Quem somos?

A cidade de Santo Antônio da Patrulha, Rio Grande do Sul, alimentou, durante anos, o sonho da oferta do ensino superior. A concretização deste sonho iniciou em 2005, quando tivemos conhecimento do Edital UAB/MEC Nº 01 de 16 de dezembro de 2005, para oferta de Ensino Superior através do programa Universidade Aberta do Brasil. O município participa do edital e habilita-se, através de projeto enviado ao Ministério da Educação. Em 2006, tivemos este projeto aprovado, entre os cinco primeiros do país. Em outubro, nosso Polo já tinha coordenação definida pelo Ministério da Educação, cuja posse dos coordenadores foi feita pelo ministro Fernando Haddad, em janeiro de 2007, com cerimônia oficial, em Brasília.

Em abril de 2007, abrimos a secretaria do Polo e em seguida as inscrições para o primeiro vestibular realizado em julho. As aulas iniciaram em agosto de 2007 com os cursos Licenciatura Plena em Pedagogia e Bacharelado em Administração, oferecidos pela Universidade Federal do Rio Grande- FURG. Dando continuidade a implantação do Polo, em outubro de 2007, iniciaram as aulas da primeira turma do Planejamento e Gestão Rural- Plageder/ UFRGS. Neste mesmo período, iniciam-se os cursos de Especialização oferecidos pela FURG: Especialização em Tecnologias da Comunicação e Informação Aplicadas à Educação, Especialização em Educação Ambiental e Especialização em Aplicações para Web.

Em 2007, também nos mobilizamos em torno dos recursos da Consulta Popular para implantação do Campus da FURG, em Santo Antônio da Patrulha.

Em 2008, implantamos novos cursos, como Artes Visuais e Inglês e habilitamos o município no programa Escola Técnica Aberta do Brasil.

O ano de 2009 é para Santo Antônio da Patrulha um ano de muitas realizações. Ano de implantação do Campus FURG Santo Antônio da Patrulha.

No período de 2007 a 2020, realizamos parceria com todas as Instituições de Ensino Superior do RS, Universidade Federal do Rio Grande – FURG, Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, Universidade Federal de Santa Maria UFSM, Universidade Federal de Pelotas – UFPEL, Instituto Federal Sul Rio-grandense - IFSul e com a UnB.

Com o Instituto Federal Sul Rio-grandense Campus Visconde da Graça-CAVG, ofertamos cursos técnicos, mesmo após a extinção do programa Escola Técnica Aberta do Brasil.

No primeiro ano de funcionamento do Polo, realizamos o cadastro de 700 professores da rede pública de Santo Antônio da Patrulha e constatamos uma realidade de exclusão do professor ao mundo digital. Então, iniciamos um projeto local com o objetivo de promover a inclusão digital aos educadores possibilitando maior sucesso nos cursos ofertados pela Universidades e visando trazer para a sala de aula as novas linguagens, capacitando o professor para o domínio e uso das tecnologias digitais, provocando uma revisão na sua metodologia de trabalho, foi implantado o Núcleo de Tecnologia Educacional Municipal.

O Núcleo de Tecnologia Educacional Municipal, foi implantado em Santo Antônio da Patrulha, junto ao Polo da Universidade Aberta do Brasil, com equipamentos próprios e oferece cursos de formação continuada aos professores da rede pública, até os dias atuais.

Em 2020, além dos programas oficiais do Polo, ofertando cursos de graduação, especialização e Técnicos com as Universidades parceiras e com os Institutos Federais, mantemos em funcionamento projetos próprios do Polo que tem o apoio da Prefeitura Municipal de Santo Antônio da Patrulha. Estes projetos são:

1- A informática redimensionando as relações a partir dos 60 anos de idade: este projeto reúne pessoas com mais de 60 anos de idade para o aprendizado de informática.

2- Núcleo de Tecnologia Educacional: este projeto tem como objetivo a formação continuada dos professores em informática visando a inclusão das tecnologias digitais na sala de aula.

3- Grupo de Educadores Google: projeto articulado com o Google Brasil, visando a formação dos professores para utilização dos aplicativos Google que possibilitam informação, comunicação, colaboração e geo colaboração.

4-Semana Acadêmica: projeto que anualmente coloca os estudantes em contatocom pesquisadores das diferentes Universidades.

A coordenação deste conjunto de atividades é feita pela professora Dilce Eclai de Vargas Gil Vicente e uma equipe de apoio que conta com monitores de laboratório, auxiliar de biblioteca, auxiliar de secretaria, serviços gerais, técnico em informática, professoras de informática e tutores.