fotovolts




       


       
         


       




Geração Distribuída - Obtenha crédito de energia($$$)
 
A novidade da norma é simplificar a conexão das pequenas centrais à rede das distribuidoras de energia elétrica e permitir que a energia excedente produzida possa ser repassada para a rede, gerando um “crédito de energia” que será posteriormente utilizado para abater seu consumo. Um exemplo é o da micro geração por fonte solar fotovoltaica: de dia, a “sobra” da energia gerada pela central é passada para a rede; à noite, a rede devolve a energia para a unidade consumidora e supre necessidades adicionais. Portanto, a rede funciona como uma bateria, armazenando o excedente até o momento em que a unidade consumidora necessite de energia proveniente da distribuidora.

O saldo positivo desse crédito de energia não pode ser revertido em dinheiro, mas pode ser utilizado para abater o consumo em outro posto tarifário (ponta/fora ponta), quando aplicável, em outra unidade consumidora (desde que as duas unidades estejam na mesma área de concessão e sejam do mesmo titular) ou na fatura do mês subsequente. Os créditos de energia gerados continuam válidos por 36 meses.

- Conexão de Acesso a Rede de Distribuição com Sistema de Compensação de Energia

Pela regulamentação da ANEEL, uma unidade geradora instalada em uma residência, por exemplo, poderá produzir energia para consumo próprio sendo que quando houver excedente de energia (maior geração do que consumo), o mesmo será injetado no sistema da distribuidora, gerando créditos. Esses créditos poderão ser utilizados para abater do consumo de energia da distribuidora, nos períodos em que a geração solar for insuficiente e houver necessidade de utilização de energia da rede. Os créditos poderão ser utilizados em até 36 meses.

http://www.aneel.gov.br/cedoc/bren2012482.pdf

Comments