IPhCO e Google Street View ajudando a divulgar Curitiba e Paraná

Inaugurada em 2017 (versão beta em 2016) a Olimpíada Internacional de Física e Cultura  (IPhCO) tem como um de seus  objetivos divulgar a nossa cultura e incentivar a busca de conhecimento.  Curitiba é uma das cidades com maior número de espaços culturais e de lazer voltados para a população. No entanto, muitos museus e espaços interessantes não se encontram acessíveis para visitas virtuais (Street View/interiores).

Pensando em como resolver esse problema, a equipe da olimpíada resolveu escrever para o Google. Contamos a história dessa olimpíada online, que queria colocar Curitiba no mapa. Como resposta a equipe da IPhCO foi selecionada para receber equipamento do Google Street View que chegou em setembro deste ano.  Começou assim, o trabalho de mapeamento de interiores. Trabalho inédito para o Instituto Federal do Paraná. 

Figura 1.  Olimpíada de Física e Cultura do Instituto Federal do Paraná, campus Curitiba,  recebe equipamento do Google Street View (setembro de 2017).


Museu do Expedicionário, Museu da Imagem e do Som, Museu Atílio Rocco, Museu Alfredo Andersen,  Centro Juvenil de Artes Plásticas, Teatro Guaíra, Parque da Ciência Newton Freire Maia, são alguns dos espaços que já foram ou que estão sendo mapeados.  Esse trabalho de quase dois meses, rendeu a equipe da olimpíada a classificação de Local Guide Nivel 5 do Google Street View e uma coletânia de informações culturais fascinantes sobre a história da nossa cidade e do Paraná. 

Figura 2. Lançamento da Semana Andersen no dia 06 de novembro de 2017. Da esquerda para a direita: Jânia Duha (Coordenadora da IPhCO), Débora Russo (Diretora do Museu Alfredo Andersen),  Ana Paula Delowski e Crisiane Rezende Vilela de Oliveira integrantes da equipe da olimpíada.


Apesar da pouca disponibilidade de tempo da equipe composta por professores atuando regularmente em sala de aula e trabalhando em diversos projetos de ensino, pesquisa e extensão, com muita determinação conseguiram que o trabalho fosse bem sucedido. O mérito do trabalho conquistou uma renovação do prazo de uso do equipamento sendo que uma segunda etapa será realizada em novembro/dezembro deste ano.   A equipe agradece a todos os diretores e responsáveis pelos espaços visitados, ao Coordenador do Sistema Estadual de Museus, Renato Carneiro Jr. e em especial ao Google pelo incentivo à cultura e a divulgação da cidade de Curitiba e do estado do Paraná.



GOOGLE Science Fair

A Feira de ciências do Google é uma competição de ciências on-line aberta a alunos entre 13 e 18 anos de todo o mundo. Estamos à procura de ideias que mudarão o mundo. Para começar, você só precisa de uma Conta do Google.
Como funciona: os estudantes inscrevem-se na Feira de Ciências com sua Conta do Google. Então eles realizam um teste ou experimento em seu tema escolhido, inserindo todas as informações em seu site do projeto. Todas as inscrições são feitas no mês de abril. Após a primeira rodada de julgamentos, são anunciados 90 finalistas regionais, cujo trabalho será revisado ainda mais de perto por um painel de juízes. Os 15 melhores alunos são convidados para o evento final na sede do Google em Mountain View, Califórnia, onde apresentarão seus trabalhos a um painel de cientistas, inovadores da tecnologia ganhadores do prêmio Nobel.

No final, são escolhidos três vencedores, incluindo um vencedor do Grande Prêmio. Será que você gostaria de estar entre eles? Comece a pensar agora, afinal, idealizar sempre demora um pouco. Desta forma, em abril do ano que vem você terá o projeto pronto. Peça ajuda aos professores da física, eles vão adorar ajudar você a materializar suas idéias. Na verdade a participação do professor apoiando o aluno é obrigatória. Esse é um caminho que você não fará sózinho!

https://collaboratory.airforce.com/

The Air Force Collaboratory é a primeira plataforma dedicada a resolução colaborativa de alguns dos problemas e desafios mais difíceis da atualidade. Você jovem, pode participar. A plataforma vai disponibilizar informação, conhecimento e  meios para você entender o problema e as possíveis soluções. A cada etapa você aprende um pouco mais. Escolha um desafio e entenda como você pode ajudar!  

http://www.improbable.com/about/
PESQUISA IMPROVÁVEL - O lema deles é faça as pessoas rir primeiro e pensar depois!  A cada dois meses eles disponibilizam um revista, uma newsletter mensal, postagens diárias no blog, livros, vídeos, shows ao vivo e uma vez por ano o premio Ig Nobel !  Peneirando descobertas malucas, estranhas ou aparentemente inúteis a equipe do Pesquisa Improvável traz muita diversão para quem gosta de novidades em ciências.
"A frase mais emocionante para ser ouvida em ciência, quando uma nova descoberta é divulgada, não é 'Eureka' mas, 'Isso é divertido"....- Isaac Asimov
"Uma vez que você elimine o impossível, o que sobra, não importando o quanto seja improvável deve ser a verdade." - Sherlock Holmes





Prêmio IgNobel

Todos os anos milhões de cientistas procuram desenvolver estudos com a intenção de melhorar nossa vida ou mesmo compreender algumas situações inexplicáveis. Apesar de muitos destes trabalhos merecerem todo nosso crédito e respeito, alguns deles têm sua utilidade questionável e os resultados acabam sendo curiosos ou até mesmo malucos. A fim de se eleger os trabalhos “mais estranhos” da comunidade científica, em 1991 foi criado um prêmio oposto ao Nobel (considerado o mais importante do mundo): O Prêmio Ignóbel.O prêmio fora criado pela revista de humor científico Annals of Improbable Research (Anais da Pesquisa Improvável) e os prêmios são entregues em Harvard. O objetivo é celebrar o incomum, honrar a imaginação e despertar o interesse das pessoas pela ciência, medicina e tecnologia, tudo com muito bom-humor. Os trabalhos são analisados por uma comissão multidisciplinar que inclui atletas, autoridades políticas e científicas, e vários ganhadores do Prêmio Nobel original. O Ignobel “premia” trabalhos em diversas categorias, como Física, Química, Biologia, Literatura, Linguística e Medicina, desde que eles se destaquem pela sua inutilidade ou premissa de relevância questionável.

A cerimônia de premiação acontece em Harvard para uma exclusiva audiência de 1.200 pessoas e a platéia tem o tradicional hábito de jogar aviõezinhos de papel no palco durante o evento. Assim, laureados com o Nobel (sim, aqueles sisudos cientistas ganhadores dos prêmios de física, química e economia, entre outros) varrem (sim, com vassouras mesmo) os aviõezinhos no palco. Eles se protegem com chapéus chineses para não serem atingidos pelos petardos e passam a cerimônia inteira varrendo. Às vezes interrompem a labuta para entregar algum prêmio, pois todos os IG Nobel são entregues por Nobels autênticos! A ideia é contemplar pesquisas e patentes improváveis. Os premiados de cada ano têm os seus artigos publicados em um livro com uma linguagem mais acessível. De tudo isso, o que se tira é que o desenvolvimento humano precisa do inusitado, do improvável, do incomum, do ousado e do ridículo para acontecer. E, mais do que tudo, da capacidade de rir de si próprio, mesmo que você seja uma celebridade ganhadora do Prêmio Nobel. Leia mais em www.improbable.com , www.ignobel.com , Cientista Maluco.




https://sites.google.com/a/ifpr.edu.br/fisica-ifpr/aprendizagem-viva