Envio dos trabalhos - Anais

O fim prazo para envio dos artigos completos das comunicações apresentadas nos Grupos de Trabalho da XI Feira do Semiárido foi adiado para o dia 01 de julho de 2018.

Os textos devem ser enviados para o email semiarido.uefs@gmail.com, em formato ".doc" ou compatível, indicando-se no "assunto" da mensagem o número do Grupo de Trabalho (GT01 a GT06) em que a comunicação foi apresentada (ex: GT01 - envio artigo Anais XI Feira do Semiário)

GT01

 

Economia Popular Solidária e Desenvolvimento Local

Sessão 1- Economia Solidária e Desenvolvimento Local

Sessão 2 - Pensando o trabalho associado a partir de experiências reais

Sessão 3 - Economia Popular e Solidária, espaço rural e agroecologia

Sessão 4 - Economia Popular e Solidária e o trabalho feminino

GTs do II CIEPS

GT02

 

Universidade e Sociedade: perspectivas epistemológicas e metodológicas, alternativas na produção do conhecimento e o papel da extensão e da pesquisa participante, com enfoque na Economia Popular e Solidária. Experiências de incubação” Sessão Sessão 1 - Metodologias ativas e participativas, incubação: experimentando caminhos de transformação social

Sessão 2 - Convivência e troca entre o conhecimento científico e popular

GT03

 

Sociedade, Estado, Economia Popular e Solidária Sessão 1 - O papel do Estado e do Direito na nomeação e categoriza-ção da realidade

Sessão 2 - Economia Popular e Solidária e Políticas Públicas

GT04

 

Saúde e Meio Ambiente em Feira de Santana

GTs do II (Re)Pensar Feira

GT05

 

Educação, Memória e Cultural em Feira de Santana

 

GT06

 

Planejamento territorial e participação social

GT da XI Feira do Semiárido


Os Anais do Evento que serão disponibilizados em formato virtual. Serão publicados, em separado, os Anais da XI Feira do Semiárido (Grupos 4, 5 e 6) e do II CIEPS- Congresso Internacional de Economia Popular e Solidária e Desenvolvimento Local (Grupos de Trabalho 1, 2 e 3).
Os textos poderão ser redigidos em português ou espanhol.
Estabelecem-se como critérios formais para os artigos:
- de 12 a 15 páginas tamanho A4 (margens esquerda e superior de 3 cm, direita e inferior de 2 cm), fonte Arial; espaçamento entre linhas de 1,5 linhas, exceto citações longas e referências, com espaçamento simples; sem espaços extras entre os parágrafos, exceto referências, separadas por um espaço simples; texto justificado, inclusive referências, exceto título e autores, centralizados; parágrafos com recuo na primeira linha de 2 cm, exceto subtítulos e referências.
- título em maiúsculas, tamanho 14, negrito e centralizado; nome(s) autor(a)(s) em tamanho 12, negrito, centralizado, separados por ponto e vírgula, seguidos de nota de rodapé em que se indique titulação acadêmica, instituição de origem e endereço eletrônico;
- todo o texto com fonte tamanho 12, exceto citações longas, fonte 11, e título do artigo, fonte 14. Sub-títulos em maiúsculas e negrito, padrão ABNT.
- estrutura do artigo contendo, nesta ordem: título, autores, resumo (até 150 palavras), palavras-chave (até três), introdução, subtítulo(s) de desenvolvimento, conclusão, referências.
- adota-se o sistema de chamada autor-data, com referências ao final, de acordo com regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT (NBR 6023 e NBR10520)
- Os casos omissos devem seguir as regras gerais da ABNT.
- A publicação do texto nos Anais pode ser condicionada a correções técnicas sugeridas pela Comissão Científica dos Eventos.






Consciente de seu compromisso social a Universidade Estadual de Feira de Santana, através da Pró-Reitoria de Extensão, realiza, desde 2003, a Feira do Semiárido, que tem como objetivo principal ampliar o espaço de discussão sobre os saberes, fazeres, problemas, desafios e potencialidades regionais e locais. Ao longo destes anos tem-se buscado oportunizar reflexões que apontem ações no sentido da viabilização de uma forma de desenvolvimento, de modo que as políticas voltadas para o Semiárido, respeitando as tecnologias sociais produzidas coletivamente, avancem na utilização de técnicas de sobrevivência para o desenvolvimento de tecnologias sustentáveis, contribuindo dessa forma para que este lugar de histórias, memórias, crenças e ciência seja, ainda mais, um lugar de felicidade.

A XI Feira do Semiárido será realizada no período de 23 a 25 de maio de 2018, na Alameda dos Oitis, no campus da Universidade Estadual de Feira de Santana – UEFS. A temática definida para orientar os debates será “POLÍTICAS PÚBLICAS E DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL: temos sede de quê?”. Nesta edição amplia-se a discussão sobre o semiárido, incluindo, mais explicitamente, o espaço urbano como objeto de reflexão, enfatizando que é na relação campo-cidade que a vida se produz e reproduz no semiárido.

Em 2018, a Feira do Semiárido assume um formato um pouco diferente das suas edições anteriores, especialmente no que diz respeito ao modo de organização e realização de sua programação acadêmica. Além da realização, como é já tradição do Evento, de Feira de Economia Popular e Solidária e Agricultura Familiar, voltada para os produtos e práticas do Semiárido, em  2018 a sua programação acadêmica será constituída de quatro eventos distintos, mas conjugados, em formato inédito se comparados com as suas edições anteriores:
  • O II Seminário (RE)pensar Feira;
  • O II Congresso Internacional de Economia Popular e Solidária e Desenvolvimento Local:como trabalhar e produzir na contramão do empreendedorismo?, organizado pela Incubadora de Iniciativas da Economia Popular e Solidária da UEFS – IEPS-UEFS;
  • AIII SEMAGRO - Semana de Agronomia: o profissional Agrônomo: o desafio de saciar nossas expectativas e a sede do semiárido, organizada pelo Diretório Acadêmico do Curso de Agronomia da UEFS;
  • O Encontro Interterritorial de Redes de Comercialização de produtos do Semiárido,organizado pelo MOC - Movimento de Organização Comunitária e União Estadual das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (UNICAFES-BA).
Os espaços de diálogo (conferência, rodas de conversa, apresentação de comunicações orais e pôsteres, relatos de experiências) e de formação (oficinas) serão compartilhados pelos três eventos, com atividades que tanto comungam interesses dos diferentes organizadores, quanto tratam de temas específicos de cada um deles. O formato traz, assim, uma grande diversidade de temas e abordagens, tornada possível em razão da reunião dos programas e grupos de pesquisa e extensão envolvidos. Um fio condutor, no entanto, enlaça todos os momentos: a forte presença do diálogo entre o saber científico e o saber prático e popular, especialmente amplificado pela presença de trabalhadores e movimentos sociais, proporcionada em especial pelos temas e pelo espaço de comercialização e troca de experiências da Feira.

Considerando a comunhão de objetivos e a possibilidade de ampliar e enriquecer os diálogos sobre temas comuns ou transversais, a proposta é que a programação da XI Feira do Semiárido seja composta dos espaços que integram os referidos eventos, além de momentos de compartilhamento e diálogo comum. Os participantes da XI Feira do Semiárido, assim, serão igualmente participantes dos citados eventos, vivenciando e contribuindo com os espaços que sejam de seu interesse. Uma certificação específica será concedida aos que participarem dos Grupos de Trabalho com a apresentação de comunicações orais, relatos de experiência ou pôsteres.