Patrocinadores e Parceiros

Cubo Mágico

Sobre Avaliação

O que é avaliação?

Avaliação é o instrumento utilizado pelo professor, com a finalidade de verificar a qualidade do aprendizado do aluno.

O principal objetivo da avaliação é verificar se o aluno está aprendendo e o quanto ele está aprendendo, de forma que o professor possa diante dos resultados, alterar e modificar as suas práticas para melhor atender ao aluno além de orientá-lo e também seu responsável em relação ao seu aprendizado.

Tipos de avaliações:

a) Avaliações Diagnósticas

As avaliações diagnósticas são geralmente realizadas no início do ano letivo com o intuito de verificar o aprendizado prévio do aluno. Ela mostra de onde o professor deve iniciar seu trabalho.

b) Avaliações Regulares

As avaliações regulares são aquelas realizadas mensalmente, bimestralmente ou a critério do professor. Diferentemente da avaliação diagnóstica as regulares tem como objetivo principal verificar se os alunos adquiriram os novos conhecimentos trabalhados à partir da avaliação diagnóstica e o quanto aprenderam.

As avaliações regulares também são ótimas para que o professor verifique se sua metodologia e didática estão sendo bem aproveitadas pelo aluno ou se são necessárias algumas modificações

O que é avaliado?

É avaliada a progressão do aluno em relação aos conhecimentos prévios apresentados na avaliação diagnóstica. Ao final de cada bimestre é atribuído ao aluno um conceito (nota) em uma escala de 0 (zero) à 10 (dez) em termos qualitativos desta progressão.

A Nota:

A nota de cada aluno não é atribuída ao acaso ou a critério do professor, cada avaliação é composta de questões cujas pontuações atribuídas correspondem ao grau de dificuldade. Todas as avaliações são compostas de questões cujas habilidades variam de níveis básicos, médios e avançados, proporcionando a todos os alunos mostrarem seus conhecimentos.

Além disso, fazem parte da avaliação do aluno as observações registradas pelo professor quanto a sua participação, seu desenvolvimento e sua aplicação nos estudos. Eventualmente, algum aluno pode apresentar rendimento insatisfatório por motivos que não estão relacionados ao seu conhecimento e aprendizado, mas fisiológicos, sociais, familiares e até mesmo por motivos de saúde. Nesses casos o professor pode recomendar a aprovação do aluno mediante conselho de classe, uma vez que o aluno apresenta condições de prosseguir seus estudos.

Os conceitos básicos, médios e avançados

Para obter aprovação os alunos devem apresentar pelo menos os conhecimentos básicos para prosseguirem seus estudos.

O regimento da EMEB Estância Hidromineral de Poá são aqueles que apresentam conceito 6,0 (seis), no mínimo.

O regimento do COLÉGIO OBJETIVO Arara Azul, são aqueles que apresentam conceito 6,0 (seis), no mínimo.

Os alunos que não apresentam os conhecimentos básicos para prosseguirem seus estudos são retidos. É claro que isso é ruim, mas isso não significa que os alunos não são capazes de acompanhar o próximo ano, e sim que ainda não estão prontos e devem, portanto continuar na mesma série para adquirirem estes conhecimentos básicos necessários.

Aos pais que desejam entrar com recurso:

Todos os pais ou responsáveis possuem o direito de questionar os resultados do aluno, isso deve ser feito por escrito. Basta procurar a Equipe Gestora da Unidade Escolar. Caso não concordem com o resultado ainda podem apresentar recurso na própria unidade escolar.

MAS ATENÇÃO:

Muitos pais pensam estar ajudando seus filhos quando entram com recurso, mas na verdade os estão prejudicando. Justifico:

  • O professor é o PROFISSIONAL adequado para avaliar o aprendizado de cada aluno.
  • A ele cabe mediante a Legislação dar o parecer sobre a continuidade de cada aluno na série/ano seguinte ou na mesma série/ano.
  • Ensinar não é simples nem fácil como muitos pensam. Não se trata de entrar em sala, passar lição na lousa e depois fazer perguntas em uma prova. Para Ensinar é necessário muito ESTUDO, pois além do domínio do conteúdo que se ensina (Matemática, Português, Ciências, Geografia, etc.) é necessário analisar cada aluno INDIVIDUALMENTE, descobrir suas habilidades, preparar atividades de acordo com essas habilidades, observar se maus rendimentos são frutos de falta de estudo, problemas familiares, de aprendizado, sociais, ou até mesmo de saúde. Assim, não é justo nem honesto que o pai ou responsável entre com recurso, forçando uma aprovação imerecida desconsiderando todo o trabalho do PROFISSIONAL responsável pelo processo de ensino e/ou aprendizagem (o PROFESSOR).

Forçar a aprovação imerecida é:

  • Ensinar ao filho que você, pai, não se importa se ele está aprendendo ou não
  • Desrespeitar o trabalho do PROFISSIONAL designado para exercer sua profissão. Dificilmente um pai ou responsável dirá ao médico “corte mais em cima” ou “não opere meu filho”. Certamente ninguém vai ao médico e lhe diz como tratar uma doença.
  • Mostrar ao aluno que sua irresponsabilidade com os estudos pode ser premiada, formando um cidadão sem compromisso com suas responsabilidades sociais, profissionais e familiares.
  • Desonesto e Imoral. Não esqueça que seu filho está de passagem pela escola e um dia sairá dela, mas não sairá de sua vida, quem arca com um cidadão mal educado é toda a sociedade, mas quem mais sofre são os pais. Não adianta colocar a responsabilidade na escola, a formação do caráter de cada um é responsabilidade dos pais (ou responsáveis) e só deles.

O que não faz parte da avaliação?

  • O caderno completo do aluno:

Possuir o caderno em ordem não é um instrumento de avaliação, o aluno tem por obrigação manter seu caderno e suas anotações em ordem se assim achar melhor, um fato importante, é que o caderno e suas anotações são ferramentas de estudos do aluno.

  • Comportamento:

Educação, respeito ao próximo, e atenção às aulas não são processos avaliativos, são atitudes que favorecem o aprendizado, além de refletir o aprendizado a educação que e o ambiente familiar proporciona.

Observação importante:

Embora caderno completo e comportamento não sejam processos avaliativos, os alunos que não possuem caderno em dia e/ou comportamento adequado podem prejudicar seu aprendizado além de tirar o direito do outro (aluno) que necessita de atenção e respeito para aprender.