established composers’ works alike and have collaborated with internationally acclaimed artists, including Pulitzer Prize winner Jennifer Higdon. Composer Dave Deason dedicated his Six New Diversions for soprano saxophone and flute to Verismo members Scott and Nicole after they premiered the piece in March 2012, and they are currently holding a composition contest in search of a new trio to be premiered in June 2013. As teachers, Verismo Trio is dedicated to training young chamber musicians in school residencies and guest masterclasses. See www.verismotrio.com for more details.



 


 


 


 


 


Comments