gestao-de-recursos



Tecnologia integrada que visa a conservação dos recursos hídricos por meio de soluções locais e ecoeficientes. Os elementos implantados são planejados de forma a solucionar três necessidades fundamentais das habitações humanas: 
o abastecimento de água e de alimentos e o saneamento.



Solução Adotada:

A tecnologia social proposta implica na implantação de um sistema de captação e armazenamento de água de chuva, fossa ecológica (bacia evapotranspiradora) para tratamento de água negra (esgoto) e um sistema ecológico (círculo de bananeira) para tratamento de água cinza (servida por pias, chuveiros e etc.). Por ser apropriada, a tecnologia proposta não necessita de mão de obra especializada, requerendo apenas materiais com baixo custo relativo e de fácil acesso no mercado, além de reaproveitar materiais reciclados de diferentes origens. Tais condições permitem que a aplicação da tecnologia seja feita em distintos contextos socioeconômicos e ambientais. A chave para a sustentabilidade da tecnologia são as conexões entre os elementos implantados e os ciclos ecológicos que se fecham como consequência das relações estabelecidas. A água da chuva, um recurso que é perdido caso não seja aproveitado, é captada pelos telhados das edificações e armazenada em tanques de ferro-cimento, sendo ofertada novamente na forma água potável para essas mesmas edificações. Águas utilizadas em sanitários, ralos de chuveiros, pias e tanques são separadas para o tratamento em água cinza e negra. Os tanques de ferro-cimento para a captação da água da chuva podem ser construídos em diferentes dimensões e são executados por meio de obras rápidas, que gastam pouco e oferecem um produto vital: água potável. Por meio de calhas conectadas aos telhados a água da chuva é captada e direcionada ao tanque. Um sistema simples de cano descarta as primeiras águas com poeira e outros contaminantes. A água é então armazenada no tanque hermeticamente fechado, sendo assim conservada, inclusive, para uso humano direto. Cada unidade pode armazenar de 10 a 100 mil litros de água potável coletada do telhado das edificações e que pode ser consumida inclusive de forma direta uma vez que se trata de água precipitada (destilada) e armazenada em tanques hermeticamente fechados. Para o tratamento do esgoto são construídas bacias subterrâneas, que atuam como filtros biológicos, as chamadas bacias de evapotranspiração. As bacias de evapotranspiração são construídas com a mesma técnica de ferro-cimento, pneus, entulho de obras, brita, areia e terra adubada. Neste sistema, o tratamento do esgoto é realizado pelas camadas filtrantes e o efluente é consumido por plantas, normalmente de folhas largas, como as bananeiras. Com isso o resultado é um jardim produtivo fértil e irrigado durante todo o ano. Os círculos de bananeira - berços de matéria orgânica - solucionam o tratamento da água cinza criando um canteiro para produção de alimentos aliado ao crescimento de árvores e diversas plantas. Nesse sistema, um buraco no solo é dimensionado de acordo com a quantidade de água cinza servida e preenchido com material orgânico de diferentes dimensões, principalmente troncos e galhos grossos de árvores. O berço de matéria orgânica é então cercado por um canteiro adubado onde podem ser cultivadas diversas plantas, dando preferência para bananeiras e árvores que oferecem diversos subprodutos florestais. Durante os processos pedagógicos aplicados na difusão da tecnologia os beneficiários foram capazes de se envolver em diferentes etapas do processo de implantação. Cálculos estruturais e de dimensionamentos são feitos de forma simples e participativa. Trabalhos braçais de construção são apropriados a diferentes idades e gêneros. As plantas escolhidas para compor os sistemas de tratamentos são elencadas pela comunidade se valendo de conhecimento local, sementes crioulas e variedades típicas da região.



        

    

    https://sites.google.com/a/hugreen.solar/start/home/gestao-de-recursos/foto-bet9.jpg






Comments