HISTÓRIA




    A Associação Recreativa, Cultural e Desportiva -  JUNQUEIRA FUTEBOL CLUBE, foi fundada com data referenciada a 10 de Junho de 1969, com a designação de JUNQUEIRA FUTEBOL CLUBE, fruto de vários convívios efetuados numa sala de uma mercearia do nosso lugar, tendo por finalidade a prática de futebol popular.
 
    Foram responsáveis por esta iniciativa vinte amigos, que subscreveram um documento que poderemos considerar ter sido a primeira ata, passando a ser considerados os primeiros vinte Associados fundadores deste Clube.
 

    Entretanto, os anos foram passando e as responsabilidades passaram a ser cada vez maiores, tais como a efetivação de deslocações com a equipa de futebol para localidades fora da nossa área, levando atrás se si muitos Associados e famílias.

 
    Deu-se início à prática do Atletismo. Os nossos atletas saíram do nosso meio à descoberta de outros lugares, com excelentes resultados.

    Com esta atividade, porque estávamos a caminhar para chegar aos motivos que levaram os fundadores atingir os seus objetivos, os Corpos Sociais do Junqueira, nomeadamente a sua Direção, em 1982, mais propriamente a 11 de março, resolveram oficializar o Clube.

    Para tal, foi neste dia e ano lavrada escritura exarada as folhas 132 verso a 137, do livro 72-A do 2.º Cartório da Secretaria Notarial de Matosinhos, a constituir oficialmente esta Coletividade com o nome atual ou seja, ASSOCIAÇÃO RECREATIVA, CULTURAL E DESPORTIVA – JUNQUEIRA FUTEBOL CLUBE, publicada no diário da República da III Série n.º 71, de 26 de Março de 1982, onde se diz que os objetivos são a promoção de atividades Desportivas, Culturais e Recreativas vocacionadas para os Associados.

    Assim, iniciaram-se outras práticas desportivas, como o Ténis de Mesa; Damas; e até a atração principal da altura que era o jogo de cartas.

    Nas comemorações dos seus treze anos de fundação, facto que aconteceu em 10 de Junho de 1982, foi inaugurada pelo Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos – José Narciso Rodrigues de Miranda a atual Sede Social, construída com o trabalho dedicado e a pulso dos seus Associados. 
    
    Ao longo destes anos muitas foram as vicissitudes porque passou a Coletividade, como muitas foram as realizações que nos deixaram na memória gratas recordações.

    Por motivos de ordem financeira, falta de espaço acabámos com o Ténis de Mesa e Futebol de Onze.

    Surgiu então a ideia de nos filiarmos na Associação do Porto de Futsal, primeiro com uma equipa de Séniores e mais tarde com uma equipa de Juvenis, esta constituída por jovens pertencentes à Obra do Padre Grilo.

    Apareceram os resultados e tão bons foram que estivemos presentes na Sertã, em 1995, a disputar a final da Taça de Portugal e em 25 de maio de 1996, disputámos a Supertaça. Esta foi para nós a época de Ouro do Junqueira. Presentemente a nossa equipa Sénior disputa o Campeonato Nacional da 2.ª Divisão e no escalão de Juniores o Campeonato Distrital da 2.ª Divisão.

    Entretanto, duas modalidades dão os seus primeiros passos - Cicloturismo e a Pesca Desportiva de Alto Mar.

    A primeira participa em todas as provas organizadas pela Associação da Modalidade, merecendo destaque o nosso Convívio, que percorre todas as Freguesias do Concelho de Matosinhos.

    Quanto à Pesca, a mais jovem das modalidades desportivas da Coletividade é, uma das que, neste momento, com altos feitos, com atletas Campeões e a representarem a Seleção Nacional.

    Deixemos o Desporto e passemos a abordar os sectores ligados à Cultura e ao Recreio. Quer num caso quer noutro, a prioridade desta Associação vai para o apoio à Juventude o que é para nós fundamental.

    No sector da Cultura merece referência especial a criação ao longo destes trinta cinco anos das bandas musicais, que abrilhantam as nossas festas.

    Assim, em 1982 apareceu o “JUNQUEIRA RITMO” que, para além de abrilhantar as nossas festas, também atuou extramuros. A partir do ano de 1995 apareceu os “ECOS DO SOTÃO” e mais tarde a partir de 1999, surgiu os “NOVOS SOTÃOS”, formados por jovens que frequentavam a nossa escola de música.

    São as várias atividades levadas a efeito por ocasião do Aniversário da Coletividade, com os jovens a ser vedetas.

    Organizámos jogos tradicionais e outras atividades de índole Cultural, bem como a nossa participação de apoio à Juventude na época balnear.

    As nossas atividades vão mais longe com a realização de aulas de dança de manutenção; dança ritma; e teatro infantil.

    Para além de todas as atividades atrás referenciadas, não podemos esquecer uma festa com um significado muito especial e que se realiza há mais de 30 anos, porque é dirigida aos mais pequenos, como é a Festa de Natal.

    De realçar, porque provado superiormente, e muito nos orgulha, somos uma INSTITUIÇÃO DE ÚTILIDADE PÚBLICA, conforme consta do Despacho publicado no “Diário da Republica”, II série, n.º 132 de 07 de julho de 2001.