Editorial - Lembranças de um tempo recente


Tempo, algo que nos acompanha durante toda a vida e vai se transformando ao longo dela. Quando pequenos, não nos damos conta de sua passagem, mas com o passar dos anos aprendemos a valorizá-lo e percebemos o quanto somos dele dependentes.

A palavra tempo vem do latim tempus que deriva do grego témno e significa dividir, cortar em pedaços. No dicionário, tempo tem o significado de medida, duração das coisas. Para medirmos o tempo, o dividimos em presente, passado e futuro. O presente é o momento em que vivemos, o futuro é o que buscamos e o passado é a fração do tempo povoado de reminiscências. O que seria do tempo, principalmente daquele que já se foi, se não houvesse a memória? Sem ela as lembranças se esvairiam e nada recordaríamos. Mas, tempo e memória caminham sempre juntos e é graças a esta dupla que os fatos marcantes do passado perpetuam até os dias de hoje e os fatos presentes tornam-se lembranças, histórias…

Quantas memórias teremos desse ano de 2020, não é mesmo? Lembranças de um tempo diferente em que o presente se fez tão rápido e o futuro uma meta urgente de se alcançar. Nunca sonhamos com um futuro tão urgente e cheio de transformações. Mas, o presente nos trouxe inúmeras lições e, dentre elas, a certeza de que a sensibilidade e a solidariedade são importantíssimas e tornam-se necessárias em um mundo que clama por empatia e amor.

Que as próximas páginas possam apresentar um pouco de histórias, memórias que marcaram os nossos jovens e mensagens de um Natal repleto de paz e muitas realizações.


Clarice Aparecida Monreal Pereira Cavalcanti

Natal da Casa Comum com o Projeto Tecendo Relações de Solidariedade

Memórias e histórias