07 DEZEMBRO 2018 | GRANDE NOITE DE FADO

Decorreu na passada sexta-feira, 7 de dezembro, no Salão Nobre da Sede Social da Associação Recreativa, Cultural e Desportiva Junqueira Futebol Clube, em Santa Cruz do Bispo a GRANDE NOITE DE FADO.

O evento, que foi organizado por esta associação, em parceria com a Associação Fado e Poesia e a Rádio Cidade de Matosinhos, que produziu a transmissão on-line, contou com a presença de mais de 70 pessoas que encheram o espaço e o transformaram numa bonita noite.

Nas palavras do Presidente da Direção, Albano Soares, esta associação, que comemora em 2019, 50 anos de existência (fundada no dia 10 de junho de 1969), decidiu integrar este evento na vasta organização de eventos que tem já definidos para o próximo ano, através da Comissão Organizadora dos 50 anos.

A ideia desta Comissão será organizar no mínimo um evento por mês, podendo o número ser maior, principalmente no mês de junho, onde já se enquadram nas comemorações eventos tradicionais como as Marchas Populares, onde a ARCD Junqueira FC participa há vários anos, o 15.º Encontro de Dança, uma organização que promove a dança através de workshops, exibições de várias escolas de dança de todo o país e até o concurso de dança intitulado "Who’s The Best" que no próximo ano realiza a sua 6.ª edição.

Os agradecimentos por parte do Presidente Albano Soares foram dirigidos em primeiro lugar aos presentes e posteriormente aos seus colegas de Direção que levaram a cabo a organização deste evento, à Associação Fado e Poesia, e à Rádio Cidade de Matosinhos, que se disponibilizaram de imediato em participar nesta festa.

Às duas instituições foi oferecido pelas mãos do Presidente anfitrião um cachecol da ARCD Junqueira FC, como símbolo do apreço e da parceria desenvolvida.

A apresentação e coordenação do espetáculo esteve a cargo de Lúcia Ferreira, Presidente da Associação Fado e Poesia e contou com a presença dos fadistas Edgar Lima, Ana Oliveira, Carlos Ferreira, Fernanda Bastos e a própria Lúcia Ferreira, acompanhados à Guitarra Portuguesa por José Pinho e à viola de fado por José Martins.

Entre olhares atentos e afetos, foi cantado fado, algumas vezes com o acompanhamento das palmas dos presentes.

Foi também servido um petisco durante o espetáculo e após o segundo intervalo foi também servido o tradicional Caldo Verde com broa, nas mesas decoradas a preceito, cujas designações eram nomes de fados sobejamente conhecidos.

À entrada deste Salão Nobre, esteve durante a noite, o Livro de Honra, que esta associação disponibilizou para este e para futuros eventos, para que os presentes pudessem deixar os seus comentários, críticas, elogios, entre outras mensagens.

O espetáculo encerrou com aplausos de pé aos intervenientes.

Fotografias do evento: